.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Quem crê possui a vida eterna-Helena Serpa

08 DE MAIO-Evangelho - Jo 6,44-51

Atos 8, 26-40 - “sair com a luz para irradiá-la nas trevas” 

Cumprindo as ordens do Senhor por intermédio do anjo, Filipe desceu de Jerusalém a Gaza enfrentando o deserto, lugar de penúria, de dificuldade, de sequidão. Para obedecer às ordens do Senhor nós também, como ele, somos chamados a enfrentar o deserto, lugar penoso e cheio de dificuldades. No caminho também nós encontramos aqueles que estão na ignorância e precisam ser evangelizados para encontrar a verdade. Às vezes deixamos de servir ao Senhor porque duvidamos da nossa capacidade ou porque nos sentimos inferiores e achamos que não entendemos das coisas de Deus. Dessa forma, perdemos o nosso tempo precioso só querendo ser “evangelizados” e não cumprimos com a nossa missão de evangelizadores. Ficamos, assim, em débito com o mandato de Jesus. Evangelizamos quando, falando de nós mesmos (as), de como nos sentimos, de como estamos transformados (as) e, porque estamos alegres, nós despertamos nas outras pessoas o desejo de também conhecer Jesus. Portanto, evangelizar é anunciar a nossa experiência com Jesus Cristo dando testemunho da ação Palavra de Deus na nossa vida em todos os momentos. Sair de Jerusalém é sair do templo, do Sagrado, para ir ao mundo é sair com a luz para irradiá-la nas trevas: “o caminho é deserto”. Quando nos afastamos do conforto das “coisas de Deus” na casa de Deus, em missão, nós enfrentamos as dificuldades do deserto. Às vezes somos enviados para um ambiente hostil, e precisamos evangelizar aqueles que estão na completa ignorância das coisas de Deus e precisam encontrar a verdade. Encontrar os “ministros e administradores do tesouro do mundo” é também a nossa missão. Eles não estão no templo, eles estão no mundo, no deserto por onde andamos. “Aqui temos água. O que impede de que eu seja batizado”, falou o eunuco, mostrando para nós que o que faz o Espírito agir é a abertura do nosso coração e o nosso querer. Em qualquer situação e em todas as circunstâncias nós somos chamados (as) também, a como Filipe a renovar o Batismo do Espírito Santo para aqueles (as) que têm fome e sede de Deus. - Você também, como Filipe, tem encontrado essas pessoas que não entendem nada de Deus? O que você tem feito? Você tem esclarecido alguma coisa? - Quando você está fora da Igreja, da Comunidade, do Grupo de Oração, como é o seu comportamento? – Você já adquiriu o costume de impor as mãos sobre alguém e pedir para ele o Espírito Santo?

Salmo 65 – “Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira!”

É o Senhor quem dá vida à nossa vida, diz o salmista. Você já pensou nisso? A nossa vida só tem sentido se for vivida em Deus. O Senhor nos escuta quando nós elevamos para Ele a nossa voz e o nosso clamor. Ele não nos deixa a ver navios quando imploramos a Sua assistência. Por isso, podemos dizer também com o salmista: “Bendito seja o Senhor Deus que me escuta e não rejeita a minha oração e o meu clamor!” 

Evangelho – João 6, 44-51 – “quem crê possui a vida eterna ”

O próprio Jesus nos garante que todo aquele que escuta o Pai e por Ele é instruído, se aproxima dele, quando diz: “Todos serão discípulos de Deus, por isso, aquele que foi instruído pelo Pai vem a mim”. Portanto, precisamos ter firme convicção de que, se você escutamos a Palavra de Deus, se procuramos aprofundar-nos nos mistérios sagrados, com certeza encontraremos, a Jesus Cristo, pão da vida, pois a Sua Palavra é o pão que alimenta a nossa alma e nos ensina o caminho para a vida eterna. A fé em Jesus Cristo é quem nos garante a vida eterna. E a vida eterna nós começamos a vivê-la aqui, agora, porque cremos que Jesus está em nós e manifesta em nós este clima de eternidade. Eternidade é a vivência do Amor de Deus que opera em nós através de Jesus, pão vivo que vem do céu pelo poder do Espírito Santo. Jesus entregou o Seu Corpo para ser imolado por nós, derramou o Seu Sangue e nos deixou o memorial do Seu sacrifício para que sejamos alimentados. “Eu sou o pão da vida”! O pão que nós, tocamos, vemos, comemos e vivemos é a Palavra de Jesus é a Eucaristia. Jesus se oferece como alimento, hoje, por isso, não podemos permanecer na inanição, aproveitemos, pois este é o momento mais importante da nossa vida. Não esperemos por um tempo que virá, a vida eterna começa aqui, agora, pois o reino de Deus é Jesus e Ele já está no meio de nós. – Medite nas afirmações de Jesus nesse trecho do Evangelho e pense na sua vida, o que você tem experimentado e o que você tem sentido em relação a Jesus e mais uma vez esteja consciente de que Cristo está vivo para dar a você a nova vida, hoje.

Helena Serpa

Um comentário:

José Maria Nascimento disse...

Logo que li o trecho de hoje de Atos dos Apóstolos, lembrei-me de você (da Senhora). E após ler seu comentário, devo dizer que evangelizar é, também, indicar este blog, além de dar o testemunho, como foi dito. Hoje foi especialmente importante, para que não fiquemos somente na situação de querer ser evangelizados. Obrigado!!!

Postar um comentário