.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

O traidor-Maria Elian

11 de Abril - Terça - Evangelho - Jo 13,21-33.36-38


Elian

Jesus está a mesa com seus discípulos, e conversando com eles diz que um deles o trairá. E Jesus com gesto de carinho,como era o costume naquele tempo, dá um pedaço de pão  passado no molho e aponta o traidor, Judas Iscariotes, e diz: "O que tens que fazer, executa-o depressa." (Jô 13, 27). Judas se retira do local rapidamente, para colocar em prática o que havia combinado com os sacerdotes. Jesus está pronto para entregar. Porém, antes Ele mostra então a maldade de Judas. A atitude de Judas no final seria para o nosso bem, seremos resgatados para vida, e disso Judas não tinha consciência, egoísta como era, pensou só no dinheiro que receberia por trair Jesus. Quem nunca se perguntou porque Judas fez isso? Judas era uma daquelas pessoas que não entendeu, não acolheu a mensagem de Jesus. Ele esperava um Messias guerreiro, glorioso, que os libertaria do Império Romano, que destruiria o inimigo. Porém, como seguidor de Cristo, sabia que ele anunciava um reino de paz, de fraternidade, de justiça, de partilha, e igualdade. Jesus fala também que Pedro o negará. Jesus sofre também por causa desses dois discípulos, porém a traição de Judas glorificará Jesus, o filho do Homem, e será a manifestação plena de seu amor por nós.

Assim como Judas e Pedro nós também traímos e negamos Jesus, quando pecamos, quando erramos, quando esquecemos de agradecer, ou quando temos vergonha de assumir que acreditamos Nele e somos seus seguidores, e a cada vez que não somos fieis ao evangelho, aos ensinamentos de Cristo. Não vamos aqui condenar e julgar  Judas e  Pedro. Vamos  refletir sobre tudo o que nos leva a negar e a trair Jesus. Refletir também sobre as nossas reações quando somos traídos, excluídos, negados e desprezados, quando sou Judas ou Pedro.
Tanto Pedro quanto Judas se arrependeram, mesmo tendo sido avisados por Jesus do que fariam, Judas não desistiu da traição e Pedro negou Jesus. Fizeram suas escolhas. Jesus conhecia seus discípulos e suas fraquezas, e da mesma forma ele nos conhece também. Porém, quando reconheceram que tinham errado veio o arrependimento, e cada um teve uma reação diferente. Pedro reconheceu seu erro, sofreu, mas teve muita coragem de voltar e pedir perdão. Judas, também arrependido devolveu o dinheiro, fruto de sua ganância, mas  não teve a mesma coragem pedir perdão, não voltou. Quantas vezes temos a mesmas atitudes. Nos falta coragem para pedir perdão. É difícil reconhecer que erramos, é difícil pedir perdão, como também é difícil perdoar. Ouçamos Jesus, seus sinais de alerta. O Pai em sua infinita misericórdia nos perdoa, nos quer de volta, vamos abrir nossos corações para acolher e amar nosso próximo, como Jesus nos amou e nos ama.

Oração:

Pai, faze-me viver em sintonia com Jesus, de modo que meus preconceitos não venham a influenciar minha adesão a Ele. Aproxima-me de Jesus despojando-me de minhas idéias preconcebidas, a fim de que eu possa reconhecer o sentido de sua presença no meio de nós.
Um abraço a todos.

 

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário