.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

“A presença de Jesus incomoda!” - Claudinei M. Oliveira.


Quinta-feira, 27 de outubro  de 2012.
Evangelho: Lc  13, 31-35

           

No texto do evangelista Lucas fica claro que Jesus incomodava muita gente. Jesus batia de frente com os opositores. Não tinha medo. Era seguro nas palavras e no agir. Mas por que a presença e as ações de Jesus deixava rastro de descontentes? Por que os poderosos não admitiam a insistência do Mestre em curar os doentes e nem expulsar os demônios?

Temos uma resposta fácil. Porque Jesus libertava as pessoas, retirava a cegueira e permitia uma visão nova, capaz de enxergar as mazelas e a exploração. Jesus desalienava os pessoas  alienadas no sistema. Fazia a pessoa compreender a si mesmo e perceber o quanto estava manipulada.

Isso levou as autoridades a quererem  matar Jesus (olha que O matou), queriam destruir a voz da verdade e não permitir que Ele agisse de modo a satisfazer os mais pobres.  

Quantas pessoas ainda hoje sofre perseguição por causa da Palavra que liberta. Quantas pessoas que tem dificuldades em anunciar o Reino da justiça. Tudo por causa do poder imperante. Os poderosos não permitem que seus segredos sejam revelados. Isso seria uma catástrofe para ele. Perderiam o poder de manipular. Pois, isso estava acontecendo com Herodes de Antipas que governava a Galileia, região onde Jesus desenvolveu praticamente toda sua atividade. Antipas sentia-se incomodado com a presença de Jesus.

De certo modo o legado de Jesus pode encorajar o homem moderno, cristão, a denunciar as coisas erradas. Revelar os obstáculos que não permitem a maioria do povo acesso aos serviços básicos como educação, saúde, transporte, segurança, tecnologia e outros serviços. São tantos descaminhos e tantas opressão  que o homem simples perde a noção de direito. Passa executar deveres impostos,  sente-se sozinhos e sem uma mão para puxar da situação de sofrimento.

A destruição do homem não pode ser plantada por um grupo de pessoas que centraliza o poder. A destruição do mal pode revigorar uma humanidade inteira. Para tanto, urge o trabalho voltado para a justiça. Deve o homem amar a justiça e praticá-la sempre. Assim, o mal não tem chance de aproximar e fazer morada no coração dos viventes.

Jesus ama todos sem restrição. Nosso Deus alimenta o Espírito Santo para proteger do encardido. Ele ronda incessantemente. Mas quem tem olhos vivos, saúde perfeita e muito apego  se fortalece. Assim, a presença de Deus é uma garantia de proteção e garantia de adesão aos ensinamentos de Jesus.

Portanto, cabe ao homem buscar a vivacidade de Cristo. Ser corajoso como Ele  e não ter medo de enfrentar os maldosos. Neste caso, o homem está alimentando o desejo de uma vida melhor e de um mundo pleno de sabedoria divina. Seja feliz e busque o Deus da vida. Amém.

Abraços
Claudinei M. Oliveira


3 comentários:

Ze Carlos Barbosa disse...

"Quantas pessoas ainda hoje sofre perseguição..." Corrija o verbo para o plural: SOFREM.

claudinei disse...

Verdade Zé Carlos. Obrigado!

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário