.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Das crianças é o reino-Helena Serpa

13/08/16 – Sábado –  XIX semana do tempo comum -  Ezequiel 18, 1-10.13.30-32 – “ não somos reféns dos erros da nossa família!”
Todos nós vemos deixar de lado as ideias que nos levam a julgar as pessoas tendo como referência a vida dos seus antepassados. Cada um de nós é responsável por seus atos e, embora um bom ou mau exemplo tenha influência na nossa história, não podemos afirmar que o filho tenha que repetir os erros dos seus pais.  Ao Senhor pertence a vida de um e de outro e o filho não será condenado por causa dos pecados cometidos pelo seu pai nem tampouco o pai terá que assumir a culpa pelos pecados dos seus filhos. Deus é justo e sabe discernir o que cabe a cada um de nós, pois o Seu objetivo é a nossa salvação, e Ele não sente prazer na morte de ninguém. Dessa maneira, podemos estar tranquilos (as), e, mesmo que na história dos nossos antepassados existam aberrações, transgressões e sofrimentos, o Senhor Deus olha o nosso coração e sabe de todas as nossas motivações.  Não podemos nos esconder nem nos justificar por causa dos erros da nossa família, pois, o Senhor quer a conversão de cada um de nós, pessoalmente. Enquanto ainda permanecemos aqui na terra Deus está sempre a nos atrair com palavras de ânimo: “Arrependei-vos, convertei-vos de todas as vossas transgressões”! “Criai para vós um coração novo e um espírito novo!”  Portanto, ainda há tempo para mudar a história da nossa família e assumir a vida nova que o Pai nos promete e que nos foi conquistada pelo Filho, no poder do Espírito Santo! -  Você costuma julgar as pessoas pelos seus antepassados? – E você, tem se acomodado no erro, justificando-se que isto é normal na sua família? – Você já assumiu a vida nova que o Senhor lhe oferece?
Salmo 50 – “Ó Senhor, criai em mim um coração que seja puro
Este salmo é conhecido como o salmo da misericórdia. Nesta oração nós reconhecemos que o pecado mora sempre conosco, reconhecemos a nossa limitação, porém, imploramos ao Senhor um coração que seja puro. Nós sabemos que somos pecadores, mas confiamos que o Senhor nos fará vencer o pecado, com a assistência do Seu Espírito Santo! – Reze este salmo hoje com muito fervor!

Evangelho – Mateus 19, 13-15 – “das crianças é o reino”
A inocência, a naturalidade, a confiança, a entrega, o coração transparente, a alegria, o suplicar, o pedir insistentemente, o querer estar sempre perto, o carinho, a inocência, a falta de maledicência, são penhores que nos garantem desde já a vivencia do reino.  Podemos então afirmar que na carteira de identidade dos filhos do reino dos céus aqui na terra, estão impressas as características de uma criança. A criança é o protótipo da pessoa que pertence ao reino dos céus, porque tem em si mesma a marca da dependência e da confiança. O que faz a diferença entre a criança e o homem velho, impedido de viver o reino dos céus aqui na terra é, justamente, o despojamento das suas ideias próprias, dos seus conceitos, da sua racionalidade. O homem velho tem dificuldade de experimentar os conceitos evangélicos, porque se considera muito “sábio” e tem uma apreciação muito elevada acerca de si mesmo. O homem novo, no entanto, esquece a sua inteligência privilegiada e assume a sabedoria que lhe vem de Deus deixando-se iluminar pelo Espírito Santo e, como uma criança aceita ser levado pelo seu pai por onde Ele atrai-la. O Senhor quer que tenhamos um coração simples, que, não julga porque espera, que ora e suplica porque confia.   Isto é ser criança! Isto é viver o reino dos céus, aqui!  O mundo chama de tolos os que vivem assim, porém o que é tolice para o mundo é sabedoria para Deus. - Você já vive o reino dos céus aqui? – Você quer ser como uma criança nas mãos do Pai? – Você confia plenamente que Deus é Pai e que olhar por você a cada momento? – Você é uma pessoa inocente? Crédula ou desconfiada? 


3 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te ilumine e abençoe.

José Maria Nascimento disse...

Obrigado, mais uma vez, Helena, por doar seu tempo e conhecimento e compartilhar suas reflexões tão esclarecedoras!!!

Anônimo disse...

SENHOR DAMI UM CORAÇAO QUE SEJA PURO EU TE AMO TE ADORO DE TODO O MEU CORAÇAO OBRIGADO SENHOR POR TEUS SANTO ENSINAMENTO ,PERDOA,ME POIS SOU PECADOR.

Postar um comentário