.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Somos chamados (as) a fazer parte da família de Jesus-Helena Colares Serpa

16/07/2016 – Sábado - Nossa Senhora do Carmo 

 “A celebração da memória de Nossa Senhora do Carmo, remonta ao século XIII, quando, no monte Carmelo, Palestina, começou a formar-se um grupo de eremitas. Estes, querendo imitar o exemplo do profeta Elias, reuniram-se ao redor de uma fonte chamada "fonte de Elias", e iniciaram um estilo de vida que, mais tarde, se estenderia ao mundo todo. Devido ao lugar onde nasceu este grupo de ex-cruzados e eremitas foi chamado de "carmelitas". A história nos assegura que os eremitas construíram também uma pequena capela dedicada a Nossa Senhora que, mais tarde, e pela mesma circunstância de lugar, seria chamada de "Nossa Senhora do Carmo" ou "Nossa Senhora do Carmelo". O título de Nossa Senhora do Carmo está unido ao "símbolo do escapulário". A presença de Maria com o nome de Nossa Senhora do Carmo foi se espalhando por toda a Europa, e esta devoção foi levada para a América Latina, na primeira hora da evangelização. Esta devoção, enraizada no coração do povo, está sendo resgatada, e os devotos de Nossa Senhora do Carmo aumentam cada vez mais. ”
(Texto retirado do site da Basílica N. Sra. Do Carmo   //www.basilicadocarmocampinas.org.br/devocao_historia.htm)

Zacarias -  2, 14-17 – “Somos também uma cidade que abriga o grande Deus ”

Pelas palavras do profeta Zacarias nós compreendemos que a cidade de Sião prognostica Maria, Aquela onde Jesus veio habitar e, da qual muitas nações se aproximarão para adorar o Filho de Deus.  Porque Maria foi escolhida para acolher no seu ventre, Jesus, a Salvação, muitas nações ainda hoje podem aproximar-se Dele por intermédio da Sua intercessão. Nós também, assim como Maria fomos escolhidos (as) como instrumentos de Deus para levar a todos os povos a salvação de Jesus com a Sua Palavra e os Seus ensinamentos. Somos também uma cidade que abriga o grande Deus descido do trono para visitar a terra e nos fazer participar da Sua glória. Por isso, também nos rejubilamos e nos alegramos! O Senhor habita no meio de nós e todos os que se aproximarem poderão conhecê-Lo.  – Você sente a presença de Deus? – Você se alegra por isso? – Você tem levado ao mundo essa alegria? - As pessoas percebem que o Senhor mora no seu coração? 

Salmo – Lucas 1 – “O poderoso fez por mim maravilhas, e santo é o seu nome!”

O Magnificat é o canto que Maria entoou ao visitar Santa Izabel e, expressa, a sua alegria pelas maravilhas que Deus realizou e realizará nela e através dela. Nós também podemos cantar com Maria este cântico de ação de graças e já nos proclamar também bem-aventurados (as)! O Senhor faz em nós, maravilhas, o Seu Nome é Santo!

Evangelho – Mateus 12, 46-50- “somos chamados (as) a fazer parte da família de Jesus”


Neste Evangelho Jesus nos conscientiza de que, a exemplo de Sua Mãe, todos nós somos chamados (as) a fazer parte da Sua família desde que, como ela, façamos a vontade do Pai. Sabemos que Nossa Senhora, desde a encarnação de Jesus até a Sua morte e ressurreição fez a vontade de Deus e soube confiar no Seu plano.  É chamada de corredentora, pois contribuiu para que todo o projeto salvífico se realizasse.  Fazer a vontade de Deus é, portanto, a condição que Jesus nos apresenta para que sejamos considerados membros da Sua família.  “eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. Jesus continua apontando para nós, como fez quando distinguiu os Seus discípulos. A vontade do Pai é que todos nós, pela Fé em Jesus Cristo, alcancemos a salvação e a vida eterna sem fim.  Seremos participantes da graça de filhos, de irmãos e irmãs, se, vivendo o nosso Batismo   estivermos abertos a fazer tudo conforme Deus nos manda realizar.  Portanto, hoje Jesus nos distingue como pessoas especiais, discípulos e discípulas dignos de ser chamados filhos de Deus Pai, tendo Maria como Mãe, irmãos Seus e motivados pelo poder do Espírito Santo, a fazer a vontade do Pai. - Você também se considera da família de Jesus Cristo? – O que você entende por fazer a vontade de Deus? – Você é discípulo (a) de Jesus? - O que falta para que você faça a vontade do Pai aqui na terra do jeito que ela acontece no céu? - Jesus aponta para você também quando pronuncia essas palavras?  

2 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine.

Anônimo disse...

o senhor e meu pastor e nada me faltara,JESUZ MANSO E HUMILDE DE CORAÇAO FAZEI NOSSOS CORAÇOES SEMELHANTE AO VOSSO.SENHOR UM DIA ESSE TEU POVO DE CABEÇA DURA HA DE CONVERTER,SE AMEM

Postar um comentário