.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

A GRANDEZA DA MISERICÓRDIA DE JESUS – Maria de Lourdes Cury Macedo.



Domingo, 30 de outubro de 2016.
Evangelho Lc 19,1-10.

Jesus estava caminhando para Jerusalém, onde assumiria a caminhada do Calvário. Havia uma cidade chamada Jericó que ficava entre o Rio Jordão e Jerusalém. Jesus resolveu entrar em Jericó procurando transmitir sua mensagem e indo em busca dos sofredores, os doentes.
Andando pela cidade, rodeado pela multidão que o seguia, encontrou-se logo com um homem que o evangelista Lucas o descreve de maneira muito clara: diz seu nome, a função que exercia e as riquezas que possuía.
O nome “Zaqueu”, que no aramaico quer dizer “puro”, era um nome muito comum entre os judeus. Zaqueu era o chefe dos cobradores de impostos, pertencia à classe dos publicanos que trabalhava para os romanos cobrando impostos.  Geralmente eram desonestos, pois cobravam a mais para ficar com uma parte e por isso enriqueciam facilmente, motivo pelo qual eram odiados pelo povo e considerado pecador.
Em Jericó, havia muitos cobradores de impostos, porque era uma cidade de trânsito, de passagem e de grande comércio, por isso essa profissão de cobradores de impostos era muito rendosa.
A história desse homem rico e pecador serve para ensinar que também os ricos acreditaram em Jesus e foram salvos por Ele.
Zaqueu já havia escutado falar de Jesus e tinha imensa vontade em conhecê-Lo. Sentia-se atraído pela fama de sua santidade e seus milagres, conhecidos e comentados por toda parte. Ele era de estatura baixa e grande era a multidão que acompanhava Jesus, por isso correu na frente e subiu num sicômoro, assim quando Jesus passasse ele poderia ve-Lo. Sicômoro é uma árvore, cujos frutos são semelhantes ao figo, tem galhos semelhantes ao da amoreira, é de clima quente e muito comum na costa marítima da Palestina.
Apesar de Zaqueu ter uma posição social boa, não se importou de se expor ao ridículo, subindo numa árvore, para enxergar Jesus, assim que Ele passasse.
Jesus ao passar por aquele lugar olhou para Zaqueu em cima da árvore, com aquele olhar que só Jesus tem e disse: “Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa”. Zaqueu desceu rapidamente e recebeu Jesus em sua casa com muita alegria. Zaqueu não esperava tanta consideração da parte de Jesus.
Vamos imaginar Jesus em casa de Zaqueu. Por certo Zaqueu preparou um belo jantar, convidou seus amigos para recepcioná-lo. Vendo isto os judeus estranharam que Jesus fosse comer na casa de um pagão, pois até entrar na casa deles era proibido, inclusive os discípulos murmuravam e diziam: “Jesus vai hospedar-se em casa de um pecador. . .?!”
Deus volta-se para todos nós com muito mais atenção do que nós esperamos. Faz nossos desejos recompensados muito acima do que merecemos.
Diz Santo Ambrósio – “os ricos aprendam que a culpa não está nas riquezas, mas no mau uso que delas se faz; pois, se as riquezas são um meio de perdição para os maus, nas mãos dos bons são um poderoso auxílio de suas virtudes.”
Cristo chamou Zaqueu porque viu sua disposição e o esforço que fez para vê-lo passar. Se Cristo ajuda aqueles que o seguem, quanto não ajudará aqueles que se apressam em esperar por ele.
Santo Agostinho diz: “Deus começa a operar primeiro em nós, fazendo com que queiramos, como precisamente se deu com Zaqueu, que quis ver Jesus; depois coopera conosco, quando queremos e ao mesmo tempo procuramos atuar aquilo que queremos; para isso Jesus vai ter com Zaqueu.”
O certo é que Zaqueu teve um encontro pessoal com Jesus e mudou completamente sua vida. Ele se encantou com Jesus, sentiu o seu amor, a sua doçura, a sua bondade, a sua compaixão pelo outro, o seu perdão. Zaqueu se encantou com o modo de ser de Jesus e se converteu. Zaqueu se transformou, assumiu uma atitude edificante, deu metade dos seus bens para os pobres e se propondo a devolveu quatro vezes mais para quem ele tinha roubado.
Com a graça de Deus, o rico pode salvar-se. Aquele que procura viver em espírito de fé, agindo com justiça e caridade, é um verdadeiro filho de Deus.
O que será que Jesus falou com Zaqueu? O que fez Jesus para Zaqueu, para que ele se transformasse assim radicalmente?
Jesus simplesmente não o excluiu, teve um gesto de amor, de acolhida, quis visitá-lo, quis hospedar-se na sua casa, conversar com ele, participar da sua vida, deu-lhe atenção, valorizou-o, não marginalizou e nem excluiu por ser ele um pecador. Mas sim, Jesus deu-lhe amor, sem o acusar de nada, sem lhe pedir nada.
O gesto de Jesus entrar na casa de Zaqueu significa que Ele quer entrar também na nossa casa, na nossa vida, e quando Ele entra nossa vida ela é transformada.
No momento que Zaqueu se mostrou arrependido da vida que levava, Jesus disse a ele: “Hoje entrou a salvação nesta casa”.
Nós também precisamos aprender com Jesus a olhar para o pecador e não para o pecado. O papa Francisco iniciou um processo de renovação da Igreja, começando pelo amor. Amor a todos inclusive para os pecadores. A Igreja hoje quer a renovação das nossas mentalidades. É preciso mudar nossos conceitos e eliminar os preconceitos, só assim conseguiremos trazer os irmãos de volta para Deus. Amemos ainda mais os que erram, pois somente o amor fará com que essas pessoas reparem os seus erros e mudem de vida. Somente o amor salva.  São Paulo diz que glorificaremos o Senhor quando agimos com amor e misericórdia.

Abraços em Cristo!
Maria de Lourdes


4 comentários:

José Efigênio Pinto disse...

Maria de Lourdes; Bela reflexão.

Leila Luiza Dutra Ribas disse...

Lindas reflexões. Aprendo muito com elas.Que Deus te ilumine sempre.

Severino Fernandes disse...

Obrigado por este ensinamentos. As vezes que não notamos a presença de Jesus em nossa casa.É uma pena.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário