.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

domingo, 27 de julho de 2014

“EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA”... Olívia Coutinho

 
 Dia 29 de Julho de 2014
 
Evangelho - Jo 11, 19-27
 
 
Tudo muda em nós, quando deixamos nos conduzir  por Jesus!  As nossas tristezas se transformam em alegria, a desesperança em  esperança e o desanimo em motivação!
O evangelho que a liturgia de hoje nos apresenta, nos coloca em  Betânia, numa visita à  Marta e Maria que acabara de sepultar o seu irmão Lázaro.
Jesus não se encontrava em Betânia, quando recebeu a notícia de que Lázaro, seu amigo, se encontrava à beira da morte. E ainda assim,  Ele   não se apressou em  ir até ele, só chegando na casa de Marta e Maria, alguns dias depois da morte de  Lázaro.
 Marta, ao saber que Jesus estava chegando em sua casa, correu ao seu encontro, na certeza de que receberia do amigo, um balsamo no alivio de sua dor! Num desabafo profundo, Marta  deixa as palavras fluírem do seu coração: “Senhor se estivesses aqui o meu irmão não teria morrido.”  Mal sabia Marta que Jesus  já estava ciente de tudo que acontecera, e que Ele só deixou que aquela morte acontecesse, para que através dela,  muitas vidas fossem recuperadas, ou seja,  ao  ressuscitar Lázaro, muitos passariam   a crer Nele e a seguir os seus ensinamentos!
Enquanto  Marta busca forças em Jesus,  Maria permanece dentro de casa, fechada em seu sofrimento, só indo ao encontro de Jesus,  quando Ele mandou chamá-la.
Certamente, todos nós, já passamos por alguma experiência semelhante a de Marta e Maria. Sabemos que não é fácil separar de quem amamos. Quando perdemos um ente querido, parece que o mundo desaba sobre nós, ficamos sem chão, sem rumo, às vezes até vacilamos na fé, questionando Deus. O que não aconteceu com as irmãs de Lázaro,  em momento algum, elas questionaram a  sua morte.   Apesar da dor, mantiveram-se   firmes na fé, reconhecendo Jesus como Deus e Senhor: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo.”  Esta profissão de fé feita  por Marta, chama a nossa atenção sobre  a importância de nos mantermos firmes na fé,  diante a dor da perda de  um ente querido.
Quando tudo nos parece perdido, Jesus vem ao nosso encontro, como foi ao encontra de  Marta e Maria. Ele não  trás de volta a vida terrena dos nossos entes queridos, como trouxe  de volta a vida de Lázaro,  mas mergulha conosco no oceano  mais profundo da nossa dor, para depois  nos reerguer e nos recolocar de pé. 
“ Eu sou a Ressurreição e a vida” Esta afirmação de Jesus, firma em nós,  a mais bela certeza: estar com Jesus é  ressuscitar  com Ele! Ressuscitar com Jesus, é nos libertar do sofrimento que nos aprisiona nos  túmulos escuros  de nossa vida, túmulos, que nos impede  de enxergarmos  a luz de um novo dia!
A ressurreição de Jesus, retira as vendas dos nossos olhos, nos faz  enxergar  as maravilhas que antes não víamos,  por estarmos focados nos nossos  sofrimentos. 
É no encontro com O Cristo Ressuscitado, que nós também  ressuscitamos, saindo   do sofrimento, para vivermos as alegrias do recomeço!
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho

Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

https://www.facebook.com/groups/552336931551388/


2 comentários:

oasmaria disse...

Obrigado! Olívia,que Deus te abençoe...!

Anônimo disse...

No versículo 24, quando Marta afirma crer na Ressurreição, no último dia. Isso demonstra um ato de fé nos ensinamentos de Jesus ou já havia a crença na ressurreição, mesmo antes de Jesus ter ressuscitado?

Postar um comentário