.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

O pecado é o caixão que nos prende-Helena Serpa

13/09/2016 -  3ª. feira XXIV semana comum - 1 Cor. 12, 12-14.27-31 – “para  edificação do Corpo de Cristo”
Nesta carta São Paulo nos conscientiza de que fomos batizados num único Espírito para formarmos um único corpo. Portanto, somos membros do Corpo de Cristo e temos em nós também o Seu Espírito. O Espírito de Jesus que recebemos no nosso Batismo é quem nos torna participantes do Seu Corpo, nos une e alimenta, para que formemos uma unidade. Todos juntos somos o Corpo de Cristo e, individualmente, somos membros desse corpo.  Cada um de nós, porém, com a sua peculiaridade, tem uma função pessoal, distinta. Temos dons diversos uns dos outros, no entanto, precisamos agir em sintonia com a cabeça, que é Cristo. Ao mesmo tempo em que agimos diferentemente, devemos, igualmente, permanecer ligados com os outros membros nossos irmãos, distintos de nós, mas que trabalham com o mesmo objetivo. Assim como os membros do nosso corpo trabalham em conjunto para harmonia do mesmo corpo, nós somos chamados (as) a atuar conjuntamente para realizar a missão que o Pai nos destinou. Precisamos, então, perceber quais os dons que possuímos em vista da edificação do Corpo de Cristo que somos nós, Sua Igreja. Em uma comunidade, também, somos pessoas que formamos um só corpo e temos os mais diversos talentos. Seremos considerados humildes na medida em que reconhecermos a nossa capacidade e a nossa limitação, assim como também em relação aos nossos irmãos.  Os dons mais elevados são aqueles que nos levam a viver mais estreitamente ligados a Jesus Cristo, estando mais próximos Dele e recebendo o Seu direcionamento para que haja harmonia entre nós e os outros membros. Nem todos nós temos todos os dons, mas podemos aspirá-los, isto é, desejar ardentemente possui-los, como nos ensina São Paulo. -  Qual é a sua função no Corpo de Cristo, isto é, na Igreja e na Comunidade?  – Você vive em harmonia com os outros membros do Corpo? – Qual é o dom que você mais deseja possuir? – Qual é o papel que o Espírito Santo desempenha em você como membro desse corpo?

Salmo 99 – “Nós somos o seu povo e seu rebanho”
Se, somos povo de Deus, se, fazemos parte do Seu rebanho precisamos dar-Lhe as graças e as honras que Ele merece. Fazemos isto quando nos deixamos dirigir como ovelhas confiantes percorrendo um caminho seguro, o caminho que nos levará até a nossa casa, cantando e entoando hinos de louvor! O Senhor é bom e sua bondade e fidelidade duram para sempre.

Evangelho – Lucas 7, 11-17 –  “o pecado é o caixão que nos prende”


A cena descrita no Evangelho de hoje retrata fielmente o que acontece no mundo atualmente. Jesus continua hoje, olhando para as mães que choram pelos seus filhos “mortos” pelo mundo e assim como sentiu compaixão da viúva da cidade de Naim, persiste fazendo milagres no meio do seu povo. Quantas mães também que choram e acompanham o filho “morto” pela falta de esperança, pela droga, pela desarmonia, pelas frustrações, pela violência!  O “caixão” significa para nós tudo o que prende, escraviza e oprime. De uma maneira geral o pecado é o caixão que nos prende e nos faz parecer mortos e sem esperança.  No cenário descrito por Lucas, Jesus tocou no caixão e ordenou ao jovem que se levantasse e este sentou-se e falou. Ao tocar no caixão do morto Jesus tocou naquilo que o aprisionava e o impedia de ser livre para caminhar. Assim também Ele faz com cada um de nós que ainda estamos presos nos nossos pecados, isto é, a tudo o que nos impede de caminhar livremente em busca do projeto de felicidade que Deus já traçou para nós.  Por isso, mesmo diante da morte precisamos manter viva a chama da nossa fé em Jesus Cristo que está sempre perto e, continuamente, terá compaixão de nós. Peçamos ao Senhor que Ele opere milagres ao nosso redor; que Ele enxugue as lágrimas de todas as mães que choram pelos seus filhos e, ao mesmo tempo, que Ele levante todos os jovens e as jovens que se sentem desanimados (as) pelo peso que o mundo põe às suas costas. Assim, nós também poderemos testemunhar os milagres que acontecem ao nosso redor e anunciar como aquele povo: “Deus veio visitar seu povo”!  A fé em Jesus nos faz refletir o que estamos vivendo hoje: - Você tem chorado por alguém a quem considera sem jeito, como morto? - Você acredita que Jesus tem poder para tocar esta pessoa e libertá-la? Você tem orado por ela?  – Você tem sido testemunha de milagres? Você tem anunciado aos quatro ventos o que tem visto Jesus fazer, hoje?   

6 comentários:

Anônimo disse...

SENHOR EU CREIO MAIS AUMENTAI A MINHA FE,SENHOR EU TE AMO E TE ADORO,MISERICORDIA DE MIM E DE TODOS OS MEUS IRMAOS QUE SOMOS PECADORES,MAIS CONFIANTE EM TUA PALAVRA SEGUIREMOS AO VOSSO ENCONTRO AMEM

joão batista da silva Batista disse...

Linda homilia, muito santas palavras, parabéns.

joão batista da silva Batista disse...

Linda homilia, muito santas palavras, parabéns.

José Maria Nascimento disse...

Obrigado Senhor, obrigado Helena por usar tão bem os dons recebidos!!! Que sigamos seu exemplo!!!

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário