.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 31 de maio de 2016

sal e luz-Helena Serpa

1ª. Leitura – Isaias 58, 7-10 – “luz que brilha nas trevas”
Isaias com muita propriedade nos revela as instruções do Senhor para que tenhamos saúde na alma e no corpo. As nossas boas ações atraem para nós a luz de Deus e a Sua glória manifesta-se em nós e através de nós. O Senhor nos recomenda repartir o pão com o faminto; acolher em casa o pobre e peregrino e cobrir aquele que está nu. Estas são ações de justiça que o Senhor nos receita para que a Sua Luz brilhe no mundo, por nosso meio. A despeito de entendermos literalmente o que isto significa, nós também poderemos refletir qual a outra maneira de colocar em prática os ensinamentos do Senhor. Vejamos o que o Espírito Santo nos revela: repartir o pão com o faminto significa também anunciar a Palavra, que é o Pão da vida, retirando as pessoas do estado de ignorância sobre amor incondicional de Deus, atraí-las para ter um encontro pessoal com Jesus, Salvador por meio do testemunho. A Palavra de Deus é alimento para a nossa alma e por meio dela nós também mudamos de mentalidade, de costumes e de hábitos. Acolher em casa os pobres e peregrinos significa também acolher de coração as pessoas a quem encontramos, com quem convivemos, compreendendo-as, perdoando-as, ajudando-as, aconselhando-as, enfim manter bom relacionamento com todos. Cobrir o nu é também consolar aquele que está deprimido e triste, levar esperança a quem está desiludido, falar da misericórdia de Deus para quem está arrependido, sentindo-se abandonado. Deus está sempre perto daqueles que se dispõem a seguir os Seus preceitos e se apresenta com toda a plenitude no coração de quem aceita a Sua correção. Diante de tudo que foi exposto precisamos repensar a nossa vida em relação aos nossos hábitos autoritários, à nossa linguagem maldosa, à forma como tentamos oprimir as pessoas quando desejamos que elas sejam como nós queremos. Que a luz do Senhor brilhe nas trevas do nosso coração e vá iluminando e purificando os nossos pensamentos tolos levando-nos a agir com justiça. Assim, o Senhor também, apresentar-se-á e dirá a cada um de nós, “eis me aqui” – Você já aprendeu a acolher o peregrino? – Como é o seu relacionamento com as pessoas as quais você encontra, mas não as conhece bem? – Você é uma pessoa misericordiosa? – O que você faz quando encontra alguém triste e desesperançado? 

Salmo 111 – “Uma luz brilha nas trevas para o justo, permanece para sempre o bem que fez!”

O salmista tece elogios ao homem justo e descreve como são as suas ações, a sua motivação, a sua mentalidade. Podemos também aprender como ser justo aos olhos do Senhor. O homem justo é correto, generoso e compassivo, caridoso e prestativo. Ele jamais vacila e, confiando plenamente no Senhor, tem um coração seguro, firme e tranquilo. Por isso, não teme receber notícias más, nada lhe tira a paciência. Reparte os dons que possui com as pessoas que necessitam dele. O bem que fizer permanecerá para sempre e por seu intermédio a glória e o poder de Deus manifestar-se-ão.

2ª. Leitura – 1 Coríntios 2, 1-5 – “o poder do Espírito”

São Paulo nos ensina a pregar a Palavra pelo poder do Espírito Santo sem nos valer da nossa sabedoria humana, da nossa intelectualidade nem tampouco da nossa oratória requintada. Anunciando a Jesus crucificado, ele não procurava argumentos elaborados por ele mesmo. Cumpria a sua missão com tremor, isto é, reconhecendo a sua fraqueza humana, mas com firmeza e convicção de que o próprio Espírito Santo era quem o instruía. Quando nós fazemos a experiência de nos deixar conduzir pelo Espírito Santo, mesmo nos sentindo impotentes e fracos, nós conseguimos falar de Jesus de coração, dando testemunho das maravilhas que a cada dia acontecem na nossa vida. A experiência de Deus, o testemunho de vida é a melhor pregação. Jesus foi crucificado para nos redimir e esta verdade deve nortear os nossos depoimentos a fim de que a fé das pessoas com quem nós compartilhamos se baseie no poder de Deus e não na nossa sabedoria humana. – Como você tem dado testemunho da ação de Deus na sua vida? – Você fala o que tem no seu coração ou procura palavras bonitas para impressionar? – Você já meditou tendo como quadro, Jesus Crucificado? – Faça isso, hoje e perceba qual é a sua reação!

Evangelho – Mateus 5, 13-16 – “”sal e luz”

O sal é o amor de Deus, a Luz é o conhecimento de Deus. Jesus nos chama para ser sal da terra e luz do mundo. Assim como o sal serve para dar sabor e conservar os alimentos, nós também temos o papel de animar, encorajar e dar esperança à vida das pessoas. Do mesmo modo que a luz tira as trevas e a escuridão e revela o que está escondido, nós também, como a luz, temos a missão de desvendar ao mundo os mistérios de Deus e tirar as pessoas da ausência de conhecimento. As nossas ações de amor, bondade, misericórdia, perdão, compreensão, mostram ao mundo a Luz de Deus e que o Amor saboreia a vida dos homens. Viver é mais do que apenas existir, portanto precisamos aproveitar o nosso tempo aqui na terra vivendo cada dia como se fosse o último. Não podemos nos esconder do mundo para iluminar apenas aqueles a quem amamos e convivemos de perto. Precisamos irradiar a Luz de Deus, sem interesse próprio, por amor. Quando nós amamos com o Amor de Deus nós conseguimos elevar o mundo manifestando a glória de Deus. “A glória de Deus é o homem vivendo em plenitude!” (Sto. Irineu) Ser luz do mundo é clarear a mentalidade deturpada e enganadora que reina na cabeça das pessoas desavisadas do Evangelho. É tirar da ignorância, aqueles (as) que não se conhecem, por isso não enxergam as suas próprias dificuldades. – Você tem levado alegria e esperança à vida das pessoas? – Você é daqueles (as) que só pensam em si e nos seus problemas? – Você tem procurado tirar as pessoas da ignorância em relação às coisas de Deus? –Você tem sido sal da terra e luz do mundo?

Helena Colares Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

3 comentários:

Unknown disse...

Ultimamente as postagens da reflexão, não batem principalmente com a leitura, por ex este post está no dia 07/06/2016.

Claudio Parra disse...

Ultimamente as postagens da reflexão, não batem principalmente com a leitura, por ex este post está no dia 07/06/2016.

Anônimo disse...

SENHOR ILUMINAI A MINHA MENTE E DE TODOS OS IRMAOS,PARA ASSIM CUMPRIR O QUE JESUS NOS PEDE,NAO E DIFICIL,MAS NAO ESTAMOS,FAZENDO A VONTADE DE NOSSO DEUS,VAMOS IRMAOS E IRMANS COMPROMETER,SE MAIS COM O PEDIDO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

Postar um comentário