.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Quando o Filho do homem vier-Helena Serpa


27/11/2016 - I DOMINGO DO ADVENTO - Isaías 2, 1-5 – 
“o tempo novo”!
Mesmo que, aos nossos olhos o nosso futuro seja incerto, se nos fixarmos na Palavra de Deus e nos fundamentarmos nas profecias, nós vislumbraremos as maravilhas que acontecerão em nós, pela nossa adesão à vida nova prometida pelo Senhor. O anúncio de um tempo que se acaba é também, o prognóstico para um tempo que começa. Os profetas anunciaram o “tempo novo”, em que “o monte da casa do Senhor estará firmemente estabelecido no ponto mais alto da colina”. “A ele acorrerão todas as nações.”  Dentro dessa perspectiva nós podemos analisar o tempo que se finda como os “últimos tempos” e, assim, cultivar a esperança de que o tempo próximo seja para nós o começo de uma nova vida na qual o reino do Senhor esteja firmemente estabelecido dentro do nosso coração.  Subir ao monte do Senhor é entrar em contato com Deus e olhar para o céu que está dentro de nós. É, também, nos deixar penetrar pela Sua Luz e caminhar com Ele deixando-nos modelar nas nossas fraquezas e permitir que grandes transformações  ocorram no nosso interior. O homem que cresce espiritualmente caminha em busca da casa do Senhor. Desde já palmilhamos esta estrada interior. Dentro de nós o Senhor mostra os seus caminhos e nos ensina a viver o amor que é o preceito maior da Sua Lei. Aí o Senhor nos guia com a Sua luz e transforma as nossas armas em instrumentos de louvor.  As nossas “espadas” transformar-se-ão  em “arados” e nossas  “lanças em foices” isto é, as armas que usamos para combater contra os nossos irmãos serão convertidas em instrumentos que nos permitirão dar frutos de amor, de paz e justiça. – Faça hoje uma reflexão da sua vida: que armas você tem usado? – Elas são armas que levam à morte ou à vida?     - O reino de Deus já está firmemente estabelecido no seu coração?- Você cultiva a esperança de um “novo tempo” para a humanidade? - Qual será a sua parte para que isto aconteça?
Salmo 121 – “Que alegria quando me disseram: ‘Vamos à casa do Senhor!”’

Enquanto peregrinamos aqui na terra a casa do Senhor é o nosso interior que é a sede da Sua justiça e  onde nós podemos viver a paz e a tranquilidade. Porém, sabemos que, todos nós, de alguma forma caminhamos para o encontro definitivo com Deus na Jerusalém celeste. Lá, nós encontraremos a paz verdadeira e teremos a realização de todos os nossos anseios. Portanto, se já vivemos aqui a alegria de filhos e filhas de Deus, imagine quando chegarmos à nossa morada definitiva na casa do Pai.

2ª. Leitura Romanos 13, 11-14 – “preparando a nossa casa”
O tempo em que estamos vivendo, normalmente, já é um tempo de preparativos, de arrumação e de expectativa. É nessa época que costumamos providenciar algumas coisas que estão faltando, na nossa casa, no nosso guarda roupa, na nossa garagem e vivemos numa perspectiva venturosa e promissora.  No entanto, nesta leitura São Paulo nos exorta também a preparar a casa da nossa alma e do nosso coração para esse tempo feliz. E nos recomenda com palavras bem claras: “é hora de despertar. A noite já vai adiantada, o dia vem chegando”! É hora de acordar  para perceber  o que precisa mudar na nossa vida, nas nossas atitudes, na nossa maneira de nos comportar. A salvação de Jesus bate à nossa porta, o reino de Deus está próximo, no entanto, só iremos experimentá-lo se, realmente, abraçarmos a fé. Precisamos perceber se as nossas ações são provenientes das trevas ou se elas estão dando testemunho da luz de Jesus. Muitas pessoas no tempo do Natal refletem um semblante de tristeza e melancolia porque ainda não entenderam o verdadeiro sentido desta celebração. O Natal é tempo de renovação espiritual para acolher mais uma vez Aquele que veio nos tirar, das situações de tristeza e de desânimo. Quando vivenciamos o Natal somente na “glutoneria (que é comer exageradamente) e na bebedeira, nas orgias sexuais, imoralidades, brigas e rivalidades”, como diz São Paulo, nós nos tornamos infelizes e permanecemos nas trevas da tristeza, da depressão, do fracasso, do medo. Despojemo-nos, pois, das ações das trevas e procedamos honestamente como em pleno dia. Vivamos um Natal diferente, cuidemos do nosso corpo, mas não nos esqueçamos de arrumar a manjedoura do nosso coração. Jesus está chegando mais uma vez e dando-nos a oportunidade de ficar para sempre na nossa vida. – Como você está se preparando para “as festas de fim de ano? – Você já percebeu que a noite está adiantada e logo virá o dia claro? – Você está preparado para viver esse dia? – Para você o que significa Natal?  
Evangelho – Mateus 24, 37-44  - “ quando o Filho do homem vier”!

Jesus se reporta a vinda do dilúvio no tempo de Noé “quando todos comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento”, para nos conscientizar que a nossa existência aqui na terra tem prazo determinado. Noé entrou na arca, fechou a porta e ninguém percebeu até que veio o dilúvio e arrastou a todos. Assim pois, Ele nos alerta da brevidade da nossa vida bem como da transitoriedade dos nossos empreendimentos e da nossa experiência com as coisas terrenas. Não podemos cultivar em nós a teoria de que as coisas com as quais nos ocupamos aqui nesse mundo são eternas e podem tomar o lugar sagrado de Deus no nosso coração. A Ele, pertencem a nossa vida e o nosso viver, por isso, enquanto estivermos “casando”, “trabalhando”, “bebendo”, de uma forma exclusivamente humana, estaremos correndo o risco de sermos apanhados de surpresa quando o “Filho do homem” vier. O tempo do Advento nos é propício para que tenhamos consciência da nossa realidade existencial passageira e, acolhendo Jesus Menino no Natal, nós nos preparemos também,  para a Sua a segunda vinda. Agora, enquanto temos vida ou na hora da nossa morte, não importa quando, o importante é que estejamos preparados, “porque, na hora em que menos pensais, o Filho do homem virá! ”. Teremos acesso à arca se, como Noé, estivermos dispostos a fazer tudo por amor com o intuito de realizar aqui na terra, não a nossa vontade, mas a vontade  de Deus, assim como Ela acontece no céu. - Qual é o sentido que você dá para as suas realizações aqui na terra?-  Com que objetivo você tem feito todas as coisas?- Você está preparado (a) para quando Jesus voltar, na vida ou na morte?- Qual a sua perspectiva para esse Natal? -   Você já está confeccionando na sua arca um lugar para Jesus?


4 comentários:

Severino Fernandes disse...

Parabéns por esta linda reflexão.Que Deus ilumine sempre.

adilson andrade disse...

Quanta presença de espirito -Deus te abençoe.

José Maria Nascimento disse...

Obrigado por compartilhar suas reflexões tão iluminadas!!!

Anônimo disse...

SENHOR VOZ SOIS DIGNO DE HONRA E LOUVOR,OBRIGADO POR TANTO AMOR PARA COM TODA A HUMANIDADE,PERDAO POR MEUS PECADOS E PELO PECADO DO MUNDO INTEIRO.QUE MUITOS DE NOS NAO FIQUEMOS PARA TRAZ COM NOSSAS TEIMOSIA

Postar um comentário