.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

“EIS QUE VOS ENVIO COMO CORDEIROS PARA O MEIO DE LOBOS” Olivia Coutinho

 
Dia 18 de Outubro de 2016
 
Evangelho de Lc10,1-9

É do discípulo, que nasce o  missionário, aquele que   leva ao outro o que aprendeu com o Mestre! O discípulo Missionário é um  enviado  do Senhor, mais isso não significa que ele seja o melhor, aquele que sabe mais, nada disso, um enviado do Senhor, é apenas um instrumento, que  Deus usa para fazer chegar ao outro,  o anuncio da Boa Nova Do Reino. 
O evangelho que a liturgia de hoje nos apresenta,  nos diz, que Jesus enviou mais setenta e dois discípulos. Em momento algum, Ele iludiu esse seus enviados, prometendo-lhes facilidades, pelo contrário, Jesus descreve este envio com uma metáfora: “Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos!” Por tanto, é preciso estar ciente de que a caminhada  missionário é sempre árdua, vai exigir muita coragem e disposição do missionário, pois os desafios serão muitos! 
No texto, Jesus passa para os discípulos, importantes instruções, ensinamentos, que se seguidos corretamente,  lhes  garantiriam  êxito na missão! 
O envio de dois a dois, vem nos falar da importância da missão realizada em comunidade, o anúncio do Reino não deve ser uma tarefa individual e sim, em comunidade! Dois a dois, representa uma comunidade, além de aumentar a credibilidade do testemunho, contribui para o encorajamento, um, vai estar sempre animando o outro!
O discípulo que se faz missionário,  recebe de Jesus, instruções fundamentais para o sucesso da sua missão: “Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias”, o que significa: estar livre, desimpedido para o serviço.
“Não cumprimenteis ninguém pelo caminho”, quer dizer: não distrair, não sair do foco...
Quando Jesus recomenda: “Não passeis de casa em casa”, Ele quis dizer que não seria necessário que o missionário visitasse  todas as casas, o importante, seria ele evangelizar bem uma família, pois uma família bem evangelizada, com certeza, evangelizaria outras famílias com o seu próprio testemunho de vida.
Para levar em frente a sua missão, o discípulo missionário, precisa experimentar a pobreza material, esvaziando de  si mesmo para encher-se de Deus, é na dependência de Deus, que o missionário torna forte, afinal, é Deus quem age Nele!
Aquele que se entrega a missionariedade,  realiza a sua missão na total gratuidade, não é seu desejo atrair pessoas para si e sim, para Jesus, afinal, é Jesus quem ele anuncia! 
A todo instante, Jesus nos convoca para uma missão, as mesmas instruções que Ele passou para aqueles 72 discípulos, valem também para nós, que somos os discípulos de hoje!
Deus quer salvar a humanidade convocando cada um de nós para uma determinada missão, Ele quer contar com a nossa disposição, com o nosso serviço na construção de um mundo mais justo e mais fraterno, ser indiferente a esta convocação, é ignorar o projeto de Deus e não dar a Ele uma resposta de amor!
Todos nós somos chamados a construir um mundo melhor, a obra do Senhor é gigantesca, o campo de trabalho é vasto, há trabalho para todos, sejamos pois, mais um trabalhador na messe do Senhor a se ajuntar a tantos outros com o mesmo propósito: atrair pessoas para Jesus. 
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook
 

Um comentário:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário