.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

O espírito do mundo nos torna, doentes e paralisados -Helena Serpa

24/10/16 - 2ª. Feira – XXX semana comum - Efésios 4, 32-5,8 – “viver como filhos da Luz”
Nesta carta São Paulo nos dá a receita para chegarmos à santidade: ser bom para com o outro, ser compassivo, perdoar-se mutuamente. Ser imitador de Deus como um filho que imita o seu pai. Viver no amor como Cristo viveu e se entregou por amor. Rejeitar de uma vez por todas a devassidão, a impureza e a cobiça. Abdicar das palavras grosseiras, insensatas ou obscenas que são inconvenientes. A devassidão, a impureza, a avareza são idolatria, culto que se presta à nossa carne e a nós mesmos (as) e que nos excluem do reino de Cristo nos tirando a paz. Todas essas coisas isso fazem parte da nossa vida e temos que lutar contra nós mesmos (as) para excluí-las do nosso itinerário. “Dedicai-vos antes à ação de graças”.  A ação de graças nos leva à celebração da vida, à gratidão ao Deus Criador, ao louvor, à alegria e à fraternidade. O tempo da escuridão já passou: “agora sois luz no Senhor, portanto vivei como filhos da luz”. – Você acha muito difícil caminhar para a santidade? – É difícil ser bom, ser boa? – Dentro do receituário de São Paulo qual tem sido a sua maior dificuldade? - Você tem  vivido dentro dos ensinamentos evangélicos  da castidade, da sobriedade, da harmonia, pureza e outras virtudes equivalentes? – O que você pode dizer ao justo juiz sobre isso?         

Salmo 1 – “Sejamos, pois, imitadores do Senhor, como convém aos amados filhos seus”.
 Ser santo é ser feliz segundo os desígnios de Deus. O salmo nos faz meditar sobre o que nos leva à felicidade, portanto à santidade. Não andar conforme os conselhos dos perversos, não entrar no caminho dos malvados, mas encontrar seu prazer na lei de Deus e meditá-la, dia e noite, sem cessar. É o mesmo que acontece a uma árvore  plantada à beira da torrente, isto é, aonde tem água em abundância: ela dá frutos a seu tempo e conservará sempre o verde que compõe a paisagem. Assim é a nossa vida quando estamos perto de Deus, vivendo a sua Palavra.


Evangelho - Lucas 13, 10-17 - " O espírito do mundo nos torna, doentes e paralisados "

O Evangelho nos conta a história da mulher que há dezoito anos   estava presa por um espírito que a deixava encurvada e que foi curada por Jesus num dia de sábado. A nossa história não difere muito daquela mulher, se entendermos que dezoito anos significa o tempo da nossa vida em que passamos entregues às nossas próprias sugestões, vivendo conforme a vontade da nossa humanidade, olhando para nós mesmos (as), incapazes de contemplar a Deus e distanciados dos nossos irmãos e irmãs. É um tempo em que passamos entregues ao espírito do mundo, que nos encurva e nos submete às suas  mazelas e misérias. Por isso, nos tornamos pessoas infelizes, doentes, incapazes de caminhar livremente, com o olhar voltado somente para baixo, para nós mesmos (as), para nossos interesses. O espírito do mundo nos torna, doentes e paralisados (as) pelo egoísmo, pela ganância, pela comiseração, pela murmuração e tantas outras coisas que nos impedem de caminhar em busca da plenitude da vida que Jesus veio nos dar. Enquanto não somos curados (as) por Jesus o espírito do mal nos escraviza. O tempo em que vivemos assim não conta para Deus se nos deixarmos tocar pela força operadora de Jesus que quer nos salvar mesmo que seja em "dia de sábado". Dia de sábado, hoje, poderá ser aquele momento em que todos acham inconveniente se falar de Deus, mesmo que  haja muitas pessoas que precisam ouvir o que o Senhor tem a lhes falar.  Ou então, aquela ocasião em que entendemos não ter nada a ver se tocar nas coisas do espírito, quando estamos tratando dos negócios, de trabalho, de estudos, em fim de coisas "importantes" para o desenvolvimento social. Quando em um aniversário ou em uma festa onde todos se divertem, há alguém precisando conhecer Jesus e ser tocado por Ele, mas nós, respeitando as "conveniências", nos omitimos. Assim também Jesus nos diz: "Hipócritas!" Sim, somos hipócritas porque não temos coragem de anunciar Jesus por onde andamos, temos respeito humano e não queremos nos expor, por orgulho. Somos homens e mulheres encurvados (as) que precisamos de salvação, cura e libertação. Hoje Jesus também olha para nós que estamos na “sinagoga em dia de sábado”, isto é, na missa, na adoração, no grupo de oração, apenas preocupado com a nossa deformação, e, com compaixão, Ele também nos diz: “estás livre da tua doença” e cura-nos mesmo que para o mundo não seja o momento adequado. Peçamos ao Senhor que nos cure para que possamos amar e servir a Deus em qualquer dia, a qualquer hora e em qualquer lugar, mesmo que seja em dia de sábado. – A doença do mundo é o egoísmo. – Você tem olhado para quem está à sua volta ou só tem pensado nas suas preocupaçõezinhas?  - Qual o espírito que pode estar deixando-o encurvado (a)? - Você escolhe hora e lugar adequados para falar de Jesus? - Você se envergonha de falar das coisas de Deus nos ambientes do mundo? - Você também se sente um homem ou uma mulher encurvada que precisa ser tocada por Jesus?




4 comentários:

José Maria Nascimento disse...

Obrigado!!!

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Anônimo disse...

NOSSO DEUS E NOSSO PAI PERDOAI OS NOSSOS PECADOS E NOS CONDUZA A VIDA ETERNA.QUE UM DIA SEJAMOS TODOS TOCADO E NOS COMPROMETERMOS COM A VIDA DE SANTIDADE AMEM

Postar um comentário