.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Sabedoria e prudência-Diac. José da Cruz

SEXTA FEIRA DA 25ª SEMANA DO TC 23/09/2016
1ª Leitura  Eclesiastes 3, 1-11
Salmo 143(144), 1 a “Bendito seja o Senhor, meu rochedo!”
Evangelho Lucas 9, 18-22
                                                                                      
O homem sábio e prudente sabe o tempo certo de se fazer as coisas, mas porque elas devem ser feitas e para que servem, essa resposta ele não sabe e nunca saberá. Ao acompanhar uma obra o arquiteto sempre tem diante de si a obra em seu acabamento, mas este não é o caso do humilde servente que prepara a massa e o tijolo, ele entrega tudo isso ao pedreiro que vai fazer as paredes, assentando os tijolos e a massa, tanto pedreiro como ajudante só vêm a parede que está sendo levantada, não tem uma visão mais ampla de todo o conjunto e do produto final que este trabalho irá resultar.
Assim é o homem em sua caminhada por esta vida, segundo ensina o Eclesiastes. E o mais interessante é que, a ação Divina é toda voltada para o homem como exclama, admira e pergunta o salmista “Que é o homem Senhor, para vós, porque dele cuidais tanto assim?” e o próprio salmista conclui que o homem é um nada “Como o sopro do vento é o homem, e os seus dias são sombras que passa”
Na verdade o homem só se encontra enquanto homem, compreende quem é e fica sabendo do seu valor, quando se encontra com Jesus Cristo pois só ele têm a chave da nossa existência, só Nele temos consciência de que somos filhos e filhas de Deus, que ajudam a edificar o Reino inaugurado por Jesus, um reino que não é concebido aos moldes dos reinos do mundo.
Nesse sentido, responder quem é Jesus para mim é o primeiro passo para este conhecimento sobre nós mesmos. Para o povo Jesus era João Batista reencarnado, ou algum dos profetas, mas para os discípulos Jesus era o Cristo de Deus, como responderia Pedro em nome do grupo. A resposta está de bom tamanho mas Jesus os proíbem de dizer isso para as pessoas, e esta Verdade sobre ele só será bem clara a partir da sua ressurreição. Os discípulos iriam participar de um momento nada agradável na vida de Jesus, sua paixão e morte na cruz. Difícil entender como uma tragédia daquelas pudesse trazer um Reino Novo, e aqui voltamos a primeira leitura, há em nossa vida certos acontecimentos que, em si mesmo não tem sentido, mas clareados pela Luz da Fé ganham sentido novo.
Nós não precisamos mais esperar para dizer isso as pessoas, e Jesus não nos proíbe, ao contrário, envia-nos para fazer este anúncio inédito!  ( Diácono José da Cruz – Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim SP – E-mail jotacruz3051@gmail.com )



Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário