.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

domingo, 30 de outubro de 2016

-Quando deres uma festa convide os pobres-José Salviano

31 de Outubro de 2016-Ano C

Evangelho - Lc 14,12-14


Prezados leitores. Jesus mais uma vez joga pesado. Mais uma vez Ele exemplifica com argumentos extremos, argumentos exagerados, para que nós possamos cair a fixa, e entendermos o significado verdadeiro do Reino dos Céus.
Jesus nos quer dizer que se quisermos ser cristãos autênticos, o nosso relacionamento com nossos irmãos e irmãs, não pode ser baseado exclusivamente pelo interesse. Não pode ser impulsionado pelo interesse em uma retribuição.

O verdadeiro cristão seguidor de Cristo, é aquele que visa a gratuidade, a fraternidade e o amor ao próximo em seu relacionamento com ele.
Em tudo o que fazemos, em todo o nosso modo de agir, temos de ter em conta, o segundo mandamento. Amar ao próximo como a nós mesmo, tratando-o como gostaríamos de sermos tratados por ele.

Jesus disse: “...amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.  E como foi que Jesus nos amou e continua nos amando? Jesus nos ama gratuitamente e nos concede tudo o que somos e temos sem exigir nada  em troca.  O seu amor por nós é incondicional. Ou seja, Ele, ao contrário de nós, nos dá tudo, sem antes pedir ou exigir algo em troca do seu favor.
E mais. Deus nos retribui de forma gratuita, por tudo de bom que fazemos aos nossos irmãos, principalmente àqueles que não têm nada.

Ser cristão é imitar a Cristo. Portanto, procuremos viver essa gratuidade
Que nos é dispensada por Deus, e assim teremos a recompensa já nesta vida, e mais na vida eterna, por todo o bem que fazemos aos nossos irmãos marginalizados, desprezados, famintos e sem abrigo. Aqueles que não têm amigos importantes, aqueles que não são convidados para participar de nenhuma festa, nenhum almoço. Pelo contrário, eles são rejeitados, discriminados, por que não podem retribuir nenhum favor, segundo os critérios e valores desse mundo.

Amemos uns aos outros como Jesus nos amou. Sejamos bons para com os nossos irmãos, como Deus é bom para nós. Esta é alógica que nos conduzirá a salvação eterna.

Vamos perdoar como somos perdoados por Deus, quantas vezes precisamos.  Vamos ser amáveis sem fingimento, como Deus nos ama, não se importando com os nossos pecados, com o nosso egoísmo.

Deus é Pai que nos ama com amor de mãe multiplicado a milionésima potência e mais.  Quanta ingratidão a nossa mãe já nos perdoou? Quanto sofrimento já lhe causamos? E quantas vezes ela nos abraçou. E nos chamou de filho! Filha! Como se nada tivesse acontecido?

E pensar que o amor e o perdão de Deus é muito maior que o amor de mãe! O perdão de Deus não tem limites!

Então, por que não perdoamos aquele que nos tem ofendido?


Tenha um bom dia. José Salviano 

2 comentários:

Ze Carlos Barbosa disse...

E se convido amigos e familiares sem segunda intenção alguma? Ainda sou considerado um egoísta?! Um não cumpridor da lei de Deus que pode para amar o próximo?!

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário