.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 29 de maio de 2018

"O PEDIDO DE TIAGO E DE JOÃO"-Adélio




- ADELIO: REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 30/05/2018


-Marcos 10,32-45
"O PEDIDO DE TIAGO E DE JOÃO"
Neste texto do Evangelho de hoje, o evangelista mostra que Jesus tem algo de único, a saber, a  certeza de encontrar no centro da obra de Deus e de realizar exatamente o que Deus espera e que quer neste mundo. A sua conduta, a sua consciência é coerente.
   Os discípulos tinham suas ideias sobre como deveria ser a vinda do messias. E nessa ideia não havia lugar para derrotas, só para triunfos. E nos últimos dias Jesus andara falando em prisão e morte. Por isso estavam espantados e medrosos. Bem como acontece conosco quando nos sentimos inseguros, e mais ainda quando prevemos dificuldades.
Os dois discípulos fizeram um pedido a Jesus: eles querem um trono glorioso para
sentar-se um a direita e outro a esquerda.
Senta-se á direita e á esquerda significa participar do comando, das decisões, do poder e do destino. Não era pouco o que queriam os dois filhos de Zebedeu. Quando Marcos conta a ascensão de Jesus ao céu, para dizer que Jesus participa da plenitude divina e tem todos os poderes, empregada a expressão: "Está sentado á direita de Deus", frase que conversamos também no credo, com o mesmo sentido. Os dois pescadores, Tiago e João, poderiam participar do destino divido. Mas não com a mesma plenitude com que Jesus participa do poder e da realeza divina. Jesus é em tudo igual ao pai, enquanto os dois, como nós, são filhos adotivos do pai do Céu, por obra e graça de Deus.
A expressão "na tua glória"
Pode ter dois significados. O primeiro seria o céu. Á resposta de Jesus pode sugerir esse sentido. O segundo, o mais provável, seria o reino terreno. Embora, pouco antes, Jesus falasse de morte e ressurreição, eles entendiam ressurreição como conquista gloriosa de todos os poderes neste mundo, como a implantação de uma religião absolutamente pura e piedosa , de uma justiça sem mancha, de um reino universal.
Jesus procura reforçar a lição anterior sobre a necessidade de passar pela morte, usando figura do cálice a beber e do batismo, isto é, do mergulho (batizar, em grego, significa mergulhar) no sofrimento profundo e amargo como as águas do mar. E retoma a lição básica do servir, que caracteriza os verdadeiros participantes do Reino do Deus. Se olharmos dentro de nós, veremos que nos parecemos o poder, a glória, a honra. Talvez por isso temos um coração tão fragmentado e somos causa de tanta divisão na comunidade. Hoje, Jesus nos ensina o modo certo de estar á sua direita e á sua esquerda: servir á direita e á esquerda, ou seja, servir sempre e a todos. E quando tivermos cumprido nosso serviço, dizer: "somos servos inúteis. Fizemos o nosso dever". Á glória do discípulo é fazer como o mestre. O nosso mestre veio para servir e dar a vida. Dar a vida significa servir. E servir e dar a vida e beber o mesmo cálice do senhor.

PERMANECEMOS NA SANTA PAZ DE DEUS--- AdélioFranciso

Venha fazer parte do meu grupo de reflexão do facebook:
https://m.facebook.com/Comentando-E-Refletindo-O-Evangelho-364442764036099/?ref=bookmarks


Um comentário:

Anônimo disse...

Eu, Jair Ferreira da cidade de Cruz das Almas - Ba todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo.

Postar um comentário