.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

O pecado nos tira a liberdade interior-Helena Serpa


06/07/2017 - 5ªfeira da 13ª Semana Tempo Comum - Gênesis 22, 1-19 – “ Deus já providenciou a vítima”
Meditando com esta passagem do Livro do Gênesis, nós vimos que Deus quis pôr Abraão à prova ao lhe pedir a oferta do seu filho único, Isaac, para ser sacrificado em holocausto. Aceitando o desafio Abraão fez o que o Senhor lhe ordenara indo até as últimas consequências, quando empunhou a faca a fim de sacrificar Isaac. Contudo, o diálogo entre o pai e do filho, nos leva a avaliar que, o que moveu Abraão a tomar esta atitude, foi a grande fé e a confiança que ele depositava em Deus e nos Seus planos para a sua vida. Dessa forma, ele falou pra Isaac: “Deus providenciará a vítima para o holocausto, meu filho”.  Nós também nunca poderemos nos esquecer de que Deus também já providenciou a vítima para ser sacrificada em expiação dos nossos pecados. Jesus Cristo é o Cordeiro imolado, vítima perfeita que se ofereceu pela nossa salvação. No entanto, podemos ter certeza de que durante a nossa vida o Senhor também poderá nos pedir para sacrificar algo que nos é muito importante com o fim de que nós mesmos avaliemos a qualidade da nossa fé e da nossa confiança nas Suas ordens. Quando obedecemos às Suas ordens, mesmo que não entendamos nada e apenas confiemos na Sua Misericórdia e na Sua Providência, Ele aprovisiona tudo de que precisamos para que a Sua obra se concretize em nós. Isaac pode ser para nós algo ou alguém a quem nos apegamos e consideramos imprescindível para a nossa vida, e o Senhor nos pede como oferta. Se fizermos a experiência e confiarmos na providência divina, nós também conseguiremos pegar a “faca” para cortar da nossa vida aquilo que o Senhor nos pede. Assim sendo, comprovaremos que a nossa história não é diferente da história dos homens e das mulheres da Bíblia. Deus precisa do nosso testemunho de confiança nos Seus planos e nos testa para que nós mesmos (as) possamos ter ideia de como anda a nossa fé nos Seus desígnios.   - Você teria coragem de levar o seu “filho único” para ser sacrificado a pedido do Senhor? - Existe alguma coisa muito especial para você comparável a um filho único e que você não quer perder?- Você já experimentou a providencia de Deus na sua vida?- Você tem consciência de que Jesus se ofereceu como vítima só para que você tivesse  uma vida nova?

Salmo 114 – “Andarei na presença de Deus, junto a ele, na terra dos vivos”!
O salmista relata o sentimento de alguém que está à beira do perigo e da morte e mesmo assim confia no Senhor. “Salvai, ó Senhor, a minha vida. ” A justiça de Deus para nós é a salvação, portanto todo aquele que grita o Seu Nome e pede ajuda, terá a sua vida libertada. Ele é justiça, bondade, amor-compaixão para os humildes, os que se sentem oprimidos e necessitados. Não devemos esperar pela outra vida para contemplar a bondade do Senhor, porque é também na terra dos vivos que nós andamos na sua presença.



Evangelho – Mateus 9, 1-8 – “o pecado nos tira a liberdade interior”

“O que é mais fácil dizer: “os teus pecados estão perdoados”, ou dizer: “Levanta-te e anda? ” Ao argumentar com os mestres da lei acerca dos seus vãos pensamentos, Jesus nos revela que o pecado nos paralisa nos aprisiona e nos tira a liberdade interior. Por isso, quando curou o paralítico Jesus foi direto à raiz da sua paralisia humana. O pecado também entorpece o nosso ser e nos impede de caminhar com nossas próprias forças, debilitados sem ânimo para caminhar. Quantas vezes nos sentimos presos (as), acorrentados (as) aos sentimentos de ódio,  de medo, revolta,  ressentimento,  ideia de vingança e  precisamos de  alguém que nos liberte do jugo que pesa sobre nós! O pecado é tudo que nos afasta da fonte do Amor de Deus. O pecado é o desamor, é a falta da graça de Deus e, somente quando em nós essa graça é restituída, nós nos sentiremos verdadeiramente livres. A cura do paralítico nos traz como exemplo a solidariedade dos amigos que o apresentaram a Jesus. O Senhor quer tirar de nós a mentalidade de sempre querer receber e nada oferecer. “Levanta-te, pega a tua cama e vai para a tua casa”.   Jesus nos cura e nos manda também levantar e tomar a nossa cama, isto é, a nossa vida que às vezes é pesada como uma Cruz. Ele nos envia à nossa casa para dar testemunho da cura que Ele nos faz e nos coloca à disposição da edificação do Seu reino dentro da nossa família. Ele não nos quer acomodados na mesmice, mas ousados e cheios de fé. - Você alguma vez se sentiu também paralisado (a) pelo pecado? - Você já recebeu ajuda de alguém que levou você para receber o perdão de Deus?- Você tem ajudado às pessoas que estão doentes, paralisados (as) pela vida? - Você é uma pessoa acomodada nos mesmo vícios, nos mesmos pecados? – Você tem dado testemunho de Jesus na sua casa? 

Um comentário:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário