.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

domingo, 8 de junho de 2014

A paz é fruto da justiça-Helena Serpa

11 de junho

1ª Leitura - At 11,21b-26; 13,1-3 “ é o Espírito quem aciona a nossa fé ”


Todos nós desejamos ser bons e, muitas vezes nos frustramos porque não o conseguimos. Esforçamo-nos para cumprir com as nossas obrigações, estudamos, recebemos boa educação, adquirimos cultura, porém, apesar de tudo não somos considerados (as) bons, compreensivos, virtuosos. Barnabé era considerado um homem bom, porque era cheio do Espírito Santo e de fé. Por causa do seu testemunho uma grande multidão aderiu ao Senhor. O seu exemplo, portanto, nos leva a perceber que nós, também, seremos considerados homens e mulheres cheios de fé, se nos deixarmos conduzir pelo Espírito Santo. O Espírito é quem nos santifica e nos faz distinguir o modo de ser que o Pai projetou para nós. É o Espírito quem aciona a nossa fé e a fé nos leva a permanecer fiéis ao Senhor com constância de coração. Bastará isso e o nosso “currículo” mudará. As nossas atitudes, então, servirão para que também as multidões acorram ao Senhor, e que muitas almas possam ser também virtuosas, porque serão cheias de fé e do Espírito Santo. Para sermos denominados de cristãos, bons e cheios de fé, como Paulo e Barnabé, nós precisamos nos abandonar às sugestões do Espírito de Deus e deixar que Ele comande as nossas ações, mesmo quando tivermos que nos apartar das pessoas com quem nós gostamos de conviver. Servimos a Deus em qualquer trabalho que exerçamos, assim sendo, será Ele quem escolherá para nós o lugar e as condições para cumprirmos com a nossa missão. – Você tem realizado obras que atraiam as outras pessoas para Jesus? – Você dá testemunho de fidelidade a Deus? – Você tem fé? – Você se deixa conduzir pelo Espírito na sua vida profissional e familiar? 

Salmo 97 – “O Senhor fez conhecer seu poder salvador, e às nações, sua justiça.”

O poder salvador do Senhor é amor, justiça e Misericórdia. E é por meio de nós, dos nossos erros e acertos, dos nossos pecados perdoados que Deus se faz conhecer a todas as nações. Não precisamos viver dentro de uma redoma, incomunicáveis, sem errar, sem transgredir a lei para sermos arautos do poder de Deus. É dentro da nossa realidade de vida que faremos os confins do universo contemplar a salvação do nosso Deus.

Evangelho - Mateus 10, 7-13 – “a paz é fruto da justiça ”

O Espírito Santo é o amor que nós recebemos do Senhor. Ele é um dom gratuito, incondicional e poderoso para nos curar e nos libertar. É com este amor que nós também poderemos sair pelo mundo a fora anunciando que “o reino dos céus está próximo”. As graças que recebemos por meio do Espírito Santo nos levam a um estado de espírito em que a paz que nós usufruímos são os sinais da justiça que praticamos. “Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos e expulsai os demônios”. É esta a nossa incumbência! Mas para que possamos desempenhá-la, precisamos, nós mesmos (as), nos sentirmos curados (as), ressuscitados (as), purificados (as) e livres de todas as artimanhas do inimigo. Deus quer dar a todos os Seus filhos uma qualidade de vida digna, porque somos criados à Sua Imagem e semelhança e nos chama a sair da nossa redoma para anunciar ao mundo que o reino dos céus é Jesus e que Ele está no meio de nós. A alegria, a felicidade e o perdão, são atributos do reino dos céus que estão dentro do nosso coração e, que, por isso, devemos levar ao mundo. Recebemos de graça, de graça devemos dar, é nosso dever, é nosso chamado e nossa missão. Porém, Ele nos recomenda que na nossa caminhada não levemos nada do que o mundo considera importante, mas tão somente os dons que Dele recebemos, de graça. Assim fazendo nós estaremos livres dos nossos achismos, dos nossos apegos, das nossas ideias desvirtuadas pelo pecado e poderemos anunciar o reino dos céus que é a Palavra de Deus agindo em nós. - O que você tem anunciado no caminho da sua vida? - Você conversa com seus amigos e amigos sobre o que vê e ouve na TV, na Internet? – Por que você não anuncia também o Evangelho? – Você tem acolhido no coração as delicadezas de Deus para a sua vida ou tem deixado passar pensando que é mérito seu? 

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

Um comentário:

José Maria Nascimento disse...

Excelente! Obrigado!!!

Postar um comentário