.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Que as nossas ações acompanhem as nossas palavras!-Helena Serpa


17/06/2017 -  Sábado da 10ª Semana Tempo Comum -  2
Coríntios 5, 14-21 – “Em Jesus Cristo nós fomos reconciliadas com o Pai”
Se acreditamos que Jesus morreu e ressuscitou por todos nós, e que em consequência, fomos mortos com Ele e com Ele ressuscitaremos para uma vida nova, podemos então, afirmar que pertencemos a Jesus Cristo!  Com efeito, não podemos mais viver na nossa humanidade, na nossa carne, mas no Espírito de Jesus que nos concede uma vida nova. O Espírito Santo nos faz amar como Jesus amou, pensar e viver como Ele pensou  viveu. Em Jesus Cristo nós fomos reconciliadas com o Pai, e, agora, somos embaixadores de Cristo aqui na terra. Portanto, temos a missão de exortar a todos aqueles que ainda não se sentem reconciliados por que ainda não se apossaram desta graça. Só nos sentiremos reconciliados com o Pai através da Fé no Seu Filho. A justiça de Deus é a Sua misericórdia que se manifesta em nós, através de Jesus Cristo, aquele que não cometeu pecado, mas que Deus o fez pecado por nós, para que nele, nós nos tornemos justiça de Deus. – Você tem idéia do grande amor de Deus que entregou o Seu Filho Jesus para morrer pelos seus pecados? – Você tem acolhido a misericórdia do Pai através de Jesus? – Você já recebeu a vida nova que Cristo veio lhe dar?

Salmo 102 – O Senhor é indulgente, é favorável!”
Assim acontece a todos nós que abraçamos a misericórdia de Deus. Ele é indulgente, favorável, paciente, bondoso e compassivo e não fica sempre remoendo a nossa culpa. Por isso é que a nossa alma está disposta a bendizê-lo noite e dia e não podemos esquecer nenhum de seus favores. O Senhor cura as nossas enfermidades quando nos concede o perdão dos nossos pecados nos dando alento para que possamos viver uma vida nova na sua graça.

Evangelho - Mateus 5, 33-37 – “ Que as nossas ações acompanhem as nossas palavras!”
Em qualquer circunstância da nossa vida a Palavra da verdade deve prevalecer.  É o próprio Jesus quem nos aconselha através da Sua Palavra :“não jureis de modo algum”. Por que jurar? O juramento é desnecessário. Não somos senhores da nossa existência, por isso não podemos dar garantia de coisas de que não temos o alcance. Não pudemos ser senhores da verdade, nem temos poder para modificá-la,  porém podemos ser firmes naquilo que é a verdade de Deus, dizendo sim ou não de acordo com a Sua Palavra, com Seus ensinamentos. Tudo o que vier fora disto, vem do maligno. A mentira e a infâmia são artes do Inimigo de Deus, por isso, não devemos usar palavras dúbias que despertem suposições, mas precisamos ser transparentes e verdadeiros em tudo o que falarmos. Que as nossas ações acompanhem as nossas palavras!  Você costuma fazer juramentos em nome de Deus? – Quando se pronuncia você tem a Palavra de Deus como fonte? -   As suas ações acompanham as suas palavras? Você muda de opinião com facilidade? – Você tem sido fiel ao sim que dá a Deus? – A que ou a quem você tem dado não


Um comentário:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário