.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz!-Reflexão do falecido Padre Antonio Queiroz

17 de Novembro - Quinta - Evangelho - Lc 19,41-44



Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz!
Neste Evangelho, Jesus faz uma lamentação sobre Jerusalém, a cidade santa, que abrigou tantos profetas, patriarcas e outros enviados de Deus. Entretanto, agora, não quis acolher o Messias, aquele que lhe pode trazer a paz.
Os olhos dos seus habitantes se fecharam, seu coração se endureceu e fizeram da cidade um centro de exploração e opressão do povo. Enveredaram por um caminho que é o avesso da paz.
Por isso, Jerusalém será destruída. Não quis reconhecer a visita de Deus e a ocasião para mudar as próprias estruturas injustas. Não quis abrir-se ao apelo do Messias, que pede a conversão.
Em outra ocasião, no encontro com a samaritana, Jesus disse algo semelhante: “Se tu conhecesses o dom de Deus e quem é aquele que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias e ele te daria água viva!” (Jo 4,10).
Se também nós conhecêssemos e valorizássemos o tesouro que nos foi dado, que é Jesus e o seu Reino, com certeza o mundo seria melhor. “Se a gente compreendesse o amor que Deus nos dá, o inferno poderia se acabar!” (Refrão de um canto das Comunidades cristãs).
A conversão é como uma pedra que cai em um lago; as ondas vão se alargando, até atingir todo o lago. A nossa conversão também é expansiva e faz o mundo ser melhor. Mas para isso ela tem de ser decidida, generosa e transportada para a nossa prática do dia-a-dia.
O próprio Deus reclama: “O meu povo abandonou a mim, fonte de água viva, e cavou para si cisternas rachadas, que não retêm a água!” (Jr 2,13). Essas cisternas rachadas são os caminhos falsos de felicidade que o mundo nos apresenta.
Muitas vezes, o que emperra a nossa conversão não é a recusa direta da Lei de Deus, mas a tibieza e a mediocridade. É ficar no meio do caminho. “Conheço a tua conduta. Não és frio nem quente. Oxalá fosses frio ou quente! Mas, porque és morno, nem frio nem quente, estou para vomitar-te de minha boca” (Ap 3,15).
O mundo precisa de pessoas definidas na fé. A indefinição diante de Deus é pior que a negação dele. “Não podeis servir a dois senhores”. “Nem todo aquele que me diz: Senhor! Senhor!, entrará no Reino dos Céus, mas só aquele que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus” (Mt 7,21).
Veja o que Deus fala ao seu povo: “Extrairei do seu corpo o coração de pedra e lhes darei um coração de carne, de modo que andem segundo minhas leis, observem e pratiquem meus preceitos. Assim serão o meu povo e eu serei o seu Deus” (Ez 11,19-20).
Certa vez, um homem estava procurando algo, cuidadosamente, debaixo de um poste iluminado, altas horas da noite. Passou um amigo e lhe perguntou o que estava procurando. “Perdi a chave de casa e estou procurando-a”, respondeu aquele homem preocupado. O amigo, solidário, começou a procurar também.
O tempo passou e, mais de uma hora depois, o amigo perguntou por perguntar: “Você tem certeza que foi aqui mesmo que você perdeu a chave?” E aquele homem, tranquilamente, respondeu lamentando-se: “Não! Eu perdi mesmo foi perto daquele outro poste... mas lá está sem luz e não dá para eu procurar!”
É comum acontecer algo semelhante no nosso trabalho de conversão. As partes mais difíceis do Evangelho, que nós claramente não seguimos, deixamos para depois, e vamos atacar outros pontos bem mais fáceis. Precisamos por o remédio na ferida, mesmo que doa; atacar o pecado onde ele está.
Que Maria Santíssima interceda junto de Deus, para que ele transforme o nosso coração de pedra em um coração de carne, aberto à conversão.
Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz!


Um comentário:

José Efigênio Pinto disse...

José Salviano; Belo trabalho seu por estar postando as reflexões do SAUDOSO, Pe. Antonio Queiroz. Que ele tenha um bom lugar ao lado do nosso DEUS criador. Um grande abraço.

Postar um comentário