.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

“AO VÊ-LA, O SENHOR SENTIU COMPAIXÃO PARA COM ELA...” - Olívia Coutinho

 

Dia 13 de Setembro de 2016 
 
Evangelho Lc 7,11-17  
 
Por onde  passamos, é muito comum deparamos com pessoas tristes, sem esperanças, pessoas carregando pesadas cruzes, necessitadas  de amparo!  E nós, nem sempre nos movemos para ajuda-las, por estarmos sempre apressados correndo atrás dos nossos interesses pessoais.
 Só depois de conhecer os ensinamentos de Jesus, que vamos mudando esta nossa postura diante dos que sofrem! Os ensinamentos de Jesus, vão nos conscientizando da  importância de sermos solidários!
É o amor a Jesus, que vai nos transformando,  nos fazendo  passar de indiferentes  à atentos a necessidade  do outro! O amor a Jesus nos move, nos torna sensíveis,  nos aproxima do irmão que sofre!
O evangelho que a liturgia de hoje nos convida a refletir, nos fala de um encontro entre dois cortejos que seguiam em direção contrária! De um lado, seguia o cortejo da vida, da alegria, da esperança, tendo à frente, Jesus, o Senhor da vida!
Do outro lado, o cortejo da dor, da amargura, do sofrimento, tendo à frente, um morto. Á porta de uma cidade chamada Naim, os dois cortejos sem encontram! O cortejo da vida, não foi indiferente ao cortejo da morte, houve uma aproximação e esta aproximação parte de Jesus que depara com uma viúva levando seu único filho para ser sepultado! Tomada pelo o sofrimento da perda do seu único filho, aquela mãe, nem percebe a presença de Jesus, mas Ele a enxerga e se compadece dela!
Jesus sabia que além da dor da perda do seu único filho, aquela viúva, teria pela frente sérias dificuldades quanto a sua sobrevivência. É que naquela época, quando uma mulher ficava viúva, ela não herdava os bens deixados pelo marido, quem ficava responsável por estes bens, era o filho mais velho, era este filho quem ficava encarregado de prover o sustento da mãe. E quando a viúva não tinha filhos, ela era condenada a viver na miséria, pois estes bens, eram confiscados pelas autoridades ( fariseus) e a viúva ficava a mercê da caridade alheia.
Jesus traz de volta a vida, aquele que estava morto e os dois cortejos passam a caminharem no mesmo sentido, o sentido da vida!
Ao levantar aquele jovem, Jesus levanta também aquela viúva, que estava condenada a marginalização a depender da caridade alheia para sobreviver.
O relato chama a nossa atenção sobre a importância de termos um olhar sensível como o olhar de Jesus, um olhar que não apenas constata a necessidade do outro, como busca meios de amenizar o seu sofrimento!
Em toda sua trajetória terrena, Jesus sempre teve um cuidado muito  especial para com os pequenos, os  que sofrem , principalmente para com os órfãos e as viúvas. Estes,  tinham e continuam tendo muitas dificuldades para  reorganizar as suas vidas depois de perderem seus provedores.
O texto chama a nossa atenção sobre a importância de sermos solidários com as pessoas que sofrem! Como filhos do mesmo Pai, irmãos em Cristo, somos corresponsáveis pela vida do outro, temos o dever de ser apoio para ele nos momentos difíceis, como nas perdas de entes queridos...
Tão importante quanto providenciar o sepultamento daquele que se vai, é cuidar daqueles que ficam, principalmente quando em se tratando  de órfãos e  viúvas.
Devolvendo a vida ao filho da viúva, Jesus devolve a ela a sua dignidade, o seu sustento, poupando-a de ser mais uma vítima dos fariseus, acostumados a explorar as viúvas apoderando-se de tudo que por direito lhe pertencia.
Assim como Jesus compadeceu da viúva de Naim, ele compadece de todos que hoje se sentem cansados, aflitos, marginalizadas...
É confortante saber que Jesus assume a dor de cada um de nós, que Ele nos ajuda a carregar a nossa cruz.
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook

7 comentários:

José Ivan Ivan disse...

Lindo comentário, Olívia

joão batista da silva Batista disse...

Parabéns, linda homilia.

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Unknown disse...

Tenho aprendido muito com vc Olívia.Gostaria muito de poder conhecê-la .

Unknown disse...

Obrigada por ensinamentos tão brilhantes sobre a palavra de Deus.Deus abençoe vc.bjs.

Izidoro Figueiredo disse...

Simples e belo como a vida de Jesus nosso irmão e senhor.
A partir de hoje serei assíduo leitor até porque como ministro da eucaristia preciso me aprofundar mais na palavra de divina. Obrigado que Deus te abençoe.

Postar um comentário