.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Cargos de confiança-Diac. José da Cruz

QUARTA FEIRA DA 29ª SEMANA DO TC 22/10/2014
1ª Leitura Efésios 3, 2-12
Salmo Isaias 12,3 “Vós tirareis com alegria águas das fontes da salvação”
Evangelho Lucas 12, 39 – 48

“Cargos de confiança”
Todos nós sabemos  o que é um cargo de confiança, o governante nomeia alguém para um cargo de confiança, comandando uma área ou um setor de trabalho da sua administração.
É alguém em quem ele confia cegamente, honesto, íntegro, e que pensa e age exatamente como ele pensaria e agiria, estando no comando direto daquele setor. Tem uma boa remuneração, não precisa fazer concurso, mas em compensação tem responsabilidades pesadas, e terá que estar sempre prestando contas ao Administrador que lhe confiou tal encargo. Essa deveria de ser a linha de conduta mas...infelizmente os apadrinhamentos políticos criam cada vez mais cargos de confiança, para atender as conveniências do partido e do eleitorado, e os favorecimentos políticos estão em todas as esferas da nossa Vida Pública, de maneira vergonhosa e pecaminosa.
No evangelho que refletimos, Jesus está falando dos Cargos de Confiança, que Deus delega a algumas pessoas na sua vocação cristã, pensando aqui na vida de família e comunidade.
Qualquer encargo que se tem, na vida da Igreja, seja em comunidade, paróquia ou até mesmo na Diocese ou arquidiocese, não é por mérito e muito menos por apadrinhamento político (pelo menos não deveria ser, pois comunidade cristã é o último lugar onde se pode fazer barganha de cargos e funções) . O evangelho começa nos lembrando que aquilo que fazemos, ou pelo qual somos responsáveis, não é nosso, não nos pertence, é transitório e pode nos ser tomado a qualquer momento, sem aviso prévio, nesse sentido compreende-se, de maneira mais profunda, o dom da vida que Deus nos concede.
São Pedro, com suas pergunta, quer saber se aquilo tem algo a ver com o grupo dos discípulos, ou é só para o povão. Pobre do Pedro, poderia dormir sem essa, pois Jesus lembra com rigor a responsabilidade que eles tem, enquanto discípulos, de alimentar o povo com o trigo, dando-lhes vida e não os deixando perecer. O recado é muito direto para todos nós, que temos alguma função na comunidade, seja ela qual for, estamos á frente de todos, não para mandar e desmandar, dar ordens e ser obedecido, dominar e ser importante, mas para servir, para ajudar as pessoas a crescerem na Fé e na Vida da Igreja.
A advertência final, é de que, seremos energicamente cobrados diante de Deus, se as pessoas que ele nos confiou perecerem, por falta de cuidados e atenção. Pode até ser que elas se salvem, e a gente se perca, porque o Senhor confiou em nós, e não correspondemos a sua confiança. Pensei nisso, você que aí na comunidade tem um encargo considerado "importante"..
Diácono José da Cruz
Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim SP


Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário