.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

SEDE SANTOS, COMO MEU PAI DO CÉU É SANTO - Maria de Lourdes Cury Macedo


Domingo, 6 de novembro de 2016.
Evangelho de Mt 5, 1-12.


Neste dia em que a Igreja celebra a solenidade de todos os Santos, deve crescer em nossos corações o desejo de alcançarmos tão grande graça, a Santidade. Deus é misericordioso, conhece a nossa fraqueza, mas está sempre pronto a nos perdoar, a fechar os seus olhos para as nossas fragilidades e nos conceder o perdão.
Todos nós pelo batismo fomos chamados a ser santos, portanto a Igreja ao celebrar “Todos os Santos”, nos leva a refletir como estamos vivendo essa vocação a que fomos chamados. Pelo batismo somos marcados com o sinal de Deus. O batismo marca o cristão com uma marca que não se apaga, indelével, somos de Deus, pertencemos a Ele. O batismo nos consagra a uma missão, a missão profética de Cristo; a missão de participar do seu reinado e do seu sacerdócio; a missão de sermos santos como nosso Pai celeste é santo. Deus fez as parte dele, cada um de nós deve fazer a sua.
O Evangelho de hoje fala das bem aventuranças que é o caminho para a santidade e como devemos fazer para atingi-las. As bem-aventuranças faz parte do grande sermão da montanha.
Certo dia, vendo a multidão, Jesus sobe a montanha, que simbolicamente é o lugar de Deus. Ele recorda o Monte Sinai, onde Deus deu à Moisés os 10 mandamentos e onde foi selada a Aliança com o povo  hebreu que saiu da escravidão egípcia. Subindo ao monte, Jesus nos parece um novo Moisés, promulgador da nova lei, no novo Sinai. É a nova constituição do povo de Deus.  Jesus deixa bem claro que não veio modificar a lei, mas sim aperfeiçoá-la.
O Sermão da Montanha é um sermão revolucionário. É uma inversão dos valores tradicionais. Os hebreus cultivavam a convicção de que prosperidade material, o sucesso eram sinais de bênçãos de Deus; a pobreza, a doença, a esterilidade eram sinais de maldição.
Jesus constata a realidade do povo que o segue: pobres, aflitos, mansos, famintos, necessitados inclusive de santidade, Ele percebe os esforços que fazem para mudar a situação, conhece as dificuldades e as perseguições que enfrentam para criar a nova sociedade, e os proclama felizes, depositários do Projeto de Deus. É preciso um mundo melhor, e esse mundo só será melhor se as pessoas forem melhores.
A sociedade que vivemos é baseada na riqueza que explora e no poder que oprime. Nesta sociedade as palavras: honestidade, moral, verdade, respeito, justiça e amor, perderam o seu sentido original. O Ter tem mais valor, que o Ser.
Tudo isso nos traz angústia, porque estamos lutando na contra mão. À vista disso, somos tentados a desanimar e, às vezes, até deixar tudo. Mas, vale a pena continuar. A sociedade é um grande desafio para nós, cristãos amantes da justiça e do amor.
Qual a atitude de Jesus diante disso? O que Jesus valoriza? As palavras que Ele proferiu no Sermão da Montanha há mais de 2.000 anos vêm de encontro a essa angústia e são válidas hoje e sempre, porque são palavras de vida eterna. Devemos ler, reler e meditar as Bem-aventuranças para não deixar morrer em nós o desejo de ser santos, de evangelizar e transformar a sociedade...
As Bem-aventuranças são propostas de santidade, e Jesus chama de bem-aventurados os pobres e humildes. Agora os bem-aventurados não são mais os ricos deste mundo, os saciados, os favorecidos, mas os que têm fome e choram, os pobres e perseguidos.
O que nos diz as Bem-aventuranças hoje?       
As Bem-aventuranças ensinam o caminho da santidade. Se trocarmos a palavra “bem-aventurados”, por “são santos”, Santo é aquele que é feliz. Assim o convite à santidade é um convite à felicidade. A vida de santidade é possível, pois, Deus nunca nos convida a realizar o impossível, inatingível. As coisas impossíveis, só a Ele pertencem. A santidade está nas pequenas coisas do dia-a-dia, em realizar as coisas da melhor maneira possível, não basta fazer por fazer, mas é preciso fazer bem feito. Santa Terezinha viveu a santidade nas pequeninas coisas, no entanto ela é Santa, doutora da Igreja.
“São santos” os pobres em espírito, os pobres, os que choram, os mansos, os que têm fome e sede de justiça, os misericordiosos, os puros de coração, os que promovem a paz, os perseguidos por causa da justiça.
Todos estes estão no caminho da santidade, todos que tem espírito de pobre, que dependem de Deus, que não são orgulhosos, mas humildes; os que se afligem com o sofrimento alheio e faz tudo o que pode para aliviar a dor do próximo; estão no caminho da santidade, os mansos, os que não agem com violência, mas têm paciência, mansidão, temperança; estão no caminho da santidade aqueles que são justos, que buscam uma vida melhor para todos, e lutam pela  justiça, pois  a justiça do mundo é falha, mas a de Deus é perfeita; estão no caminho da santidade os misericordiosos que usam de misericórdia com seu próximo; estão no caminho da santidade os que tem coração puro, pois são os que só vêm e fazem o bem, porque Deus está sempre com eles, não tem maldade; estão no caminho da santidade os que promovem a paz, porque estão mostrando que são filhos de Deus; estão no caminho da santidade os que sofrem perseguição por causa da Palavra, porque estão plantando o Reino dos Céus e por isso sofrem injúrias, perseguições, calúnias e todo tipo de mal, esses cristãos missionários são dignos de ser chamados de santos e terão sua grande recompensa nos céus.
Essa é a proposta de Jesus, não é fácil, mas é possível com a graça de Deus. O caminho da santidade nem sempre é fácil, exige uma luta diária e uma perseverança na fé em Cristo. Resta nos esforçarmos para sermos santos, como nos pede Jesus: “Sede santos, como meu Pai do Céu é santo!”

Abraços em Cristo!

Maria de Lourdes

3 comentários:

José Efigênio Pinto disse...

Maria de Lourdes; bela reflexão. Deus te iluminará sempre como sempre te iluminou até aqui. Um grande abraço.

manelam disse...

Parabéns bela reflexão








Bela reflexão ,Parabéns

manelam disse...

Rosely Braga de Souza Bela reflexão .muito me ajudou ,Parabéns

Postar um comentário