.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

--Jesus anuncia o fim dos tempos-José Salviano

11 de Novembro de 2016-Ano C
Evangelho - Lc 17,26-37


A manifestação do Reinado de Deus era esperada com a vinda do Messias. Esse seria o dia do Senhor, um tempo de julgamento e recompensa. Jesus diz aos fariseus que o conhecimento da hora do dia do Senhor não é importante. O essencial é reconhecer a presença do Reinado de Deus já no meio deles. O ministério de Jesus é o sinal claro de que o Reinado de Deus já começou. Por mais cla­ro que Jesus afirmasse que o fim não pode ser calculado e que seu tempo não deve ser motivo de preocupação, a questão continuou a surgir enquanto ele seguia para Jerusalém, e depois na Igreja. Hoje ainda é preocupação importante para muitos cristãos e a preocupação continua mal-orientada. O ensinamento de Jesus sobre a questão não poderia ser mais claro. Não percais tempo procurando sinais e prestando atenção a cálcu­los engenhosos. Tomai consciência de que o Reinado de Deus já está em vosso meio; a não ser que deis agora plena atenção a seu Reinado presente, não es­tareis preparados para a volta do Filho do Homem quando ela ocorrer. E ninguém pode saber quando isso acontecerá.
        Depois de chamar a atenção para a realidade presente do Reinado de Deus, Jesus volta-se para os discípulos para explicar o que ainda virá. A pre­sença do Reinado de Deus não significa que as provações terminaram; há ainda muito sofrimento reservado para Jesus e seus seguidores. Os discípulos estarão desesperados pela vinda do Filho do Homem e isso os levará a seguir falsos profetas e teorias enganosas sobre sua aparição. Mas, quando acontecer, a aparição do Filho do Homem não será sutil nem misteriosa. Todos saberão. Será tão expressiva  como o relâmpago pelo céu. O con­traste da glória do Filho do Homem com o sofri­mento que deve precedê-la deixará sua vinda ainda mais evidente.
        Mas aconteça o que acontecer, as pessoas estarão despreparadas. Buscas mundanas as atrairão, como atraíram os que viviam nos dias de Noé antes do dilúvio e os habitantes de Sodoma até o dia de sua destruição. Por isso Jesus enfatiza a importância de reconhecer agora a presença do Reinado de Deus. Ele deve governar nossas vidas agora, não apenas no fim; do contrário, não estaremos preparados para sair quando chegar o chamamento repentino. Aquele que estiver preocupado com seus bens  tentará salvá-los e se perderá. A mulher de Lot é lembrada como apegada demais para se conter e não olhar para trás.
        Prezados irmãos. Precisamos estar preparados,  pois aquele dia, não saberemos com antecipação. Não saberemos em tempo de correr atrás de uma boa confissão. Aliás, se assim o fosse, a fila para se confessar, dobraria a esquina, ou teria vários quilômetros. O momento para se preparar para o juízo final é agora, não podemos deixar para depois. Vigiai e orai.
        Não foi por falta de aviso. Jesus, por várias vezes nos avisa que a sua vinda será inesperada. Ele nos deixou todos os recursos para que pudéssemos estar preparados.  É só procurar o confessor com antecedência, e tentar manter-se em estado de graça até que se caia em pecado novamente, e nos levantamos de novo, e assim por diante. Cair, e levantar. Nunca fique no chão, nunca se habitue a escuridão do pecado, pois a qualquer hora acontecerá o fim da caminhada, e a luz avisando o início do Reino de Deus aparecerá para cada um de nós.  


Tenha um bom dia. José Salviano

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário