.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

“MINHA MÃE E MEUS IRMÃOS SÃO AQUELES QUE OUVEM A PALAVRA DE DEUS E A PÕEM EM PRÁTICA.” – Olivia Coutinho


Dia 20 de Setembro de 2016

Evangelho de Lc8,19-21

A exemplo de Maria, devemos estar sempre a procura de Jesus, mas  nunca achar que somos merecedores de algum privilégio!
Mesmo sendo a  escolhida dentre tantas mulheres, para gerar o Filho de Deus, Maria, a primeira discípula de Jesus, nunca reivindicou um tratamento especial por parte do Filho! Ela sempre soube entender, que Aquele, a quem ela carregou  no seu ventre, não lhe pertencia, que  Ele era  o enviado de Deus, vindo para todos, e ela, apenas uma serva!  A  alegria de Maria estava unicamente em servir!  Pela graça de Deus, ela pôde transformar o seu útero no primeiro Sacrário de Jesus! 
Jesus era totalmente  humano e totalmente Divino, mas em todas as situações que exigia Dele uma tomada de posição, era sempre o seu lado Divino que prevalecia, o que podemos constatar, no evangelho de hoje, quando Ele, foi   informado que a sua mãe e seus irmãos (familiares) queriam lhe falar, Ele não deu à sua família de sangue, um tratamento diferenciado,   não interrompeu a sua missão divina, junto aqueles que o Pai lhe confiara! 
Para muitos, esta  atitude de Jesus, é interpretada como desprezo para com a sua família de sangue, principalmente para com a  sua mãe, o que não é verdade, pois o que Jesus  fez, foi igualar a sua família de sangue com a família de Deus! Naquele momento, Jesus ampliou a sua família, transformando-a numa só, o que certamente agradou Maria que amava o povo e que compreendia todas as atitudes do Filho! 
"Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus, e a põem em prática.” Com essas palavras, Jesus não desconsiderou sua Mãe, pelo contrário, a elevou, pois ninguém, mais do que ela, tinha o desejo de fazer a vontade de Deus!  Desde o anuncio de que ela seria a mãe do Jesus, Maria se colocou inteiramente a disposição de Deus: "Eis aqui a serva do Senhor, faça em mim, segundo a Sua vontade"!
Pensar que Jesus desconsiderou a sua mãe, é vê-lo como incoerente, pois Jesus sempre pregou o amor e não, a exclusão, como entender estas palavras de Jesus, ditas ao um jovem rico: "Honre seu pai e sua mãe."( Mt19,19)
Para não termos nenhuma dúvida sobre a atenção e o carinho que Jesus tinha para com sua Mãe, basta lembrarmos da sua preocupação com Ela, no momento derradeiro à sua morte, quando na cruz, Ele a entrega aos cuidados do apóstolo João. Jo 19,26-27
Sempre que deparamos com este evangelho, ficamos centrados nos pormenores, uns, achando que Maria não fora bem acolhida por Jesus, outros, questionando se Jesus tinha irmãos de sangue...  E assim, deixamos de meditar a mensagem principal do evangelho que é, um convite a fazermos a vontade de Deus!
Fazer a vontade de Deus é a única condição que Jesus estabelece, para que possamos fazer parte da Sua família!

FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:






2 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Edivanilda Barbosa de Oliveira disse...

Muito boa reflexão Olívia! Gosto muito de ler seus comentários, me ajudam muito!

Postar um comentário