.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 10 de maio de 2016

“PAI SANTO, EU NÃO TE ROGO SOMENTE POR ELES, MAS TAMBÉM POR AQUELES QUE VÃO CRER EM MIM PELA SUA PALAVRA – Olivia Coutinho

 
Dia 12 de Maio de 2016
 
Evangelho de Jo17,20-26
 
O evangelho que a liturgia de hoje nos convida a refletir, continua tocando fundo no nosso coração!  Na sua oração, Jesus roga ao Pai por cada um de nós! 
Jesus manifesta a sua total confiança naqueles que Ele chamou primeiro, sabia que estes, os discípulos, dariam continuidade ao anuncio do Reino e que mais tarde, muitos, iriam aderir a sua proposta, por causa deste anuncio!
Jesus rezava assim: “Pai Santo, eu não te rogo somente por eles (discípulos), mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra.” Ou seja, Jesus rogava ao Pai por aqueles que iriam crer Nele, por causa da palavra anunciada pelos discípulos, é  uma afirmação,  de que mesmo antes da nossa existência,  nós já estávamos incluídos nesta oração de Jesus, chamada ORAÇÃO SACERDOTAL!
Na oração dirigida ao Pai, Jesus expressa  o seu profundo desejo de unidade: “Eu dei-lhes a glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um: eu neles e tu em mim, para que assim eles cheguem a unidade perfeita...”Jo17,22-23.
Era desejo de Jesus, conscientizar os discípulos, e hoje a nós, sobre a importância de vivermos de modo semelhante à comunidade Trinitária: O Pai, o Filho e o Espírito Santo. Este é o modelo de unidade vislumbrado por Jesus: a comunhão trinitária. A unidade na comunhão de amor!
É importante entendermos,  que unidade, não significa uniformidade, ao contrário da uniformidade, a unidade admite a diversidade!
Para o  nosso relacionamento de irmãos em Cristo, é fundamental  a unidade na diversidade, unidade entre cristãos católicos e  não católicos,  como também, em nossas comunidades, com cada um, partilhando o dom que Deus lhe deu!  É assim, que se constrói a unidade na comunhão de vida plena entre irmãos, uma unidade de amor com um único objetivo: produzir frutos, o que não será possível, onde há  divisões.
A grande preocupação de Jesus, no final de seu ministério, era conscientizar os discípulos sobre a importância de viver a unidade! É compreensível  esta preocupação de Jesus, afinal, Ele conhecia bem as fraquezas humanas, as tendências para divisões!
Quando as nuvens escuras, passarem pela nossa vida, tentando nos esconder o sol, lembremo-nos da oração que Jesus elevou ao Pai por cada um de nós! E na confiança do Seu infinito amor por nós, coloquemo-nos inteiramente aos seus cuidados!
Estejamos certos: Deus cuida de nós! E se Deus cuida de nós, do que precisamos temer?
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho

Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

Um comentário:

Anônimo disse...

OBRIGADO MEU SENHOR E MEU DEUS,POR CUIDAR DE NOS,QUE A HUMANIDADE SAIBA RETRIBUIR ESTES CUIDADOS QUE OSENHOR TEM PO NOS

Postar um comentário