.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

domingo, 16 de outubro de 2016

--A quem muito foi dado, muito será pedido-José Salviano

19 de Outubro de 2016-Ano C

Evangelho - Lc 12, 39-48



O Filho do Homem vai chegar na hora em que menos esperamos, pois ele está sempre chegando até nós nos pobres e necessitados. Os que esperam a vinda de Jesus somente no último dia tornam-se pregadores do fim do mundo e vivem uma fé ritual, são incapazes de amar verdadeiramente e, na verdade, não conhecem Jesus presente em suas vidas, possuem uma fé egoísta, pois a espera de Jesus não é para o encontro com ele, mas para ganhar o prêmio eterno. A longa espera e a falta de vivência concreta do amor faz com que essas pessoas desanimem e maltratem seus irmãos e irmãs, fazendo-se merecedores da sorte dos infiéis.(CNBB)
Mais uma vez Jesus nos previne que devemos estar preparados porque não sabemos o dia nem a hora em que iremos desta vida. Para onde? Só depende de nós. Porque o futuro da nossa alma está sendo traçado pelos passos que estamos dando neste exato momento de nossa vida atribulada de tantas tentações. E é exatamente por causa de tanta tentação que a graça de Deus vem em nosso socorro. Mas precisamos fazer por merecer esta disposição salvífica da parte de Deus, de preferência durante toda a nossa vida, e não somente quando percebemos que a morte já está rondando a nossa casa. Quando chegamos ao fim da estrada repleta de aventuras nem sempre dignas da presença de Deus. Nem sempre santas. Reflitamos sobre as palavras de Jesus: "Mas, se o tal administrador imaginar consigo: Meu senhor tardará a vir, e começar a espancar os servos e as servas, a comer, a beber e a embriagar-se,..."
        Isso acontece conosco durante a nossa adolescência e na fase adulta. Achamos que não vamos morrer por tão cedo e a grande pedida é aproveitar a vida enquanto o Senhor não vem.  E, assim, soltos e livres como o vento, esquecemos por uns tempos os ensinamentos do catecismo, as recomendações da nossa mãe e as puxadas de orelhas da nossa avó, e vamos para os embalos dos sábados, e para outras aventuras que nem podemos falar aqui. 
        Com muita sorte, atravessamos esta faze da nossa vida com muita saúde, e então começa o entardecer glorioso, e é aí que começamos a voltar para a casa do Pai.  Começamos a nos preocupar com a possível vinda do Senhor, e começamos a nos preparar. A nossa memória  nos lembra daquele lugar indesejável que Jesus falou, no qual haverá choro e ranger de dentes.
        Prezados irmãos. Para aqueles que conhecem pouco a palavra de Jesus, a cobrança será menor. Mas para nós que somos catequistas, a cobrança será bem maior. Foi o que disse o Mestre. "Mas o empregado que não sabe o que o patrão quer e faz alguma coisa que merece castigo, esse empregado será castigado com poucas chicotadas. Assim será pedido muito de quem recebe muito; e, daquele a quem muito é dado, muito mais será pedido."
        Viu? Tome cuidado! A nossa atitude não deve ser de acomodação, de pensar que o Céu já "está no papo". Que a Vida Eterna já está garantida. Pois nós fazemos parte do grupo a que foi dado muito. Por isso Deus vai cobrar muito de nós.
        Ei! Vem aqui! Não fuja da responsabilidade de ser catequista só porque leu (ouviu) isso! Vamos pensar na melhor parte. Na promessa de Jesus a quem deixar mulher e filhos para evangelizar. "Terás cem vezes mais nesta vida e ainda a vida eterna". Isso foi só a repetição de um lembrete.

 Tenha um bom dia. José Salviano


Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário