.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

MALDIÇÃO DA FIGUEIRA ESTÉRIL" - Adélio


DIA 01/06/2018


- Marcos 11,11-26

Esse longo texto do Evangelho de hoje é composto de três relatos: a maldição da figueira estéril, a publicação do tempo e a figueira seca e a conduta fecunda. 
    É uma coletânea de ditos de Jesus. 
O tema principal desses ditos constitui a oração. Estamos diante de uma mnemônica que tem o seu centro no verbo "orar". Para ele ficam orientados os verbos "crer" e "perdoar". Remete-se, dessa forma, a definição anterior do templo como "casa de oração", justificando o seu alcance. 
  Diante de uma árvore infrutífera e de uma folhagem inútil, a comunidade cristã, o novo templo de Deus, há de caracterizar-se por uma oração confiante, que reflita uma fé sem reservas e que se traduz numa vida de autêntica comunhão fraterna.
     Às vezes nós perguntamos: por que Jesus amaldiçoou a figueira, se não era tempo de figos?  Porque Jesus queria ressaltar que não há uma estação espacial para os frutos da fé. A fé sempre deve animar a nossa vida em quaisquer circunstâncias. 
     O Evangelho termina apontando a união que existe entre a fé e a qualidade da oração cristã, originada pela confiança fornecida pela fé e pelo perdão que o amor exige. 

PERMANECEMOS NA SANTA PAZ DE DEUS --Adélio Francisco. 

Venha fazer parte  do meu grupo de reflexão do Facebook https://m.facebook.com/Comentando-E-Refletindo-O-Evangelho-364442764036099/?ref=bookmarks. DO EVANGELHO DO DIA 01/06/2018

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu, Jair Ferreira da cidade de Cruz das Almas - Ba todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo.

Postar um comentário