.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

“... TAMBÉM EU DECLARAREI EM FAVOR DELE DIANTE DO MEU PAI QUE ESTÁ NOS CÉUS.” Olívia Coutinho


 
12º DOMINGO TEMPO COMUM
 
Dia 22 de Junho de 2014
 
Evangelho de Mt 10,26-33
 
Quando  fazemos  a experiência do amor de Deus, no encontro com Jesus, a nossa vida se transforma, o medo dá lugar a coragem, as  tristezas se transformam em alegria  e a esperança  vira certeza! Quem entra em intimidade  com Jesus, não consegue guardá-lo só para si, e  de ouvinte, ele passa a anunciador das  suas  palavras!
A cruz é inevitável  no  caminho de quem anuncia Jesus, a vida de quem assume este legado, é marcada pela perseguição,  pois são muitos os que tentam  calar a sua voz.  O  próprio Jesus passou por esta experiência, Ele  foi perseguido, torturado e morto por ter revelado ao mundo a  verdade que liberta!
Jesus nunca  prometeu facilidades aos seus seguidores,  Ele mesmo  descreveu o envio dos  primeiros discípulos, usando  a metáfora: “ser cordeiro no meio dos lobos”! Por tanto, precisamos  estar ciente de que a batalha de quem anuncia Jesus,  é árdua,  exige  coragem, determinação o que o fortalece, é a sua confiança em Jesus, afinal, quem faz opção por Jesus,  vive no coração do Pai, tem a  sua proteção.
No evangelho que a liturgia de hoje nos apresente, vemos Jesus orientando os seus apóstolos, no sentido  de encorajá-los  para que eles não se deixassem abater  pelo medo.
Jesus  sabia que sem a sua presença física, os apóstolos  ficariam  expostos a várias situações de  perigo, poderiam  não agüentarem  as conseqüências  do seguimento a Ele devido a pressão dos fariseus, o que poderia  comprometer  a  continuidade do anuncio do reino. Eles corriam um duplo risco: o  risco de se  deixarem  contaminar pelas atitudes hipócrita dos fariseus e com isso  deixar de lado  o projeto de Deus, e o risco de caírem  nas  armadilhas do inimigo, Isto é: não terem coragem de testemunhá-Lo diante de seus opositores.
O texto chama a nossa atenção para  a importância de testemunharmos Jesus, o que devemos fazer em qualquer circunstancia, sem medo das conseqüências. Testemunhar Jesus, em nossas comunidades, onde impera o bem, é fácil, pois lá não existe forças contrárias, o difícil mesmo, é testemunhá-Lo no nosso cotidiano, em meio aos conflitos, mas é justamente aí, que o nosso testemunho se faz necessário! Ai de nós, se  não declararmos  a favor de Jesus em meio as forças contrárias,  Ele mesmo diz: “... aquele que se declarar a meu  favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que estás no céus. Aquele porem, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que estás no céus.”Estas palavras de Jesus, chama a nossa atenção, sobre o perigo de estarmos na barca de Jesus, mas não estarmos  afinados com  Ele.
Muitos de nós, cremos em Jesus, mas não temos uma fé suficiente madura para assumirmos os desafios do seguimento a Ele por medo das conseqüências deste seguimento. É a  fé que nos dá coragem para seguir Jesus, que  nos impulsiona  a avançarmos para águas mais profundas! 
É importante conscientizarmos de que  o medo sobrevive da escuridão e que  basta acendermos uma luz  que ele desaparece! Se somos filhos da luz, vivemos na claridade, por tanto,  não justifica interrompermos o anuncio do Reino, por causa do  medo.
“... Temei aquele que pode destruir a alma...” Com essas palavras, Jesus nos adverte quanto ao perigo de cairmos nas armadilhas do inimigo disfarçado de amigo!  Devemos  temer aqueles que nos levam a pecar, ou seja, aqueles que tentam nos levar para  os caminhos contrários, estes, não são nossos inimigos declarados, mas são os piores inimigos, pois  eles  podem nos tirar de Deus, destruir a nossa alma.
“Quanto a vós, até os fios de cabelos da vossa cabeça estão contados.” Ao dizer estas palavras,  Jesus  afirma que nada temos a temer, pois nada será tirado de nós, sem o consentimento de Deus. Ora, se até os nossos  fios de cabelos estão resguardados por Deus, imagine o nosso ser  por inteiro!
Dar testemunho  de Jesus, pode implicar grandes riscos, porém, o pior de todos os riscos, é não aceitar o desafio do  testemunho,  o que pode nos condenar à pior de todas as trevas: estar longe de Deus!
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS – Olívia
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

3 comentários:

Quiterina Rosa disse...

Maravilhoso material!! Desejo muita sabedoria divina para toda equipe que nos ajuda a meditar a liturgia diária ! obrigada! Que Deus os abençoe!

Quiterina Rosa disse...

Obrigada e parabéns!!

Anônimo disse...

Muito boa a sua reflexao. Que Deus continui iluminando o seu caminho.

Postar um comentário