.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

A oração que agrada ao Pai-Helena Serpa


22/06/2017 - 5ª-feira da 11ª Semana Tempo Comum
2 Coríntios 11, 1-11 – “Que sejamos fiéis evangelizadores”
Apesar de não pertencer ao grupo dos doze apóstolos, São Paulo tinha consciência de que recebera de Jesus um chamado para ser apóstolo dos gentios, isto é, daqueles que sem serem judeus aderiram ao cristianismo. Por isso mesmo, ele continuava fiel ao seu chamado e apesar de suas limitações, dava um verdadeiro testemunho de constância e de amor à causa de Cristo. Desabafando com os seus seguidores sobre o seu temor em relação à sua fidelidade, São Paulo, com verdadeira sinceridade, proclama o seu amor ciumento, comparável ao amor de Deus. Assim, portanto, ele pregava o Evangelho de Cristo com tanto amor e zelo que se enciumava quando percebia que aqueles a quem havia convertido se desviassem e seguissem a outros pregadores. Com efeito, Paulo comparava o ciúme que ele tinha dos seus seguidores ao ciúme do amor de Deus por cada um de nós. O amor de Deus por nós é ciumento e Ele não quer ser trocado pelos ídolos do mundo. Motivados pelo exemplo de São Paulo nós também podemos assumir o papel de um (a) real evangelizador (a), sendo fiel e firmemente fundamentado (a) na Palavra, a ponto de ter a certeza de que a verdade de Cristo mora em nós.  Se assim não fizermos, as pessoas a quem atraímos se afastam, não de nós, mas de Cristo, por causa do nosso contra testemunho. Que sejamos fiéis evangelizadores vivenciando, na prática, as obras de simplicidade e pureza que aprendemos com Jesus!  – Você tem zelo pelo Evangelho? – Você tem tido cuidado em dar testemunho de verdadeiro amor à causa de Cristo? - Você tem evangelizado a sua família e em sua casa?

Salmo 110  “Vossas obras, ó Senhor, são verdade e são justiça.”
É desejo do coração de todo ser criado admirar as obras do seu Criador, por isso, nós temos a necessidade de louvar e glorificar a Deus contemplando a grandeza das Suas maravilhas. As obras do Senhor são verdade e justiça e merecem de nós todo o amor e admiração. Nós contemplamos as obras de Deus, quando percebemos dentro do nosso coração as mudanças e as transformações que a Sua Palavra faz acontecer em nós.

Evangelho -    Mateus 6, 7-15 – “ A oração que agrada ao Pai”

Neste Evangelho Jesus nos ensina a oração perfeita que agrada ao Pai, com simplicidade e pureza de coração. Na maioria das vezes, nós nos confundimos e queremos que a nossa prece seja ouvida por Deus em vista das nossas palavras bonitas e eloquentes. Por isso, Jesus nos motiva a sermos objetivos no nosso relacionamento com o Pai usando a Sua Palavra como argumento, reconhecendo que Deus é Pai e, consequentemente, conhece as nossas reais necessidades. Leva-nos, portanto, a louvar a Santidade do Seu Nome, e a nos comprometer com a edificação do Seu reino, aqui na terra como no céu.  Jesus nos convida a pedir ao Pai o pão para prover as nossas carências a cada dia da nossa vida. O pão que alimenta o nosso corpo, mas também, o pão que nutre a nossa alma, o pão da Palavra, o pão da Eucaristia, o pão da Oração que nos fortalecem e nos exercitam para que possamos receber e oferecer o pão do perdão. Perdão de Deus para nós e o nosso perdão aos homens, nossos irmãos, porque somos filhos do mesmo Pai. No final, Jesus nos educa a pedir pela nossa maior necessidade em todos os dias: não cair em tentação do pecado e nos livrar do mal que é o demônio, inimigo de Deus. Se rezarmos a oração do Pai Nosso com convicção no que estamos proclamando, com certeza, a nossa vida será um autêntico testemunho de santidade. Portanto, a oração do Pai Nosso é a oração que mais agrada a Deus, quando é vivenciada por nós. – Você já experimentou rezar o Pai Nosso “do jeito” que Jesus nos ensinou? – Experimente fazê-lo, hoje, meditando em cada palavra e juntando a palavra à sua ação.  – Você deseja o perdão de Deus? – Você perdoa também a quem o (a) ofendeu?


2 comentários:

joao lessa disse...

NOSSO DEUS E NOSSO PAI PERDAO POR MEUS PECADOS E PELOS PECADOS DO MUNDO,OBRIGADO POR TUDO QUE SOU POR TUDO QUE TENHO.IRMAOS E IRMAS QUE A PAZ ESTEJA COM TODOS AMEM

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário