.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Na Rocha ou na areia-Helena Serpa


29/06/2017 - 5ª-feira da 12ª Semana Tempo Comum -Gênesis 16.1-12.15-16  - “atos impensados geram consequências funestas”
Apesar de Deus haver prometido a Abrão uma posteridade numerosa, Sarai, a sua mulher não acreditou e tomou a iniciativa, de providenciar um filho para ele. Escolheu Agar, sua escrava e precipitadamente a entregou ao seu marido. As consequências vieram logo depois quando, Agar a escrava despreza a sua senhora Sarai, e esta, a maltrata. Agar foge para o deserto onde encontra o anjo do Senhor que lhe faz também a promessa de uma grande descendência. Por essa razão, o povo de Deus ainda hoje sofre os efeitos da imponderação de Sarai e há uma guerra perene entre judeus e mulçulmanos, os descendentes de Ismael. Assim também acontece na nossa vida: abusamos da liberdade e tomamos iniciativas, independentemente da vontade de Deus, por isso, sofremos as sequelas. Não queremos esperar pelo projeto de Deus e não admitimos sofrer as suas demoras. Mesmo assim, como fez com Agar, o Senhor vem em nosso auxílio e nos ajuda a viver dentro da situação que nós mesmos construímos. Ele nos vê e nos ouve e está presente como herói e salvador, entretanto, ficam as implicações pelos nossos atos impensados.  Todos nós temos uma história que parte da raiz das nossas ações que são os nossos projetos, pensamentos, desejos e aspirações. É de dentro do nosso coração que partem as maquinações. – Você tem tomado iniciativas impensadas, que são contrárias à vontade de Deus? – Você tem percebido as consequências das suas precipitações? – Ou você tem tido paciência para esperar as demoras de Deus?

Salmo 105 – “Daí graças ao Senhor, porque ele é bom
Deus é bom e a sua misericórdia é eterna, por isso, nunca podemos duvidar da sua providência na nossa vida, mas cantar a todos o louvor que Ele merece. O Senhor nos visita a todo o momento e está atento às todas as nossas necessidades. Somos sua descendência e o nosso bem estar é desejo do Seu coração. Portanto, devemos dar graças ao Senhor e proclamar os Seus benefícios a cada dia.

Evangelho – Mateus 7, 21-29 – “ na Rocha ou na areia”
O Evangelho de hoje nos leva a refletir sobre o nosso papel de cristãos comprometidos com a Palavra de Deus. Sabemos que a vontade do Pai para nós se revela por meio da Sua Palavra, no entanto, somente, a vivência concreta dos conselhos evangélicos far-nos-á cidadãos, (ãs) do reino dos céus. Dessa maneira, precisamos estar conscientes de que para entrar no reino dos céus não nos basta “orar” com palavras bonitas ou suplicar e louvar, mas viver segundo a vontade do Pai, assim diz Jesus.    Nem sempre o que desejamos e o que estamos fazendo é da vontade do Pai.  Muitas vezes, a vontade de Deus se revela   quando contrariamos a nossa própria vontade, pois, descobrimos que a Sua Palavra nos manda agir diferentemente daquilo que desejamos. A vivência da Palavra de Deus, portanto, é quem nos leva a construir a casa sobre a rocha para que nunca desabe. A casa edificada sobre a rocha é a vida do homem que caminha à luz da Palavra de Deus! Deus é a Rocha, é o Amor e todo aquele que se ajusta à Sua vontade, terá uma vida firme e confiante e as tempestades, os terremotos e os ventos não o abalarão. A Rocha é a Palavra de Jesus Cristo. A areia é a ilusão dos ensinamentos do mundo. Se não permanecermos firmes na vivência da Palavra de Jesus, se não concretizarmos com as nossas ações o que proferimos com os nossos lábios estaremos construindo a nossa história sobre falsos fundamentos e na hora da tempestade a nossa vida ruirá e vivenciaremos o fracasso. O alicerce é interior, está, pois, sedimentado dentro do nosso coração, por isso, ficaremos mais fortes interiormente quando quebrarmos as nossas estruturas próprias para seguir o projeto de Deus. Através da oração, o Senhor vai nos plasmando e nos transformando.  As dificuldades da nossa vida são momentos preciosos para saber se estamos firmes sobre a ROCHA. -  Em que alicerce você está construindo a sua vida? - Quem lhe tem ensinado a viver? – A sua vida já tem sido provada pelas chuvas e ventos fortes? - Você sente firmeza nos pés nas horas  das dificuldades?- Você acha que a sua vida está firmada sobre a Rocha  ou você é um “homem sem juízo” ? - Em que a Palavra de Deus tem o (a) instruído?


2 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

joao lessa disse...

NOSSO DEUS E NOSSO PAI PERDAO POR MEUS PECADOS E PELOS PECADOS DO MUNDO,OBRIGADO POR TUDO QUE SOU POR TUDO QUE TENHO,IRMAOS E IRMAS QUE A PAZ ESTEJA COM TODOS AMEM

Postar um comentário