.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 25 de julho de 2017

-O grão de mostarda torna-se uma árvore-José Salviano

31 de Julho de 2017

Cor: Branco
Evangelho - Mt 13,31-35


Naquele tempo:
31Jesus contou-lhes outra parábola:
'O Reino dos Céus é como uma semente de mostarda
que um homem pega e semeia no seu campo.
32Embora ela seja a menor de todas as sementes,
quando cresce, fica maior do que as outras plantas.
E torna-se uma árvore, de modo que os pássaros vêm
e fazem ninhos em seus ramos.'
33Jesus contou-lhes ainda uma outra parábola:
'O Reino dos Céus é como o fermento
que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha,
até que tudo fique fermentado.'
34Tudo isso Jesus falava em parábolas às multidões.
Nada lhes falava sem usar parábolas,
35para se cumprir o que foi dito pelo profeta:
'Abrirei a boca para falar em parábolas;
vou proclamar coisas escondidas desde a criação do mundo'.
Palavra da Salvação.(CNBB).

Jesus compara o Reino do Céu com uma semente de mostarda. Ela é pequena, mas quando cresce, até os pássaros vem fazer ninhos em seus ramos.
Assim acontece com a evangelização. Nós semeamos a semente da palavra, e com a graça de Deus, a fé acontece, a fé se multiplica nas mentes das pessoas.
O fermento que a mulher coloca na massa, a faz crescer. A palavra ensinada pelos leigos, catequistas e sacerdotes, também vai crescer.  Vai aumentar o número daqueles que se aderem a fé. Aqueles que vão fazer parte dos escolhidos do Pai, aqueles que se integram ao Plano de Deus.
Estas duas parábolas realçam os grandes resulta­dos que podem surgir de pequenos começos. O pe­queno grão de mostarda torna-se uma árvore que pode chegar a quase três metros de altura. Um pe­queno tablete de fermento ajuda a massa a aumentar várias vezes seu tamanho original. Jesus usa esses exemplos cotidianos para dar uma visão do significado Reino do Céu.  ­O Reino de Deus não pode ser descrito nem explicado em linguagem humana, mas o mundo está cheio de sinais dele. As parábolas nos dão lampejos de compreensão. Com essas duas parábolas aprendemos essencialmente que devemos esperar o começo do Reino nos menores acontecimentos e nas pessoas mais insignificantes aos olhos do mundo. Uma  mulher enferma, por exemplo, é sinal do Reino de Deus na narrativa anterior.
        
Embora em geral tenha um único foco princi­pal, quase sempre uma intuição do sentido da existência que abala preconceitos comodistas, a parábola pode ser usada para outros fins. A Igreja primitiva via um outro significado na grande árvore de mostarda e nos pássaros, à medida que a prega­ção do Evangelho se espalhava e os pagãos eram aceitos na comunidade cristã. E a ideia do fermento levaria naturalmente à comparação com a influência da evangelização cristã no mundo.



Tenha um bom dia. José Salviano.



Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário