.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Atentos aos sinais dos tempos-Helena Serpa

14 de Novembro -  Sexta - Evangelho - Lc 17,26-37
2 João 1,4-9 – “quem vive nas asas do Espírito, ama”


Nesta carta São João nos recomenda a nunca esquecermos de que o amor consiste em  vivermos conforme os mandamentos de Deus. O mandamento de Deus é o amor. “Amemo-nos uns aos outros”! É este o mandamento que Jesus veio nos trazer e esta é também a ordem que Ele veio nos dar. No entanto, para que sejamos fiéis a esse mandato de Jesus precisamos permanecer firmes na Sua doutrina  e não ir além disso, seguindo a religiões e seitas que não   O têm   como fundamento.  Infelizmente, nós vemos o amor ser banalizado e, hoje também, há muita gente que confunde o verdadeiro amor. Prega-se um amor egoísta, que tenta satisfazer apenas materialmente a vida do ser humano porque não se baseia nos conceitos que Jesus veio nos ensinar. Quando não colocamos o amor de Jesus como centro das nossas ações e motivações  o nosso trabalho poderá tornar-se improdutivo. De outra forma, todo aquele (a) que vive no amor de Cristo, permanece na Sua doutrina  e, por conseguinte todo aquele (a)  que conservar-se na doutrina de Cristo, permanece no amor, consequentemente, possui o Pai e o Filho e há de ter uma vida fecunda. O Amor é o Espírito Santo e quem vive nas asas do Espírito consegue desfrutar do seu trabalho e receber a recompensa da vida em Cristo. A vida cristã só tem sentido se for vivida na prática do amor. – O que você entende por vivenciar o amor? – Você tem vivido na doutrina de Cristo? – Você possui a Deus, isto é, sente o Seu amor e a Sua presença? – Para você o que será viver nas asas do Espírito Santo?
Salmo 118  – “ Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!”

A lei do Senhor é a receita da nossa felicidade. Quem ama não peca! Quem procura viver na lei de Deus procura o próprio Deus e conserva no seu coração as palavras que livram do pecado. Que o Senhor abra os nossos olhos para que contemplemos as maravilhas da Sua Lei e a possamos vivê-la a cada dia da n/vida.
 Evangelho – Lucas 17, 26-37 – “atentos aos sinais dos tempos”
 Reportando-se aos dias de Noé e aos dias de Ló, isto é, aos acontecimentos em que a “terra foi destruída por um dilúvio” e  a destruição de Sodoma por uma “chuva de  fogo e enxofre”,  Jesus  nos alerta para que estejamos atentos aos sinais e às manifestações que Deus nos dá por meio dos fatos e acontecimentos do nosso dia a dia.  Muitas vezes,  no entanto, menosprezamos  e ignoramos o que tem acontecido ao nosso redor e no mundo como um todo, entendendo que os eventos sucedem muito longe de nós e, por isso,  estamos isentos das suas consequências. Porém, Jesus nos fala também no dia do Filho do Homem, designando o termo com o qual se referia a si mesmo, principalmente relacionado à sua segunda vinda. Assim como a mulher de Lot,   paralisada com o espetáculo do acontecimento, olhou para trás se convertendo numa estátua de sal quando fugiam para refugiar-se numa cidadezinha, nós também, se não tivermos atentos ao objetivo da nossa caminhada aqui na terra, seremos deixados de lado no dia do FILHO DO HOMEM.    Todos nós somos chamados (as) para participar do reino dos céus a todo instante, mas vivemos absortos (as) nos nossos projetos e  realizações e nos esquecemos de que a figura deste mundo irá passar e que a qualquer momento  poderemos ser intimados por Deus a repensar a nossa vida. Erroneamente  imaginamos que podemos dar um jeito na nossa vida na última hora e, assim, poderemos fugir de Deus. Queremos ser independentes e fazer da nossa existência o que a nossa vontade nos apontar. Entretanto, Jesus vem nos ensinar a estarmos atentos, assim como o vigia espera a aurora, ao dia em que voltará como Rei.    Jesus também nos adverte   que as nossas ações, assim como o nosso objetivo e o nosso ideal de vida nortearão o nosso futuro. “Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la; e quem a perde, vai conservá-la”. Não podemos fazer justiça com as nossas próprias mãos, nem tampouco serão os nossos méritos que nos darão a salvação. Quanto mais as nossas atitudes forem   de amor, de confiança e de entrega, mais estaremos perto de alcançar o nosso sonho, que é a vida nova que Jesus veio nos presentear. O Rei pode chegar a qualquer momento, e, vivos ou mortos, a Ele pertencemos, portanto, estejamos atentos (as) aos Seus sinais. - Você tem o coração vigilante para que aconteça em você o que Deus quiser? – Você se acha uma pessoa boa, merecedora de um bom lugar na vida e também depois, na outra vida? -  Você percebe os sinais de Deus nos acontecimentos da sua vida? 

 Helena Serpa

5 comentários:

José Maria Nascimento disse...

Obrigado!!!

Anônimo disse...

MUITO DIDÁTICO. GOSTEI MUITO. OBRIGADA.

francisco de assis pereira disse...

sua reflexão e´grande chamamento para observarmos os sinais di fim do mundo pena que ingnoramos

francisco de assis pereira disse...

sua reflexão é um grande chamamento para observarmos os sinais do fim do mundo pena que a maioria dos catolicos a ignoram

francisco de assis pereira disse...

sua reflexão é um grande chamamento para observarmos os sinais do fim do mundo pena que a maioria dos catolicos a ignoram

Postar um comentário