.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

“EIS O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO!” – Olívia Coutinho



II DOMINGO DO TEMPO COMUM

Dia 19 de Janeiro de 2014

Evangelho de Jo 1, 29-34

O mundo requer urgentemente de pessoas que façam a diferença, de homens e mulheres comprometidos com o evangelho, que assim como João Batista,  apontem algo  novo, renovador, no sentido de  suscitar sentimentos novos nos corações desesperançados. É grande a necessidade de profetas que devolva  a esperança ao  povo sofrido, que  não se calem diante das injustiças, que estejam  dispostos a dar a vida se preciso for, pela causa do Reino!
João Batista, o grande profeta que anunciou a vinda do Messias, desempenhou um papel importantíssimo na história salvação, foi ele que  convenceu o povo da necessidade da conversão, abrindo caminho para que Jesus pudesse  entrar no coração humano!  O próprio Jesus o reconhece como sendo ele, o maior dentre os nascidos de mulher, (Lc 7,28).  
João Batista veio dar testemunho  da luz, foi ele quem  preparou o encontro do  humano com o Divino! A partir do seu testemunho, Jesus é reconhecido como O Messias, O Filho de Deus!
Depois de ser apontado por João Batista, como sendo Ele o Cordeiro de Deus, Jesus começa  a formar a sua comunidade apostólica, tendo como seus primeiros seguidores, os discípulos de João. É graças ao testemunho desta pequena comunidade que conviveu diretamente com o Cordeiro de Deus, que  hoje, também nós, podemos  viver  e dar testemunho da ressurreição de Jesus!
Jesus é apontado por João,  como Cordeiro, símbolo da mansidão, o que não significa passividade e sim, entrega de vida para o resgate da humanidade corrompida  pelo pecado.
João Batista foi um grande exemplo de quem viveu exclusivamente a vontade de Deus, ele não se acomodou nas tradições do seu povo, pelo contrário,  buscou algo novo, fazendo- se  anunciador  das realizações das promessas de Deus, anunciando  um tempo de graça que traria  um sentido novo para a  humanidade que  se  distanciava de sua verdadeira origem.
 Assim como João Batista, nós também viemos a este mundo com uma missão: realizar a vontade de Deus na vivencia do amor, cultivando em nossos corações a disposição de  renovarmos a cada dia. É  com o nosso testemunho de fidelidade ao projeto de Deus, que  apontamos Jesus ao outro.
João Batista experimentou durante a sua vida terrena, a força dos dois lados do coração humano: a força do amor capaz de resgatar vidas, e a força do ódio que o levou a morte. Tiraram a vida de João Batista, mas não conseguiram calar a  voz do profeta, sua voz  continua  ressoando nos ouvidos de cada geração: “Convertei-vos e crede no evangelho”. “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.
O Evangelho de hoje, nos apresenta uma belíssima profissão de fé, expressa em  três afirmações de João Batista: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”; “eu vi o Espírito descer, como uma pomba do céu, e permanecer sobre ele”; “eu vi e dou testemunho, este é o Filho de Deus”. 
João Batista não conviveu com O Messias, mas deu testemunho Dele, porque  acreditou na revelação de Deus que o enviou para anunciá-Lo! E nós, que recebemos o Espírito Santo no nosso Batismo, que convivemos com Jesus presente na Eucaristia, estamos dando testemunho Dele, como João Batista?
Colocar Jesus, como o centro da nossa vida, assim como fez João Batista, é pensar, é viver, é falar é mover-se em função do amor.
FQUE NA PAZ DE JESUS! - Olívia


3 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado por esta reflexão tão esclarecedora!
Paulo Roberto

Anônimo disse...

Linda reflexão. Foi-me muito esclarecrdora.

Anônimo disse...

Gostei muito da reflexão. Gostaria de partilhar nas celebrações da palavra em minha comunidade, pena que não consegui imprimir!

Postar um comentário