.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Servos de corações contritos!-Helena Serpa

02/10/2016 - XXVII Domingo do tempo comum - Habacuc 1,2-3;2.2-4 – “para nós o tempo é hoje!”
Nesta leitura o profeta Habacuc clama a ação de Deus diante da desordem, violência e maldade dos homens daquele tempo. Há momentos em nossa vida, que nós, como o profeta, nos dirigimos a Deus cheios de inquietações, de dúvidas e de questionamentos e também podemos afirmar que cada vez mais a humanidade vive tempos de verdadeiro caos e desordem! Nós também olhamos para o alto e indagamos: Por que tanta crueldade e miséria neste mundo? Por que as desavenças entre irmãos do mesmo sangue, entre famílias e amigos? Por que tanta violência, corrupção, droga e prostituição? Será que Deus não vê maldade onde estamos enxergando o pecado? Por que será que é assim? Quantos não estão clamando ao Senhor por socorro para as suas angústias?  Contudo, o Senhor mesmo nos esclarece que tudo isso tem tempo determinado para acabar! O mundo com suas desventuras tende para um desfecho e não falhará, mesmo que demore. E o profeta Habacuc nos exorta, falando em nome de Deus: “Quem não é correto vai morrer, mas o justo viverá por sua fé!” Que esta promessa do Senhor se enraíze dentro do nosso coração: a vida eterna nos será dada mediante a nossa fé. A fé nos remete à vida em Deus e seremos homens e mulheres justos quando formos fiéis à vontade de Deus. Há um tempo definido para tudo ter um fim, porém, para nós o tempo é hoje, não podemos esperar por outro dia. Portanto, não percamos a oportunidade de fazer toda a diferença neste mundo. Não nos conformemos com o usual e medíocre, elevemo-nos a Deus mediante a entrega da nossa vida e do nosso coração, pela fé em Jesus Cristo. Façamos a nossa parte, façamos a vontade de Deus! - Você também tem esses questionamentos? - Por que você acha que a humanidade está tão perdida? Qual será a causa de tanta desgraça?- E você, em que tem contribuído para que seja diferente? - Você ora em favor da humanidade pecadora?

Salmo 94 – “Não fecheis o coração; ouvi vosso Deus!”

Eis a razão pela qual a os homens passam por tantas dificuldades e desgraças. Desde sempre a humanidade se rebela contra o seu Criador, apesar de ver e admitir as obras de Suas mãos. O salmista convoca a todos nós para abrirmos o coração e ouvirmos a voz de Deus que nos acena com o Seu amor e com a Sua misericórdia. “Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemo-nos ante o Deus que nos criou!” Nós somos seu rebanho e Ele é o nosso pastor e, diante da imensidão de almas que vivem nesse mundo poucos percebem isso. Por esse motivo, a infelicidade reina. Ainda há tempo para recomeçar.

2ª. Leitura – 2 Timóteo 1, 6-8.13-14 – “espírito de fortaleza, amor e sobriedade”
Com esta carta encaminhada a Timóteo, São Paulo também se dirige a cada um de nós e nos exorta a reavivar a chama do dom de Deus que é o Espírito Santo o qual recebemos no Batismo.   A cada dia na nossa vida nós precisamos nos apossar do poder do Espírito que nos capacita a viver uma vida transformada e cheia da manifestação do Amor de Deus que Jesus veio nos revelar.      Assim sendo, podemos também pensar e tomar consciência de que Deus, porque nos ama, não nos deu um espírito de timidez, de medo e insegurança. Muito pelo contrário, por meio de Jesus recebemos de Deus Pai um espírito de fortaleza, amor e sobriedade, o que significa dizer que diante das barreiras e dos desafios da nossa vida temos capacidade para permanecer firmes e agir com serenidade, dedicação e perseverança. Sofrer pelo Evangelho é o que São Paulo nos propõe e isso pode acontecer na hora em que precisamos ser fiéis à Palavra de Deus, sem nos desviar para nos conformar à nossa vontade ou à mentalidade do mundo. Mesmo que doa, mesmo que sangre e haja sofrimento, seremos aprovados por Deus, se permanecermos fiéis a Jesus Cristo, Seu Filho. A fé foi depositada no nosso coração como uma herança eterna, e dela, podemos fazer uso em todas as circunstâncias da nossa vida, principalmente na dureza da estrada. Nunca devemos nos esquecer, portanto, de que os momentos de aflição, de provação e de combate são uma chance preciosa que temos para que seja reavivada em nós a chama do dom de Deus, o Espírito Santo. – Você já percebe a força do Espírito Santo se manifestar na sua vida? – De que você tem medo? – Você pede o Espírito Santo todos os dias? – Qual é o seu sentimento quando você escuta notícias funestas nos noticiários do dia a dia? – Você acha que Deus esqueceu o mundo?


Evangelho - Lucas 17, 5-10 - " servos de coração contrito!"

O que nos leva a ser servos de coração contrito, é a fé em Jesus Cristo.  Na certeza de que, se não conseguimos fazer tudo o que é necessário, pelo menos o nosso empenho, o nosso zelo e a nossa perseverança, sejam a amostra de que somos operários e operárias fieis do reino dos céus e que já recebemos o nosso salário. Por isso, neste Evangelho Jesus nos dá lições sobre a questão da fé. Quase sempre estamos admitindo que a nossa fé é pequena e fraca, e, por isso, como os apóstolos também pedimos: "Senhor, aumenta a nossa fé!" O Senhor, porém, nos mostra que, mesmo uma fé pequenina como um grão de mostarda nos fará transportar árvores de um lugar para o outro. Diante desta afirmação percebemos que não estamos usando nem um pouco da pequena fé que atinamos possuir. Se usássemos o dom da fé que recebemos no nosso Batismo e não o deixássemos "guardado" dentro de nós, com certeza o nosso serviço ao Senhor seria também muito mais consciente e, por isso, mais frutífero. Quando prestarmos algum serviço ao reino de Deus nós o deveremos realizar como parte da nossa condição de servos e de servas fiéis e não para receber honrarias e esperar elogios. Por isso, Jesus nos diz: " quando vocês tiverem feito tudo o que vos mandaram, dizei: "somos servos inúteis: fizemos o que devíamos fazer!"   Jesus Cristo deu a vida por todos nós, portanto, Ele é o nosso Senhor! A Ele devemos servir com confiança e destemor, por essa razão não devemos esperar por regalias e privilégios. - Quando presta algum serviço no reino de Deus você espera elogios e regalias? - Você fica triste quando não comentam a sua atuação positivamente? - Quando é chamado (a) para algum ministério ou trabalho na comunidade você vai de boa vontade contrariado (a)? - Você acha que já está fazendo muito e que já precisa descansar? - Converse com o Senhor sobre isso!


Um comentário:

José Maria Nascimento disse...

Obrigado!!!

Postar um comentário