.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 18 de abril de 2017

-A QUEM PERDOARDES SERÃO PERDOADOS-José Salviano

2º DOMINGO DA DA PÁSCOA
23 de Abril de 2017
Cor: Branco
Evangelho - Jo 20,19-31


19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana,
estando fechadas, por medo dos judeus,
as portas do lugar onde os discípulos se encontravam,
Jesus entrou e pondo-se no meio deles,
disse: 'A paz esteja convosco'.
20Depois destas palavras,
mostrou-lhes as mãos e o lado.
Então os discípulos se alegraram
por verem o Senhor.
21Novamente, Jesus disse: 'A paz esteja convosco.
Como o Pai me enviou, também eu vos envio'.
22E depois de ter dito isto,
soprou sobre eles e disse: 'Recebei o Espírito Santo.
23A quem perdoardes os pecados
eles lhes serão perdoados;
a quem os não perdoardes, eles lhes serão retidos'.
24Tomé, chamado Dídimo, que era um dos doze,
não estava com eles quando Jesus veio.
25Os outros discípulos contaram-lhe depois:
'Vimos o Senhor!'. Mas Tomé disse-lhes:
'Se eu não vir a marca dos pregos em suas mãos,
se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos
e não puser a mão no seu lado, não acreditarei'.
26Oito dias depois, encontravam-se os discípulos
novamente reunidos em casa, e Tomé estava com eles.
Estando fechadas as portas, Jesus entrou,
pôs-se no meio deles e disse: 'A paz esteja convosco'.
27Depois disse a Tomé:
'Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos.
Estende a tua mão e coloca-a no meu lado.
E não sejas incrédulo, mas fiel'.
28Tomé respondeu: 'Meu Senhor e meu Deus!'
29Jesus lhe disse: 'Acreditaste, porque me viste?
Bem-aventurados os que creram sem terem visto!'
30Jesus realizou muitos outros sinais
diante dos discípulos,
que não estão escritos neste livro.
31Mas estes foram escritos para que acrediteis que
Jesus é o Cristo, o Filho de Deus,
e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome.
Palavra da Salvação.(CNBB).

Jesus  deu ao apóstolos o PODER DE PERDOAR OS PECADOS, e os sacerdotes os quais são continuadores da missão dos apóstolos, por sua vez herdaram este poder. Na Antiga aliança, além de pedir perdão diretamente a Deus pelos pecados, cada um tinha de oferecer a Deus um sacrifício, que era um animal. Na Nova Aliança, criada  pelo próprio filho de Deus, nós seguimos o que foi dito por Jesus: “Não quero sacrifício, mas sim, caridade”.  Isto significa que crendo nas palavras de Jesus, “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes, eles lhes serão retidos “, sabemos que o perdão dos nossos pecados só acontecerá mediante a confissão para o padre, seguida da absolvição.  Caso contrário, não estaremos perdoados. Foi o que disse Jesus.
“Que a paz esteja com vocês! Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio.

Em primeiro lugar, Jesus oferece aos apóstolos a sua paz. Paz tão desejada por cada um de nós, mas infelizmente, nem todos os viventes do mundo promovem a paz, mas sim, a discórdia.
A paz que em nossos dias está tão difícil! E por que isso está acontecendo? São várias as causas:
A principal delas é o fato de que muitos nos dias atuais estão indiferentes com relação a fé, e de terem se voltado contra Deus, seguindo seus caminhos com base no egoísmo e na ausência total de caridade. Em outras palavras, estão seguindo a satanás, e não a Deus!

As primeiras palavras de Jesus ressuscitado ao entrar no lugar onde os apóstolos estavam com as portas e janelas fechadas, foram de PAZ.
E num gesto de sopro de vida nova, foi o sopro do Espírito Santo, que Jesus derrama sobre os discípulos. E neste gesto simbólico, respeitando a cultura dos antigos que acreditavam que o vento que balançava as folhas das árvores não era vento, mas sim o Espírito de Deus, Jesus transfere para eles a responsabilidade de continuar a sua missão DE PAZ E DE SALVAÇÃO pelo mundo inteiro numa continuação do seu trabalho. E entre os continuadores da missão de Jesus, estamos eu e você.  E quando  Jesus lhes diz: “Recebam o Espírito Santo.” A partir deste momento a sua missão é transferida para os discípulos, os quais terão de manifestar Deus em suas ações e palavras. Isto é, viver e ensinar o Evangelho.
          
Ao adentrar naquele lugar onde estavam os discípulos com as portas fechadas, Jesus  prova que a sua ressurreição foi um fato histórico. Jesus saíra do túmulo de um modo inexplicável para a inteligência humana, e está aí a preocupação de que o seu corpo tivesse sido roubado. Mas ninguém o tirou do túmulo. Simplesmente Ele evaporou, Ele  desapareceu, deixando os panos que o cobriam!
             
Portanto, ao contrário do que pensam muitos niilistas, ou incrédulos, a ressurreição de Jesus não foi uma invenção dos apóstolos, mas sim, UM FATO HISTÓRICO!  Ainda hoje existem pessoas afirmando que  Jesus somente apareceu aos seus amigos e parentes. Portanto,  a sua ressurreição foi forjada, inventada por aqueles  que insistiam em afirmar a sua divindade.
           
Errado!   As primeiras testemunhas da ressurreição de Jesus, foram os guardas do túmulo que lá pelas horas idas da madrugada, após darem uma cochilada, por que ninguém é de ferro,  despertaram assustados com Jesus de pé na sua frente.  Estes mesmos guardas ficaram em desespero, pois certamente seriam acusados de terem facilitado o roubo do corpo do Mestre. Então foram imediatamente explicar tudo aos sumos sacerdotes, os quais, após saber da ressurreição de Jesus pela boca dos guardas do túmulo, fizeram uma breve reunião, e em seguida  ofereceram uma grande quantia em dinheiro aos guardas para que eles mentissem, para que eles dissessem que o corpo de Jesus havia sido retirado do túmulo pelos seus familiares, enquanto eles dormiam.
           
Jesus ressuscitado não só apareceu aos amigos e parentes, mas sim a pessoas que nunca o tinham visto em sua vida, como o fato histórico ocorrido na estrada de Damasco, onde, segundo Paulo,  o ressuscitado apareceu a 500 pessoas de uma só vez.
           
Várias foram as testemunhas que comeram e beberam com Ele após ressuscitar. E você, minha irmã,  meu irmão, não seja incrédulo, mas sim,  ACREDITE!
           
Tomé são todos aqueles que hoje duvidam, e depositam sua esperança e sua confiança no dinheiro, no possante motor do seu carro, no seu fuzil, na sua faca, nas artes marciais, no seu poder político, em vez de acreditar e confiar em Deus!
            
Tomé representa todos aqueles que só acreditam vendo, tocando e sentindo, apesar do instinto religioso ser uma força existente  nas nossas mentes, hoje ele se encontra  abafado,  pelas mentiras fantasiosas  divulgadas no mundo pagão que faz de tudo para apagar da nossa mente a crença em um Deus uno e trino.
           
Nós que cremos nos mistérios de Deus, podemos nos considerar felizes de fato. Pois, ao contrário de Tomé, acreditamos sem nunca ter visto Jesus.
           
Tomé não estava presente na primeira aparição de Jesus ressuscitado, e portanto, ele não acreditou  no testemunho de seus companheiros e declara categoricamente que só acreditaria se tocasse nas feridas de Jesus.  Jesus reaparece uma semana depois do mesmo jeito, com todas portas fechadas, e se dirigiu primeiramente ao incrédulo dizendo: "Tomé. Ponha aqui o seu dedo, e veja as minhas mãos. Estenda a mão e ponha no meu lado. Pare de duvidar, e creia!”
           
Então o milagre da conversão aconteceu a Tomé! E eis a sua reação:  " Meu senhor e meu Deus."
           
O cristão deve fazer ressoar esse grito em qualquer lugar onde se encontre, já que todo cristão é Igreja, todo batizado é um catequista.  Todos nós, de alguma forma, somos a voz de Jesus Cristo no meio do mundo.  Ninguém deve se considerar fora dessa missão. Ninguém deve pensar que a salvação do mundo está a cargo dos sacerdotes,  freiras e catequistas. Pois somos todos responsáveis pela salvação do nosso irmão, da nossa irmã.
           
Minha irmã, meu irmão. Não seja um cristão egoísta preocupado somente com a sua salvação.
           
A primeira leitura nos mostra como viviam os primeiros cristãos.  Super ligados na palavra de Deus, na participação diária da Eucaristia, na prática diária da caridade e oração em grupo e individual, sempre unidos no louvor a Deus e  desapegados dos bens materiais.
           
Caríssimos. O que está nos impedindo de fazer o mesmo? Será que é o medo do que possam pensar os nossos vizinhos? Os nossos parentes? O namorado? A namorada?
           
Será que os primeiros cristãos tinham dificuldades como nós? É claro que tinham! Todo mundo tem problemas. Porém, à medida que nos entregamos a Deus, à medida que deixamos Deus governar a nossa vida, dirigir os nossos passos, os problemas são coisas insignificantes. Ah! Você duvida? Então, meu caro, EXPERIMENTE  FAZER ISSO!
           
O significado da ressurreição de  Jesus cristo foi muito mais do que o comércio tenta interpretar.   A ressurreição de Jesus foi  a justiça de Deus vencendo a injustiça dos homens. Foi a glória daquele que foi humilhado, foi a vitória do derrotado e o sucesso do fracassado.
           
Meus irmãos, minhas irmãs. Nós também precisamos ressuscitar.  Pois uns mais outros menos, todos nós estamos meio mortos ou mortos para Deus. Estamos muito vivos para os prazeres da comida, da bebida, da carne, do consumo, entre outros. Porém, não temos tempo, nem disposição para o mais importante, que é ressuscitar em Cristo Jesus. Viver em Cristo, com Cristo e por Cristo! Entregando a nossa vida a Deus, para que assim tenhamos vida em abundância!


Tenha um bom dia. José Salviano.



Um comentário:

ZETE disse...

Muito boa esse reflexão.

Postar um comentário