.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

domingo, 6 de novembro de 2016

“Como prever o dia do julgamento?” - Claudinei M. Oliveira.


Sexta-feira, 11 de novembro  de 2016.
Evangelho: Lc  17, 26-37


Impossível saber o dia e a hora do julgamento. Ninguém saberá, pois ficai atentos para a chegada do Filho do Homem. Sem dar um aviso e sem notificar, Ele aparecerá. Nesta hora as injustiças prestarão contas diante do Senhor e a justiça triunfará.

O evangelista Lucas foi claro, como aconteceu com o dilúvio, afogando todos que duvidaram de Noé, também aconteceu com a cidade de Sodoma que foi destruída toda de modo imprevisto, assim será a chegado de Deus. Desse modo o cristão deverá estar em sintonia com a doutrina do ensinamento de Cristo para que não seja pego de surpresa.

Mas o que prega o ensinamento de Cristo? O que Cristo revelou para a humanidade?

Cristo ensinou o seu povo a viver de modo harmonioso, onde a paz reinasse e a vida fosse revelada na liberdade. Seu amor pelo povo foi tanta que morreu para derrubar o encardido que não dava trégua para o homem pobre e despossuído. Por onde passava a multidão o seguia para ouvir sua pregação e também para ser curado das doenças. A cegueira era banida por Jesus. Nada impedia que sua vivacidade crescesse na sociedade.

Jesus também pregou a partilha. Ensinou seus discípulos a servir. Fez a partilha de alimentos com poucos pães e peixes. A multidão foi alimentada. Sobrou alimento.

Também libertava as pessoas da opressão. Ensinava como deveriam agir diante dos fariseus “urubus”. Andava no meio de todas as pessoas, fossem pobres ou ricas, não tinha discriminação.

Zelou pela casa do Pai. Não permitiu que fizesse negócio no templo e nem usasse  o nome do Senhor para abastecer suas contas.

Subiu ao monte e rezou. Agradeceu. Reforçou o Espírito Santo na caminhada. Desceu do monte e continuou sua labuta com o povo. Não descansou. Mostrou ativo, disposto e afável quando solicitado.

Jesus de Nazaré foi e ainda é um homem de personalidade. Sempre atento e desejando o bem para a construção de um reino fiel, livre, doce e carinhoso com todos.

Portanto, aos seus discípulos disse que deveria ficar atendo para a chegada da hora da partida. Como Ele preparou, assim também os cristãos de bom coração devem estar na missão para quando for chamado para ao Pai possa estar de alma limpa e muita reserva de bondades para o julgamento.

Os bens materiais da vida terrena nada valerão, não ajudará em nada frente ao Senhor da Criação. Quem fizer conta dos bens materiais se perderá pela estrada. Ou seja, os bens materiais as traças e a ferrugem destruirão. Tudo ficará pó.

Neste caso a injustiça valerá a pena na terra: engrandecerá o individuo e fará feliz momentaneamente. Mas a justiça colocará Deus no coração das pessoas. Terá o apreço do Criador. Viverá na eternidade no paraíso. Nada de sofrimento. Tudo no céu conterá a graça do amor.

Os ensinamentos mostram o caminho a seguir. Quem aceitar o desafio viverá na certeza do julgamento,  nada terá a esconder, pois estará de prontidão. Mas quem não ouvir e não aceitar o desafio, com certeza, ruirá diante do Deus.

O cristão que viver na justiça e  no amor de Cristo terá a certeza da salvação. Amém.

Abraços

Claudinei M. Oliveira

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário