.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

“DAI-LHES VÓS MESMOS DE COMER!”- Olivia Coutinho

 
Dia 01 de Agosto de 2016
 
Evangelho de Mt14,13-21
 
Como seguidores de Jesus, temos que ter o olhar atento para as margens do caminho, onde se encontram os nossos irmãos necessitados do nosso auxílio!
Se somos conhecedores dos ensinamentos de Jesus,  não podemos fechar os olhos diante às necessidades do nosso irmão e muito menos transferir para outros, a nossa responsabilidade para com ele!
Somos filhos do mesmo Pai, pertencentes a só família, portanto, somos corresponsáveis pela vida do nosso irmão, não podemos ficar  indiferentes a eles! 
É uma grande incoerência, erguermos as  mãos para  louvar a Deus,  se não estamos dispostos a abaixá-las, para levantar o  irmão que está no chão!
No evangelho que a liturgia de hoje nos coloca diante de nós, Jesus nos convida  a sermos  presença Dele junto aos irmãos que sofrem!
O texto nos diz, que Jesus, assim que soube  da morte de João Batista, foi para um lugar deserto, provavelmente para o seu  habitual encontro com o Pai. Mas quando Ele vê uma multidão indo ao seu encontro Ele se  enche de compaixão daquele povo sofrido que buscava Nele, o acalento da alma.
Diz a narrativa, que Jesus cura os que estavam doentes  e ao anoitecer, quando os discípulos, sugere a Ele, que despedisse o povo para que eles fossem comprar alimento nos povoados, Jesus contesta-os apontando de imediato  a solução daquilo que para os discípulos, era um problemão: “Eles não precisam ir embora. Dai-lhes vós mesmos de comer!”
Essas palavras de Jesus assustam os discípulos, que tinham apenas cinco pães, e dois peixes. O que parecia impossível aos olhos humanos, foi possível para Jesus, que nos mostrou, que, com sua Bênção, o pouco que se doa com amor, se  transforma em muito! 
O episódio da multiplicação dos pães, deve nos conscientizar da importância de termos um coração sensível as necessidades do nosso irmão, um coração aberto à partilha!
A fome, é uma questão emergencial, a pessoa que está com fome não pode esperar por um novo emprego,  uma ajuda do governo, ela precisa do  alimento, no seu aqui e no seu agora!
Nenhum de nós podemos  dizer, que não temos nada a oferecer, pois todos nós, de alguma forma, podemos ajudar o outro.
Além de matar a fome, é também nosso compromisso, promover o nosso irmão,  motivá-lo a caminhar com suas próprias pernas, mas precisamos estar cientes:  Com o estômago vazio, ninguém consegue  ouvir a orientação de alguém.  Primeiro, precisamos saciar a fome física do pobre, para depois orientá-lo conscientizá-lo do seu valor e criar no seu coração a necessidade de Deus!
Hoje, Jesus continua a nos dizer: “Dai-lhes vós mesmos de comer!” Somos os encarregados de saciar a fome dos muitos irmãos perdidos nas periferias da vida, pessoas  famintas, não somente  do pão material, como também, famintos de justiça,  de amor...
Não vamos esperar pelos nossos governantes, afinal, assim como no tempo de Jesus, estes, não se importam com os pobres.
Quem partilha com o pobre, o pão material, tem a oportunidade de despertar nele, a necessidade de Deus, devido a sua aproximação dele! O pobre, vê em quem lhe estende a mão, a presença do próprio  Deus! 
Precisamos aprender a amar do jeito de Jesus, a olhar o irmão com o seu olhar, um olhar que não apenas constata a sua necessidade, mas que nos leve a ajuda-lo nas suas necessidades. 
Onde existe amor, existe partilha, onde existe partilha, Deus entra e o milagre da multiplicação acontece!
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

2 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te ilumine e proteja.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário