.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

O DESPRENDIMENTO DAS RIQUEZAS-Adélio


O DESPRENDIMENTO DAS RIQUEZAS

O Evangelho de hoje nos relata o episódio do homem rico que quis ser discípulo de Jesus. Este homem encontra com  Jesus, prostrar diante Dele  e faz uma pergunta: "O que farei para alcançar a vida eterna? " Como se pudesse comprar a vida eterna com obras. Nenhuma obra humana é suficiente para exigir o dom de Deus.  Apenas Cristo, por ser Filho de Deus, foi capaz de merecer a vida eterna. É um dom dele para nós, pago com seu Sangue.
    Para seguir Jesus é necessário despojar-se daquilo que amarra, no caso, a riqueza. A grandeza do Reino, acima de qualquer coisa, é a condição para o verdadeiro seguimento de Cristo.
      O homem está constantemente distante da escolha entre Deus e as riquezas. O verdadeiro seguidor de Jesus Cristo chegará às profundezas do mistério de Deus com a liberdade que o desprende do que é superficial e provisório.
   Dizer que alguém "possuía muitos bens " significava que ele se sentia muito  abençoado por Deus, digno de sua amizade e merecedor do céu. Se já tinha tudo, por que procurar outras coisas ensinadas pelo Nazareno?  Veja que Jesus inverte o quadro. É o pobre que tem a bênção divina. Não o pobre de bens materiais. Porque diante de Deus pobre e rico têm o mesmo valor e dignidade. Mas o pobre de coração, isto é, o desapegado de bens e de si mesmo. O desapego é um tema inevitável para quem quer compreender a pessoa de Jesus, seu modo de viver e sua doutrina.
    Muitos cristãos e tantas pessoas na história da humanidade perceberam que para possuir Deus era conveniente tornaram-se pobre, isto é, desapegar-se
das muitas comodidades e riquezas que enchem a tal ponto o coração que não deixam espaço para Deus.  O jovem  Francisco de Assis foi um desses. Deu aos pobres tudo o que possuía e Deus se tornou a sua riqueza. E, transbordante de alegria, o seu coração gritava : "Meu Deus, meu tudo ".

PERMANECEMOS NA SANTA PAZ DE DEUS --Adélio Francisco.

Venha fazer parte do meu grupo de reflexão do Facebook
    https://m.facebook.com/Comentando-E-Refletindo-O-Evangelho-364442764036099/?ref=bookmarks


2 comentários:

Anônimo disse...

Eu, Jair Ferreira da cidade de Cruz das Almas - Ba todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo.

Zilda arriel disse...

Que possamos seguir o exemplo de Francisco de Assis para que o mundo seja abundantemente rico

Postar um comentário