.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Coerência de vida-Helena Serpa



  20 /08 /2016 – Sábado – XX Semana do tempo comum -  Ezequiel 43, 1-7  – “o lugar do trono de Deus
Ezequiel, mais uma vez fala da sua experiência com a visão da glória de Deus. Nesta leitura o Senhor se apresentou a ele com ruídos de águas caudalosas, e toda a terra brilhou com a Sua Luz. O profeta diz ter sido levado em espírito para dentro do pátio interno do templo de onde o Senhor lhe falou: “este é o lugar do meu trono, é o lugar em que coloco a planta dos meus pés, o lugar onde habitarei para sempre”... Sabemos que toda a Palavra que sai da boca de Deus tem o objetivo de nos formar e nos fazer descobrir os Seus mistérios e revelações para o nosso crescimento. Mesmo falando por meio de enigmas e se valendo de homens com suas características próprias de expressão, Deus se comunica conosco e, se estivermos atentos, nós descobriremos, na Sua Palavra, princípios muito simples de se apreender.  Com efeito, enquanto caminhamos neste mundo, nós temos a oportunidade de experimentar Deus e a Sua glória que se manifesta de diversos modos. No entanto, temos a visão, deturpada pela mentalidade do mundo, e só acreditamos no que tocamos e no que vemos com os olhos físicos.  Dessa forma,  deixamos de lado as revelações divinas e não conseguimos alcançar a Sua glória. As teorias que nos foram ensinadas desde cedo nos impedem de perceber que o espiritual também faz parte da nossa vivência terrena.  A glória de Deus se revela desde já, hoje, aqui na terra, nos momentos em que nos interiorizamos e que paramos para perceber a Sua manifestação amorosa e gloriosa. O próprio Deus nos revela que o templo é o lugar onde Ele pousa os Seus pés, e no qual habitará para sempre. Se percebêssemos melhor o mundo espiritual que nos envolve, com certeza, teríamos, também, como Ezequiel, a oportunidade de contemplar desde agora, na condição de homens e mulheres, a gloria do céu, no templo que é o nosso coração. O lugar do trono de Deus é o nosso coração. Ele está muito perto de nós, acompanha os nossos passos e quer nos salvar!  – Você tem consciência do mundo espiritual que nos envolve?  – Que Deus está no Seu coração e deseja falar com você? – Você tem parado para “ver a glória de Deus” se manifestar? – Em que essa visão de Ezequiel pode fortalecer a sua fé?
Salmo 84 – “a glória do Senhor habitará em nossa terra

 Quando percebermos que a glória do Senhor habita na terra do nosso coração, nós também veremos  que a justiça e a paz se abraçarão nos nossos relacionamentos. Que a nossa terra nos dará suas colheitas e assim estaremos nos apossando da nossa salvação. Mas para que isto aconteça precisamos “ouvir” o que o Senhor quer nos falar, por meio da Sua Palavra, nos momentos de oração e de intimidade. É na oração que o Senhor nos forma e nos educa para receber tudo o que é bom.

Evangelho – Mateus 23, 1-12 – “coerência de vida

Assim como naquele tempo, hoje também há “os mestres da lei”! São todos aqueles que se aprofundam no conhecimento da Palavra de Deus, têm a missão de ensinar a outros e autoridade para interpretá-La. No entanto, como o próprio Jesus nos recomenda, essa autoridade advém da vivência da Palavra e não apenas da Sua pregação. Entretanto, sabemos que hoje também, na maioria das vezes o que “os mestres” ensinam e pregam não é o que eles fazem. É a lei do “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!”  Assim sendo, em qualquer seguimento nós encontramos pessoas que perdem a sua autoridade por conta do contra testemunho que dão. São pais e mães de famílias, professores, governantes, padres, pastores, que se arvoram do seu posto de chefia e pleiteiam lugares de honra, gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem reconhecidos como “mestres”, mas na verdade, vivem de fachada e não têm coerência de vida.  Podemos avaliar como “os mestres” de hoje, toda pessoa que, de alguma forma, se considera  responsável pela orientação de alguém, e assume o compromisso de pregar a verdade e de vivê-la. No seguimento de Cristo, então, todos nós que desejamos levar a Sua  Boa Nova ao mundo, precisamos “comer” a Palavra de Deus e digeri-La no nosso coração, a fim de que Ela seja vida na nossa vida. O conhecimento verdadeiro da Palavra deve nos levar a viver da mesma maneira como Jesus viveu, assimilando as Suas virtudes, e gradativamente, nos conformando à Sua pessoa.  Muitas vezes nós podemos cair no grande erro de apregoar a Palavra de Deus, sem ter nenhum compromisso com Ela na hora de agir. Dessa forma, estamos também “amarrando pesados fardos e os colocando nos ombros de outros” exigindo deles algo que nós mesmos não conseguimos fazer.  As ações e as atitudes de todos os que pregam o Evangelho, devem acompanhar as suas palavras, do contrário, haverá uma grande incoerência. Jesus discorre de coisas bem banais, mas que dão testemunho das nossa coerência de vida: “fazem as coisas para serem vistos pelos outros”; “cobram dos outros aquilo que não conseguem fazer”; “gostam de chamar a atenção sobre a sua pessoa; ”  “gostam de lugar de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas igrejas; ”gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem chamados de mestre.”  - Isto tem acontecido com você? – Existe alguma coisa que você prega para os outros, mas não consegue deixar de fazer? -  O seu testemunho tem sido coerente com o que você fala, prega e ensina?



3 comentários:

José Maria Nascimento disse...

Obrigado!!!

Mariano Silveira disse...

DEUS te ilumine e te abençoe. Obrigado p/ reflexão.

Anônimo disse...

OBBRIGADO SENHOR PORQUE SO TU TENS PALAVRA DE VIDA ETERNA.PERDAO SENHOR POIS COMO PREGAMOS AINDA NAO TEMOS A CAPACIDADE DE FAZER ,SENHOR TEMOS QUE TOMARMOS UM GRANDE CHOQUE PARA APRENDERMOS A AGIR CORRETAMENTE ,PERDAO.

Postar um comentário