.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 27 de junho de 2017

-Praticar o que sabemos e ensinamos-José Salviano

29 de Junho de 2017
Cor: Verde
Evangelho - Mt 7,21-29
A casa construída sobre a rocha e
a casa construída sobre a areia.



Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
2lNem todo aquele que me diz: 'Senhor, Senhor',
entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática
a vontade de meu Pai que está nos céus.
22Naquele dia, muitos vão me dizer:
'Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos?
Não foi em teu nome que expulsamos demônios?
E não foi em teu nome que fizemos muitos milagres?'
23Então eu lhes direi publicamente:
'Jamais vos conheci.
Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal.
24Portanto, quem ouve estas minhas palavras
e as põe em prática,
é como um homem prudente,
que construiu sua casa sobre a rocha.
25Caiu a chuva, vieram as enchentes,
os ventos deram contra a casa,
mas a casa não caiu,
porque estava construída sobre a rocha.
26Por outro lado,
quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática,
é como um homem sem juízo,
que construiu sua casa sobre a areia.
27Caiu a chuva, vieram as enchentes,
os ventos sopraram e deram contra a casa,
e a casa caiu, e sua ruína foi completa!'
28Quando Jesus acabou de dizer estas palavras,
as multidões ficaram admiradas com seu ensinamento.
29De fato, ele as ensinava como quem tem autoridade
e não como os mestres da lei.
Palavra da Salvação.


Você já imaginou, nós catequistas que nos esforçamos tanto para levar a palavra a quantas pessoas conseguimos, um dia ouvir de Jesus as suas duras palavras: “Jamais vos conheci. Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal. “

É, meus irmãos e minhas irmãs. Isso poderá nos acontecer, sim!
Pois praticar o que ensinamos é coisa muito difícil! E basta só um pequeno descuido, e já não estamos mais em estado de graça, já não estamos mais na presença de Jesus, dignos de receber a Eucaristia, e de entrar para o Reino dos Céus, ou para a glória eterna!

Praticar o que sabemos e ensinamos, é realmente muito difícil. Quer ver um exemplo?
O pai foi chamado na escola porque o seu filho cometeu uma infração muito grave! Foi encontrado dentro de sua mochila, um  Walkman de propriedade de um dos seus colegas.

A diretora e as coordenadoras de ensino expuseram o problema para o pai e a mãe daquele aluno infrator, mas eles não se conformaram, não aceitaram a denúncia. Ficaram revoltados, dizendo que o seu filho seria incapaz de fazer uma coisa daquela, que ele não precisava disso, que ele era honesto, e que alguém havia colocado o aparelho em sua mochila, e outras coisas mais.
A mãe olhava para o filho, e seu olhar dizia. Filho, por que fizeste isso?
O menino, ouvia tudo e pensava. Meu pai está me defendendo, mas ele sabe que fui eu...

Quer dizer. Por amor, ou outro objetivo que consideramos superior, podemos sim, com as nossas atitudes, dizer o contrário de tudo aquilo que vivemos ensinando, ou dizendo para os demais.

Podemos viver dizendo a verdade, e nas horas vagas, ou na vida real, viver uma tremenda mentira!

Podemos viver completamente o contrário de tudo aquilo que pregamos, de tudo aquilo que demonstramos ser.

E então, não tem como não ouvir de Jesus aquelas palavras muito duras: “Jamais vos conheci. Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal”.

Jesus explica hoje que quem ouve as suas palavras e não as põe em prática, é como um homem que construiu uma casa sobre a areia. Veio a tempestade com ventos fortes, e muita água, e destruiu tudo, numa grande calamidade. 
A fé sem a prática dos ensinamentos de Jesus, é como uma casa sobre a areia. Não adiante passar horas e horas rezando, repetindo palavras com os lábios, pois se não fazemos a vontade do Pai, nada disso vai adiantar no dia do nosso julgamento.

Qualquer um de nós podemos estar incluído nessa realidade, nessa calamidade, a que Jesus esclarece neste Evangelho.
Muitos de nós dizemos o tempo todo: Senhor!  Senhor! Vamos a igreja, nos comportamos como fiéis a Deus, e voltamos para a nossa rotina, na qual nem sempre agimos da mesma forma que agimos diante dos irmãos durante a missa. Foi por isso que Jesus disse:

“Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus. 

Prezadas leitoras, prezados leitores. Infelizmente nós somos  assim. Somos fracos, somos miseráveis pecadores. Mas a misericórdia de Deus é infinita. Peçamos a Ele que nos dê a mão, que nos levante quando caímos em tentações, para que voltemos a fazer a vontade do Pai. Por que a prática da nossa fé não pode continuar nas aparências.

A nossa fé não pode ser uma FÉ TEÓRICA. Aquele que diz que crê, mas não pratica a caridade, exclui os humildes, fala mal dos outros etc., está praticando uma fé teórica. Pois o mandamento é: Amem a Deus e ao próximo como a ti mesmo.

O diabo também acredita em Deus. Porém, nem por isso ele será salvo. Pois não pratica a sua crença, muito pelo contrário, pratica o mal totalmente.

Jesus explicou isso muito bem, através da parábola da casa construída sobre a areia e outra sobre a rocha.
O homem que ouve a palavra de Deus e não a pratica, é semelhante a alguém que construiu sua casa sobre a areia. Vem o vento, a tempestade e será grande a sua ruína.
Já o homem que ouve a palavra de Deus e a põe em prática, é igual àquele que construiu sua casa sobre a rocha. Vem o vento, a chuva forte e ela continuará firme.
Assim, Jesus nos mostrou que ter fé simplesmente, não basta. É preciso praticar os ensinamentos do Evangelho, fazer a vontade do Pai para que consigamos nos salvar.
Mas como fortalecer a nossa fé? Como praticar a nossa fé? Como aumentar a nossa fé?
A fé é como uma plantinha. Para que ela cresça, é preciso de água, adubo, ser tratada, zelada.
Para o crescimento da nossa fé, é indispensável certos cuidados como: Conhecer melhor a Deus e seus mistérios através da leitura e da meditação, lendo o Evangelho, as cartas, o ato dos apóstolos, e explicações das leituras...
A fé é um dom de Deus, porém ela precisa ser cultivada, pela oração, especialmente o credo, e pela reflexão da palavra.

Precisamos experimentar Deus que está presente 4 vezes na missa:

1 – Jesus prometeu que quando houver mais de uma pessoa reunida em seu nome, Ele estaria presente, no meio de nós. Na missa estamos reunidos em nome de Cristo;
2 – Jesus é presente na Missa pela sua palavra que é lida e explicada;
3 – Jesus está presente na missa, através da pessoa do nosso irmão, da nossa irmã;
4 – Na missa Jesus se faz presente de forma mais forte,  através da Eucaristia.
         Portanto, para sermos salvos, precisamos crer, fortificar a nossa fé, e praticá-la através da aproximação com Deus e com o irmão por meio da caridade.


Tenha um bom dia.   José Salviano
.


Um comentário:

Anônimo disse...

MEUS QUERIDOS IRMÃOS E IRMÃS FAZER A VONTADE DE DEUS É COLOCAR EM PRATICA A PALAVRA DE DEUS É VIVER COM QUERENCIA O EVANGELHO É TER A PALAVRA NA BOCA NO CORAÇÃO E NAS ATITUDES,PEÇAMOS AO ESPIRITO SANTO QUE HABITA EM NÓS,POSSA NOS GOVERNAR, AMÉM.

Postar um comentário