.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

“QUEM DIZ O POVO QUE EU SOU?” – Olívia Coutinho

 
Dia 23 de Setembro de 2016
 
Evangelho de Lc9,18-24
 
Muitos de nós, professamos a nossa fé em Jesus, e até sentimos atraídos pelas suas palavras, mas quando tomamos conhecimento de que no seguimento está presente a cruz, tendemos a recuar, pois temos medo da Cruz!
É pela fé, que reconhecemos Jesus como o nosso Deus e Senhor, o que não é fruto do saber humano, e sim, do acolhimento a este  dom! 
É importante termos em mente, de que  não basta reconhecer Jesus como o nosso Deus e Senhor,  precisamos nos comprometer com Ele, testemunhá-Lo no nosso dia a dia, aderir à sua proposta de vida nova!
O evangelho que a liturgia de hoje coloca diante nós, vem nos despertar sobre a importância de conhecermos bem Jesus, de nos tornarmos íntimos Dele!
O texto nos diz, que Jesus, no desejo  de saber se o povo e os seus discípulos, já haviam entendido o seu messianismo, pergunta-lhes: “Quem dizem o povo que eu sou? Para esta pergunta, surgiram várias respostas, natural né? Afinal, é fácil responder em nome do outro, não compromete! Porém, quando esta mesma pergunta é direcionada a eles, vem o silencio, eles não  ousam  responder, afinal, desta vez, a pergunta requer uma resposta pessoal, o que exige comprometimento!  Pedro foi o único que teve coragem de respondeu, e respondeu com firmeza: “Tu és o Messias de Deus.” Esta resposta, agradou Jesus, pois Ele sabia, que esta afirmação de Pedro, era fruto da sua convivência com Ele! 
Jesus proíbe  os discípulos de revelar a sua identidade, afinal, um povo que esperava por um Messias triunfalista com poderes políticos, jamais aceitaria um Messias como Ele, na condição de servo! Jesus sabia que Ele não seria reconhecido  pelo o povo, como o Filho de Deus, sem antes passar pela cruz!
Sem aprofundarmos no conhecimento a Jesus, ficamos na superficialidade da fé, na lógica dos homens, não vamos compreender que, para ganhar a vida, é preciso passar pela cruz como Jesus passou!
O nosso seguimento a Jesus, inclui à cruz, porque a nossa adesão a Ele, nos leva a atitudes que contrariam os opositores do projeto de Deus, que com certeza, vão zombar de nós, nos maltratar...
Estar disposto a assumir a cruz, não significa buscar sofrimento, e sim, assumir as consequências de uma vida pautada no exemplo de Jesus, uma vida coerente com o evangelho.
Hoje, depois de ter passado pela cruz, de nos ter dado tão grande prova de amor, não precisamos esperar que Jesus nos faça perguntas, para darmos a Ele, a nossa resposta de amor! Façamos a nós mesmos, uma pergunta: “O que temos feito da nossa vida, que custou a vida de Jesus?” Com certeza, a nossa resposta chegará até Ele, não com palavras, mas com as nossas atitudes do dia a dia!
É no nosso cotidiano, que vamos respondendo ao tão grande amor de Jesus por nós.
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

2 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário