.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

“Se podes fazer alguma coisa...” - Diac. José da Cruz


SEGUNDA  FEIRA DA 7ª SEMANA DO TC  24/02/2014
1ª Leitura Tiago 3,13-18
Salmo 18(19),9 a “Os preceitos do Senhor são sempre retos, alegria  ao coração”
Evangelho Mc 9,14-29
                                       

Minha  equipe de teólogos debatedores vieram assim que solicitei, achei este evangelho muito interessante para um debate e uma reflexão em grupo.  Tonico, um jovem esportista  que atua na liturgia, saiu-se de cara com essa “Olha, o time titular formado por Jesus ,Pedro Tiago e João estavam  nesse momento voltando para casa, depois de terem estado na montanha onde Jesus se transfigurou. O restante que estava ali em meio ao povão, eram do segundo quadro e diante daquele desafio sentiram  o peso da responsabilidade...”
“Olha pessoal,  Jesus deu uma bronca geral, parece que ele ficou muito bravo!” – atalhou Dona Rosa,  que é da acolhida. Sentindo que a turma estava entusiasmada com o debate, observei que o evangelho apresenta um problema, provavelmente  ocorrido em uma das comunidades de Marcos, mais de 50 anos após a morte de Jesus.
A Catequista Aparecida chamou-nos a atenção para um detalhe “Gente ! Olha  o pouco caso do homem que pedia  pelo Filho, ele disse “Se podes fazer alguma coisa...”,parece que isso foi o que mais irritou Jesus”
Aparecida tinha razão, o homem estava  desesperado,mas também desanimado, na certa ouvira dizer tantas coisas  maravilhosas  sobre Jesus e seus discípulos, o marketing  sobre a comunidade era muito positivo, daí a decisão de levar seu Filho até lá. Mas como vemos no texto a decepção fora grande, e agora  estando diante de Jesus vai lhe dizer “Se podes fazer alguma coisa...”  que equivale a uma outra frase “ O Senhor pode mesmo ou  vai ser como teus discípulos que não tiveram sucesso?”
Roberto, da Pastoral do Dízimo, observou “Vejam bem a afirmação do homem, ele trouxe o Filho a Jesus, parece que havia nele a consciência de que Jesus age na ação pastoral da comunidade,  e mesmo que Jesus  não estivesse lá, naquele momento, a Comunidade dos Discípulos poderia dar um jeito  naquela situação. Mas tal não aconteceu”
A equipe  está na direção certa, a chave da reflexão está na resposta  do homem, diante da afirmativa de Jesus de que,Tudo é possível aquém crê.  “ Creio ! Vem em Socorro á minha falta de Fé”.   Os discípulos queriam fazer uma cura física, Jesus  oferece e realiza algo mais,  a libertação total  com a expulsão do Espírito mau. A frase determinante de Jesus não foi “Fica curado dessa  epilepsia” mas sim  “Espírito Mudo e surdo, eu te ordeno,  sai deste menino e não tornes a entrar nele!.
A Comunidade de Fé age com e em nome de Jesus, a Comunidade de  Fé não se restringe a curas físicas, mas oferece com Jesus a libertação total de tudo o que impede o homem de ouvir a Boa Nova e a proclamá-la.  A Comunidade de Fé, exatamente porque age em Cristo, como Ele,não fica indiferente diante das pessoas oprimidas pelo Mal, e oferece a elas a libertação, que é a verdadeira cura.


Um comentário:

Anônimo disse...

Excelente reflexão sobre o evangelho, isso nos mostra o quando é importante a partilha da Palavra, para que todos compreendam e vivam o que nos propõe o Evangelho. Deus abençoe

Postar um comentário