.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

A beira do caminho-Diac. José da Cruz

SÁBADO DA 24ª SEMANA DO TC 17/09/2016
1ª Leitura 1 Coríntios 15, 35-37, 42-49
Salmo  55(56), 14 “Da queda preservastes os meus pés, para que eu ande na presença de Deus, na luz dos vivos”
Evangelho  Lucas 8, 4-15
Os que estão a beira do caminho...citados neste evangelho lembra-nos os cristãos que se entusiasmam ao ouvirem a Boa Nova do Evangelho, o caminho do discípulo é a comunidade, mas estes preferem ficar a margem, assistindo e torcendo pelos que atuam nas comunidades, ou ás vezes criticando de maneira maldosa, o Demônio logo dá o bote e a pessoa desiste do discipulado por achar-se acima da comunidade.
O solo cheio de pedregulhos são os que fazem alguma experiência profunda com Jesus Cristo, em algum encontro ou retiro,  voltam para casa entusiasmados mas ao lado do desejo de ser um cristão autêntico, o coração contém também outros desejos que não coincidem com o Projeto de Deus, a semente da Palavra é só mais uma em meio a tantas ideologias e anseios, com o tempo esses pedregulhos impedem a semente de enraizar-se e ela logo seca, são os que abandonam a comunidade e a Vida de Fé, diante da primeira dificuldade.
A que caiu entre os espinhos são aquelas que não perseveram na escuta da Palavra e permitem que os espinhos a sufoquem. Não reservamos tempo para Deus em nossa vida, não paramos para rezar, meditar a Palavra, refleti-la e permitir que ela molde o nosso coração, mas deixamos que tantas fantasias sejam alimentadas em nosso coração, estas logo abafam a semente da Palavra.
Mas há sementes que caíram em terra boa, encontra ali um espaço favorável para desenvolver-se, esse ouvinte fiel vai se deixando aos poucos moldar a sua vida, seus pensamentos e ações começam a estar em harmonia com Deus, perseveram neste caminho e não se deixam intimidar pelas dificuldades do apostolado, então assim perseverando logo vêm os frutos.
Seria ingenuidade pensarmos que cada coração é um tipo de solo, na verdade em nosso coração podemos criar espaço ou possibilitar que tipo de solo queremos. A semente é nos dada, cabe-nos cuidar bem do nosso coração, deste chão que Deus nos concedeu, e onde podemos cultivar a boa semente. Em um coração árido, seco, marcado pela dureza de ódios, vaidade, orgulho, a semente da Palavra jamais irá germinar! (Diácono José da Cruz – Paróquia Nossa Senhor Consolata – Votorantim SP – Email jotacruz3051@gmail.com )


Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira

Postar um comentário