.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

domingo, 25 de setembro de 2016

“... E PARTIRAM PARA OUTRO POVOADO.” – Olivia Coutinho.

 
Dia 27 de Setembro de 2016
 
Evangelho de Lc9,51-56
 
“Quando chegou o tempo de Jesus ser levado para o céu, então tomou a firme decisão de partir para Jerusalém”.
No Evangelho que a liturgia de hoje coloca diante de nós, o evangelista   Lucas, proclama previamente a subida de Jesus ao céu através da sua viagem para Jerusalém!
O texto nos convida a refletir, sobre o início da caminhada de Jesus, rumo a cruz! A caminho da morte, Jesus  ia ensinando aos  discípulos o caminho da vida!
Podemos dizer,  que esta caminhada de Jesus  para Jerusalém, foi também pedagógica, uma verdadeira aula prática para os discípulos que iam aprendendo com  o Mestre, que  aproveitava todas as oportunidades que surgiam pelo o caminho,  para passar-lhes grandes ensinamentos.
Ao longo deste percurso, muitos iam se unindo a Jesus, mas nem todos foram com Ele até o fim, muitos, não entraram com Jesus em Jerusalém,  por acharem duras demais as exigências do seguimento a Ele.  
Antes desta caminhada, os discípulos viam o seguimento a Jesus, como uma realização pessoal, como status, afinal, quem não queria estar próximo daquele homem que arrastava multidões, que não temia os poderosos.  Eles pensavam, que com Jesus, os seus caminhos já estariam abertos, mas Jesus, com suas atitudes, lhes diz o contrário: o caminho precisava ser feito!
Os discípulos viam em Jesus, um Rei, um Rei poderoso  que iria enfrentar os seus inimigos com severidade, como faziam todos os reis,  na mente deles, os inimigos, seriam vencidos pela força física, mas Jesus lhes mostra o inverso, ao repreendê-los, quando eles, (Tiago e João) quiseram responder com violência uma "ofensa" por parte dos samaritanos, que não quiseram acolher Jesus no seu território.
Negar hospedagem a alguém, na cultura daquele tempo, também daquele lugar, era considerado como um fato grave, uma ofensa.  Mas  a reação dos discípulos, não foi somente por isto, foi também por  intolerância religiosa.  Eles quiseram se equiparar a Deus, ao quererem  mandar descer fogo do céu para destruir aqueles que negaram hospedagem a Jesus, como  se eles tivessem esse poder. Mas esta atitude dos discípulos, contrasta com a de Jesus, que simplesmente prossegue o seu caminho indo com eles para outro povoado.
Os discípulos ficaram surpresos, com a forma de Jesus lidar com as ofensas, diferente deles, que eram acostumados com o revide! A partir de então, eles começaram a entender as exigências do seguimento a Jesus, entendimento que foi acontecendo paulatinamente,  através de um processo lento.
Com este episódio, Jesus deixou claro para os discípulos e hoje para nós, que na dinâmica do Reino não cabe vingança e nem intolerância religiosa!
Muitos  ainda hoje,  abandonam   o seguimento a Jesus no meio do caminho, por acharem  duras demais as exigência deste seguimento.
Ir com Jesus até o fim, significa ter vida, vida em abundancia! Desistir, é posicionar-se contrário a vida, é optar pela largueza do mundo.
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

3 comentários:

Unknown disse...

Seus comentários muito nos enriquecem.Agradeço a Deus pela sua vida.Deus a conserve em sua perseverança.

Unknown disse...

Seus comentários muito nos enriquecem.Agradeço a Deus pela sua vida.Deus a conserve em sua perseverança.

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário