.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

-CORDEIRO DE DEUS-José Salviano

2º DOMINGO TEMPO COMUM

18 de Janeiro de 2015
Ano B

Evangelho - Jo 1,35-42


          Na PRIMEIRA LEITURA Deus chamou Samuel por três vezes e Samuel não percebeu a presença do Senhor e pensou que quem o chamava era Eli. Quantas e quantas vezes Deus já nos chamou e não entendemos nada, não ouvimos sua voz, e por isso não respondemos ao seu chamado e seguimos a nossa vida segundo o nosso egoísmo?
          Porém isso aconteceu porque Samuel ainda não conhecia o Senhor, ainda não havia sido tocado pela sua palavra.  Cabe a nós conhecedores da palavra de Deus, tocar os nossos irmãos levando a eles a palavra, para que quando Deus os chamar, eles percebam a voz do Senhor.
          E quanto a nós, é bom que fiquemos atentos ao chamado de Deus que pode nos vir a qualquer instante: Através de um fato, de uma tragédia, de uma pessoa.
          A cada coisa que nos acontece, devemos perguntar: Senhor, és tu? És tu que me falas? O queres que eu faça? O que estás me dizendo com isso que me está acontecendo? Fala-me Senhor que estou pronto para ouvir-te! Fala que o teu servo escuta! Fala meu Deus pois quero ouvi-Lo e segui-Lo!
Pelo  SALMO 39 Deus não está exigindo ou pedindo sacrifícios, ofertas, holocaustos nem vítimas pelos nossos pecados. Mas sim, que façamos a sua vontade. Ele está pedindo que guardemos e pratiquemos a sua palavra, sua lei e sua justiça. Mas não guardemos somente para nós, mas sim que a anunciemos aos nossos irmãos e irmãs.

Na SEGUNDA LEITURA, Paulo nos lembra que o nosso corpo NÃO foi feito para a imoralidade, e que quando usamos o nosso corpo para nos divertir, estamos falhando com o Plano de Deus, o qual nos deu um corpo para ser habitado pelo Espírito Santo. E também que o nosso corpo não nos pertence. A nossa própria vida não nos pertence. Estão enganados ou iludidos aqueles ou aquelas que dizem aos jovens: O corpo é seu. Faça dele o que bem quiser!
          Uma prova de que estas frases compõem uma grande mentira, uma enganação, são as consequências  advindas do mau uso da nossa liberdade com relação ao nosso corpo. Aqueles que vivem para o corpo pelo corpo e com o corpo, colhem frutos desastrosos com o passar do tempo. Todos que intoxicam os seus corpos com bebidas ou substâncias químicas alucinógenas com o objetivo de se divertirem de forma ilimitada, mais cedo ou mais tarde percebem tarde demais que destruíram suas vidas, destruíram a vida de seus corpos.
          A sexualidade foi colocada em nossos corpos para a preservação da espécie, mas muitos a usam egoisticamente e somente para a diversão. E é decorrente desta libertinagem  que colhemos frutos de tragédias, morte do corpo e da alma, e a nossa própria condenação!  Será que valeu a pena?  "Crescei e multiplicai-vos" está sendo interpretado de forma distorcida pela humanidade sem limites contaminada pelo mundo sem Deus!
          Os nossos corpos são membros de Cristo e templo de Deus. Portanto, felizes são aqueles e aquelas que respeitam a presença do Espírito de Deus em seus corpos. Felizes são todos que oferecem os seus corpos para o serviço do Reino de Deus. Felizes são os que fogem de toda imoralidade e de todas as ocasiões de pecado!
          Por outro lado, nos tempos atuais por mais santos que sejamos, fica muito difícil do ponto de vista humano, fugir de toda imoralidade, fugir de toda essa sensualidade que aí está.  Somente com Deus, com Eucaristia, e muita oração é que podemos vencer toda essa avalanche de pornografia,  que nos cercam e podem nos arrastar como as águas das chuvas fortes. Por toda parte avistamos corpos desnudos, cenas, palavras, frases, convites, cantadas, e todo tipo de tentação que pode  nos conduzir a queda.
           O CELIBATO está voltando à tona das discussões. Rezemos para que o Espírito Santo ilumine a ala  conservadora da Igreja, ao ponto deles perceberem que com o celibato estamos é perdendo padres e perdendo fiéis por causa dos escândalos, provocados não pelo desequilíbrio e fraqueza dos nossos ministros, mas pela farta e constante tentação em volta deles.  O espírito é forte, a fé e a vontade de servir ao Reino é grande, porém a carne é fraca diante de tantas sugestões de prazer!
          Por isso o celibato precisa ser repensado, que tal ser OPCIONAL?  PARA SANAR A QUESTÃO ECONÔMICA DO NOVO PADRE, NOS ESPELHEMOS NA VIDA DA LEIGA E DO LEIGO. Eles trabalham, sustentam a  família, ao mesmo tempo que se dedicam aos serviços da Igreja.  E nesse trabalho, eles não têm tempo de pensar em aventuras sensuais... O pouco tempo que dedicam a Deus, é denso, concentrado e dedicado.  Enquanto que o padre tendo todo o tempo para dedicar-se, pode estar sendo atormentado pelo seu corpo que como ás águas represadas de um caudaloso rio, reclamam pela sua vazão!  Será que isso não vai dificultar a concentração plena aos serviços de Deus? Como pode vencer a toda pressão interna e externa com tão pouco tempo que lhe sobra para rezar?
          Entendo perfeitamente que os filhos dos padres casados podem apresentar sérios problemas e complicações para a própria Igreja. Mas Jesus garantiu que estaria conosco até o fim dos tempos e as portas dos infernos não se prevaleceria contra nós!
(Sei que terei retornos vibrantes por causa destas palavras. Mas antes de enviá-las, peço a que você que pense nas mudanças do mundo atual. A Igreja está acompanhando-as?)  
          No EVANGELHO, ao ver Jesus passar, João disse: "Eis o Cordeiro de Deus!".  O cordeiro era o animal preferido para o holocausto, onde era queimado em oferenda a Deus.  Todos os demais animais davam muito trabalho na captura, e faziam muito barulho após serem pegos. O Cordeiro, sofria e morria sem dar um só gemido. Ele suportava tudo sem reclamar.  Jesus foi assim!
          João Batista, como profeta iluminado, sabia que Jesus era o cordeiro de Deus, era a vítima que seria imolada, a oferenda dirigida ao Pai pelo perdão dos nossos pecados. Quando falamos assim, a impressão de que se tem, é que Jesus ao morrer pelos nossos pecados, nos deixou completamente  purificados e assim não precisamos mais nos preocupar com confissão. Tem até gente que diz: O padre é um homem qualquer.  Eu confesso direto a Deus.
          Errado. Pois Jesus disse aos primeiros padres: "Aqueles a quem vocês perdoarem serão perdoados. E aqueles que vocês não perdoarem, não serão perdoados."   
          Jesus morreu pelos nossos pecados.  Isso significa que O Filho de Deus ao mesmo tempo que provou sua divindade através dos milagres, Ele anunciou o Evangelho para que seguindo-o seremos salvos, e também nos deixou através da Igreja e dos sacerdotes, tudo o que precisamos para nos purificar periodicamente dos nossos pecados e assim alcançaremos um dia a glória eterna.
          Ao fazer isso,  ao enfrentar os líderes judaicos que o considerou um impostor, e ao combater as injustiças, Jesus foi condenado injustamente a morte de cruz. Portanto, Ele deu sua vida por nós. Deu sua vida ao lutar para que tivéssemos acesso à salvação através dos seus ensinamentos e dos meios que Ele deixou ao nosso dispor: Absolvição, Eucaristia, Batismo, Crisma, entre outros, os quais estão disponíveis a quem procurar, no seio da Igreja.
          Jesus disse a Simão Pedro: 'Tu és Simão, filho de João;
tu serás chamado Cefas' (que quer dizer: Pedra).
          Pedro foi a primeira pedra do alicerce o qual foi edificado a Igreja de Jesus Cristo. Outras igrejas surgiram depois, pois muitas são as cabeças, muitos são os modos de pensar. Respeitamos a todas , não nos julgamos os únicos candidatos a vida eterna pelo fato de pertencermos à Igreja Universal fundada pelo filho de Deus, porém, a verdade é que a Igreja Católica é a única que foi fundada pelo próprio Jesus, o Filho de Deus vivo.
          Somos todos filhos de Deus, e nunca devemos pensar que somos privilegiados, especiais, por sermos ricos, bonitos, inteligentes, e missionários.
Um bom e santo domingo para você e todos os seus.

José Salviano ( Por favor, reze pela minha saúde!... Obrigado.)

14 comentários:

Unknown disse...

José Salviano, Tenha fé em Deus, a sua saúde será coberta de bençãos pelas mãos divinas, este seu trabalho é maravilhoso e irá longe, porque Deus te proporcionou este chamado. Um abraço de quem te admira.

Severino Fernandes de Lima disse...

A nossa Igreja é obra do Espirito Santo. A prova esta ai. Temos o Papa Francisco. Com uma mentalidade nova e santificada. Nós vamos ver as maravilhas que Deus vai introduzir na nossa Igreja.Você acertou na mosca, a tratar na sua reflexão, sobre o celibato. È preciso mais abertura. Mais tenho certeza que com o tempo vai acontecer. Fique com Deus.

Anônimo disse...

Com Deus a vitoria é certa. Confie e verás. ESTAMOS rezando por você.
CAPELA SANTO EXPEDITO.

Anônimo disse...

Que Deus te abençoe e que nossa senhora te cubra com o seu manto sagrado para que vc seja curado amei as suas reflexoes obrigado por vc ser esta pessoa tao iluminada

Anônimo disse...

Acredite irmão, você sempre inspirou-me com suas reflexões a ter mais fé e contemplar o quanto Deus é grande em nossas vidas, e com você não será diferente. O pai que tudo pode ha de te agraciar com muito mais sabedoria para ser fonte de estimulo aos leigos. Que Deus te abençoe sempre!

Anônimo disse...

Em meio a tantas informações que nos perturbam,é um prazer poder contar com pessoas que se dedicam a nos explicar as escrituras.É certo que nossa fé católica nos ensina que nosso DEUS está no meio de nós,mas muitas vezes fraquejamos, e duvidamos quando a tribulação nos acomete.Que vc irmão perceba a presença de nosso PAI DO CÉU te carregando no colo nesse período de fragilidade na saúde,te confortando,consolando e curando.conte com minhas orações.DEUS TE ABENÇOE.

Anônimo disse...

Não acredito que o motivo dos escândalos que nossa Igreja Católica vive seja por causa do Celibato. Qualquer criança do sexo masculino que você perguntar, ela saber que padre não pode casar, então antes de ser ordenado o futuro padre saber que ele tem que fazer um opção. Os motivos desses escândalos são outros. Os seminários deveriam prestar mais atenção em quem eles aceitam lá dentro. Tem muitos outros casados que traem suas esposas e até mesmo outros que mantêm relação sexual com outros homem e sendo casados. Então o problema não é o celibato, pois têm muitos padres celibatários sérios e comprometidos que não concordam com o do celibato.

Anônimo disse...

Que pena senhor Salvino. O Senhor tem a oportunidade de falar em uma a página católica e, nesta página suscita dúvidas em relação ao que pensa aIgreja sobre a questão do celibato. A Igreja Católica tem 2000 anos. Você já pensou se todas as vezes que acontecesse um escandalo ou crise por causa dos homens a Igreja mudasse. Com certeza a Igreja não mais existiria. Nunca se esqueça esta é a Igreja pecadora, por causa de nós homens e mulheres e santa por causa de Jesus Cris que para sempre permanecerá firme sustentando e animando também com a ação de Espirito Santo de Deus. Lamento muito Sr. Salvino, será que o Sr. não deveria repensar o seu modo de ser Igreja,

Anônimo disse...

O Celibato é uma graça, é um dom, uma bençao, o problema nao é o celibato, é a falta de caráter. Nao compartilho de sua opniao... se o celibato nao fosse inspirado por Deus nao faria parte da Igreja... ate onde eu sei os padres estao felizes em ter a graça de oferecer a Deus as suas vidas e renunciar a tudo por amor... Olhe a vida dos santos que foram padres... quando foi que algum deles foi contra o celibato? Penso que essa soluçao de abolir o celibato por causa de alguns sacerdotes infiéis à sua vocaçao e que causam escandalos nao tem fundamento.... Se é essa a justificativa entao se tera que liberar as drogas por causa dos que se drogam, a bebida por causa dos que se embriagam... Nao é pq alguem é infiel que se tem que abolir o celibato, pelo contrario...o problema nao esta no celibato, mas na infidelidade... nao adianta tirar os semafaros para que os carros nao sejam muitados... As infraçoes continuaram acontecendo....e talvez piorem muito.... é um problema de fidelidade... nao tem nada de errado no Celibato...pelo contrario... Ele é querido e abençoado por Deus....o padre é chamado a viver como Cristo e Cristo nao se casou para poder fazer a vontade de Deus plenamente, assim como Cristo foi, o padre deve ser: pobre, casto e obediente....pense nisso...

Anônimo disse...

Alguns homens e mulheres casados traem ....so por isso o casamento estar fundo poço...como elas sâo casados acabado tendo traição, fraqueza....não vamos acabar com matrimonio.....assim com celibato...tem padres convardes,,,,tem esposas e esposos corvades...quie não consegues ir frente da sua vocação acaba traindo...tem que ser sinceros....agora pq tem algum padre que não leva serio sua vocação que tem que acabar com celibato...pq tem algum casamento que não são levado serio que vamos acabar com sagramento do matrimonio? Antes de falar importante fazer uma reflexão...eu acredito na vocaçâo presbiteral...acredito vocaçâo matrimonial

Batista Rios disse...

Salviano: ao seu apelo não posso ficar inerte. E de pronto invoquei o poder de Deus sobre a sua cura. Pedi-Lhe que estendesse a sua mão poderosa sobre você e que sua misericordia flua em forma de bisturi. E que lhe trate e que lhe cure. AMEM.

Ude Macedo disse...

Como a Igreja é guiada pelo Espírito Santo, Ele pode soprar mudanças. O que eu sei é que excelentes pessoas inteligentes e até vocacionados desistiram de ser padres com receio de não ser fiel ao CELIBATO. Sou da opinião do SALVIANO - deixar livre, opcional. Vejo tantos pastores evangelizando com ardor e tendo família. A solidão do sacerdote é muita doída, ele sofre. A Igreja sob a luz do Espírito Santo poderá mudar sim, e pra melhor.

Ude Macedo disse...

Como a Igreja é guiada pelo Espírito Santo, Ele pode soprar mudanças. O que eu sei é que excelentes pessoas inteligentes e até vocacionados desistiram de ser padres com receio de não ser fiel ao CELIBATO. Sou da opinião do SALVIANO - deixar livre, opcional. Vejo tantos pastores evangelizando com ardor e tendo família. A solidão do sacerdote é muita doída, ele sofre. A Igreja sob a luz do Espírito Santo poderá mudar sim, e pra melhor.

Unknown disse...

Tem pessoas que quer comparar uma vida sacerdotal com a vida de um pastor evangélico. Um sacerdote estuda e prepara para esta missão de 10 a 16 anos, um pastor evangélico de um dia para o outro ele se torna pastor, casa e descasa quantas vezes queira, imagine um sacerdote fazendo o mesmo, como ficaria o MATRIMONIO perante a IGREJA CATÓLICA?

Postar um comentário