.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Quando o mar está agitado-Helena Serpa

29/04/2017 -  Sábado – II Semana da Páscoa - Atos 6, 1-7 – “ninguém está dispensado de edificar o reino de Deus aqui na terra.”
A obra de Deus é sempre motivadora e o Espírito Santo que é criativo nos vai inspirando de acordo com as nossas necessidades, seja na família ou na comunidade, no trabalho do reino, assim como também no trabalho profissional. Por isso, ninguém está dispensado de edificar o reino de Deus aqui na terra e cada tem uma função que o Senhor usa de acordo com o plano que Ele tem para nós. Hoje, também, precisam existir as pessoas que são chamadas a orar, pregar a palavra, e por isso, precisam estar mais em intimidade com Deus.  Em todas as tarefas comuns da nossa vida, mesmo na administração e na vida pública  também precisamos estar “cheios do Espírito Santo” como eram os sete homens escolhidos pelos apóstolos.  A cada um de nós Deus dá, segundo a sua vontade, possibilidades para exercer a missão que nos foi destinada.   A nossa participação nos problemas da comunidade ou da família é também muito importante para a solução deles. Os acontecimentos inesperados e até as divergências são sinais para nós de que algo precisa ser modificado. O essencial evolui, prospera, mas não muda e o que importa é que estejamos atentos (as) às sugestões do Espírito Santo. Se fizéssemos isto também em família! Tudo sob a assistência do Espírito Santo. Tudo direcionado pela sábia Palavra de Deus e proposto em oração. Será que somos lerdos e sem inteligência e nunca iremos aprender? ? – Você costuma pedir o auxílio do Espírito Santo nos trabalhos que realiza? – Que tal começar a fazer isto de agora em diante na nossa casa ou no trabalho? Podemos aprender a impor a mão sobre as pessoas e pedir ao Espírito que mostre qual a  função de cada um! 

Salmo 32 – “Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!”
O Senhor está sempre atento às nossas necessidades e tem o Seu olhar pousado sobre todos nós que O tememos e nele esperamos. Ele nos alimenta nos tempos de solidão e penúria e o Seu amor nos fortalece e nos edifica. Por meio de cada um de nós é que a Sua graça transborda em toda a terra, pois somos Seus instrumentos e soldados do Seu exército de amor. Aleluia!

Evangelho – João 6, 16-21 – “quando o mar está agitado”

Neste Evangelho ressalta aos nossos olhos alguns sinais que nos servem de orientação para a nossa travessia no mar da nossa vida! Anoitecia e os discípulos desceram ao mar, sozinhos; estava escuro e durante o cruzamento soprava um vento forte, por isso o mar estava agitado; os discípulos já tinham remado bastante; e Jesus ainda não tinha vindo ao encontro deles! Fazendo um paralelo com a nossa vida, verificamos que mar está agitado quando as coisas e os acontecimentos estão fora dos padrões normais; que nos sentimos na escuridão quando não conseguimos enxergar uma saída para os nossos problemas. Já remamos muito, já tentamos tudo, no entanto, não sentimos paz e entramos em desespero. Se pararmos para pensar, na maioria das vezes que isto acontece nós também estamos indo para o “mar”, isto é, assumindo compromissos, em hora imprópria, por nossa conta. Muitas vezes nós entramos na “barca”, e enfrentamos os trabalhos e tomamos as decisões sem esperar por Jesus. Não estamos orando, não refletimos a Sua Palavra e queremos resolver tudo sozinhos (as)!  Assim sendo, remamos por conta própria e a tempestade é consequência das nossas deliberações equivocadas e as coisas não dão certo porque estamos confiando em nós mesmos (as). Escolhemos estar sozinhos (as), talvez porque  não nos importemos muito em saber a opinião do Senhor,  se é hora para ir ou para ficar. Na maioria das vezes nos antecipamos e traçamos os nossos planos, os nossos projetos sem esperar pelas sugestões do Espírito Santo que conhece melhor o caminho pelo qual vamos cruzar. Então o inesperado acontece: durante o percurso que escolhemos o mar encontra-se agitado e a tempestade nos surpreende. O vento nos tira do sério e nós ficamos aflitos (as) e angustiados (as). Assim como os discípulos nós não percebemos que a barca já se encontra bem perto da margem e que Jesus está por perto nos rondando e sabe o que se passa conosco! Ele chega “andando sobre as águas”, vencendo as nossas dificuldades empunhando na mão a vitória que conquistou para nós, mas nós também ainda não acreditamos na Sua intervenção e O confundimos com as pessoas comuns. Temos medo quando Jesus se aproxima de nós! Se, na hora das nossas tribulações, procurássemos enxergar a Jesus e ouvir a Sua voz não padeceríamos tantas aflições. Ele hoje também nos fala: “Sou eu “Não tenhais medo!” Precisamos distinguir a Sua voz e acolhe-Lo com alegria e sem temor. O encontro com Jesus requer compromisso com Ele por meio do nosso testemunho para o mundo de fé e de confiança.  Mesmo que passemos por tempestades podemos estar certos de que estamos perto da praia e que Jesus recebe a nossa barca e a coloca em lugar seguro. –  Alguma vez você já viveu essa situação?  - Você reconhece a voz de Jesus no meio do mundo? - Você também tem enfrentado as dificuldades sozinho (a)? – Você leva sempre Jesus na sua barca ou algumas vezes O tem esquecido na praia? 

3 comentários:

joao lessa disse...

NOSSO DEUS E NOSSO PAI PERDAO POR MEUS PECADOS E PELOS PECADOS DO MUNDO,OBRIGADO POR TUDO QUE SOU POR TUDO QUE TENHO,IRMAOS E IRMAS QUE A PAZ ESTEJA COM TODOS,QUE CAMINHEMOS SEM DEIXAR JESUZ NA PRAIA,AI ESTA A SOLUÇAO PARA TANTOS PROBLEMAS,TOMEMOS UM RUMO AMEM

Jose Maria Nascimento disse...

Obrigado Senhor, obrigado Helena !!!

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário