.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

É feliz aquele (a) que vê e ouve o que Deus revela por meio de Jesus Cristo-Helena Serpa

26/07/2017 - 4ª feira - Dia de São Joaquim e Sant’Ana – pais de Maria -  1a. Leitura: Eclesiástico 44,1.10-15 -  “É na família que  damos os primeiros passos para Deus
 A liturgia de hoje, dia dos avós, se reporta a antepassados, gerações e descendência e nos leva a refletir sobre o papel da família. O autor do livro do Eclesiástico faz o elogio aos “homens de misericórdia” os quais deixaram a sua marca e seu exemplo de vida para os seus descendentes. Refere-se aos homens de misericórdia, aqueles (as), que vivem segundo a vontade de Deus e deixam para as outras gerações o exemplo de fidelidade à Aliança. É na família que damos os primeiros passos para Deus e é lá que a semente da Fé é regada, juntamente com o amor, a bondade e a misericórdia. Para que também sejamos considerados (as) homens e mulheres de misericórdia é preciso que deixemos também o exemplo de uma vida em Deus. Podemos afirmar, então, que a família é um sinal de Deus para o mundo e o lugar por excelência para que o homem seja formado em busca da felicidade. “Seus gestos de bondade não serão esquecidos!” Através das gerações a família tem deixado no mundo rastros de alegria e unidade, mas também tem dado exemplos de desunião e de infelicidade. O bem ou o mal que fizermos permanecerão como um perfume ou como uma fumaça para aqueles (as) que nos sucederem. Olhando para as famílias de hoje nós percebemos claramente a diferença que existe entre aquelas que têm como fundamento de vida a Palavra de Deus e seguem os caminhos do Senhor e as que desconhecem os ensinamentos evangélicos. Tudo ocorre como uma consequência das práticas vivenciadas. O homem e a mulher foram criados para, unidos, colaborarem no projeto de Deus para a humanidade. Se não estiverem ligados Àquele que os criou, irão caminhar sozinhos e, com certeza, cairão nos abismos que o mundo apresenta. Mas, ainda existe tempo de salvar a família que agoniza. Cada um de nós é um instrumento de Deus dentro da nossa família, por isso, não precisamos nos apegar aos erros dos que passaram, mas sim, seguir o exemplo dos “homens de misericórdia” que toda família possui. – Você tem recordações boas dos seus antepassados? – O que você deixará para a sua descendência? – Qual o melhor conselho que você daria aos seus futuros netos? – Você já  pensou no fato de que você também um dia será lembrado (a) pelos seus descendentes? Qual o legado espiritual e moral que você deixa para eles?

Salmo 131 – “O Senhor vai dar-lhe o trono de seu pai, o rei Davi”

Somos da descendência de Davi porque fomos adotados por Jesus Cristo e, como Jerusalém, nós fomos desejados por Deus para ser Sua morada.  É promessa do Senhor, para todos nós que Nele confiamos, como diz o salmo, uma descendência forte e iluminada e um lugar de repouso.   O Espírito Santo é a lâmpada que está acesa em nós e nos orienta para confundir os nossos inimigos, os quais, muitas vezes querem  assaltar o nosso coração, contudo a Luz do Senhor não deixa que isto aconteça.

Evangelho – Mateus 13,16-17 – “  é feliz aquele (a) que vê e ouve o que Deus revela por meio de Jesus Cristo

Neste Evangelho Jesus nos garante que a verdadeira felicidade consiste na medida da nossa percepção das coisas que vêm de Deus, que é o Autor da nossa Vida. Assim sendo, Ele nos ensina que a real felicidade é vivenciada quando acolhemos a vontade do Pai expressada na Sua Palavra. Não somente acolher a Palavra, mas vivenciá-la. Ver e ouvir aqui significa ter experiência, tocar com o coração, sentir a manifestação do Deus vivo em cada acontecimento. Portanto, é feliz aquele (a) que vê e ouve o que Deus revela por meio de Jesus Cristo, o Verbo de Deus entre os homens. Os que ouvem a Palavra de Deus e a vivenciam, também veem a face do Pai revelada por Jesus Cristo. Com efeito, todos nós que reconhecemos Jesus como Senhor e Salvador, temos acesso ao Pai e podemos nos comunicar com Ele.  Antes de Jesus muitos desejaram vê-Lo e ouvi-Lo e não tiveram esta oportunidade. Jesus veio nos religar ao Pai e deixou para nós o memorial da Sua Paixão. Por isso, nós podemos tocá-Lo e vê-Lo na Eucaristia, ouvir a Sua Palavra que nos alimenta a alma e o coração, e sentir a verdadeira felicidade, mesmo que não tenhamos nenhum motivo aparente. A Palavra do Senhor nos ensina a ser feliz e a desfrutar de tudo quanto o Pai providenciou para que vivamos uma vida promissora.  – Você tem conseguido ver e escutar o que o Senhor lhe revela? – Você se considera  feliz? -  O que você espera como resultado do seu modo de viver?  -  Medite agora no que você tem visto e ouvido!


Um comentário:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário