.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

“...PODEIS BEBER DO CÁLICE QUE EU VOU BEBER?” – Olivia Coutinho

 
Dia 25 de Julho de 2016
 
Evangelho de Mt20,20-28
 
Para o mundo, ser grande é possuir bens, é ter poder, fama, enquanto que para Deus, ser grande, é tornar-se pequeno, um servidor do Reino!
Com a sua vida, Jesus nos ensinou  o caminho que nos leva a uma vida plenitude  que é o caminho da humildade e  do serviço!
O evangelho que a liturgia de hoje coloca diante de nós, nos convida a pautar a nossa vida no exemplo de Jesus, o grande missionário do Pai, que mesmo sendo Deus, se pôs a serviço de todos! “Sendo Ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo” (Fl 2, 6-7). “O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos” (Mc 10,45).
O texto  nos adverte sobre o risco que corremos, quando deixamos nos levar pelos os  interesses pessoais. É por esta fresta, que  o  egoísmo a ambição, vai entrando em nós, descaracterizando a nossa imagem e semelhança de  Deus! Quando estamos voltados  para os nossos próprios  interesses,  não enxergamos o outro, não temos escrúpulos  em passar por cima dele para alcançar o nosso intento
 Diz o relato, que a mãe dos filhos de Zebedeu,  ajoelhou-se diante de Jesus e  fez a Ele um pedido: “ Promete que meus dois filhos, se sentem um a tua direita e o outro à tua esquerda no teu Reino."  É interessante, que Jesus, não dirige a resposta este pedido, a mãe, e sim, aos filhos. Talvez, por  entender,  que aquela atitude, partindo de uma mãe fosse compreensivo,  afinal, toda mãe quer o melhor para os seus filhos, mas Jesus sabia que entre os discípulos havia uma disputa, de quem ocuparia os primeiros lugar no Reino dos céus. Jesus responde o pedido da mãe dirigindo-se aos filhos : “Não sabeis  o que estais  pedindo! Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?
Os dois discípulos responderam: “Podemos!” E como todos nós sabemos, esta  resposta deles, ficou  só nas  palavras, pois   pouco tempo depois, não somente os dois filhos de Zebedeu, como também os demais  discípulos,  abandonaram Jesus, justamente no  momento crucial de sua vida, o momento  da sua prisão.  
Ao contrário dos filhos de Zebedeu, devemos assumir a nossa missão sem querer algo em troca! A nossa missão, deve se desenvolver em clima de gratuidade, de humildade e de serviço. O próprio Jesus nos deu um grande exemplo de humildade e de serviço, ao se inclinar para lavar os pés dos apóstolos.
A vida de um seguidor de Jesus, deve ser marcada sim, mas não por títulos, e sim, pela vida de comunhão com Deus e com os irmãos, pelo serviço prestado em favor de um mundo mais justo e mais fraterno.
Descobrimos o verdadeiro sentido do nosso existir, quando tomamos gosto de nos entregar ao amor serviço, sem esperar por recompensa, afinal, não se busca recompensa do que se faz por amor!
A única recompensa que devemos esperar pelos serviços prestados na construção do Reino Deus é a alegria de sermos acolhidos no coração do Pai, que é o nosso verdadeiro lugar! 
Beber o cálice que Jesus bebeu, é carregar a  cruz de cada  dia, sem perder a fé! Podemos dizer, que este, é o grande desafio de um verdadeiro seguidor de Jesus! 
Que direção  estamos dando a nossa existência? Estamos de fato servindo o Reino de Deus, ou estamos querendo nos servir dele para nos promover?
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

Um comentário:

Edmundo Silva disse...

Boa noite Olívia, é com muita satisfação que leio as suas meditações.
Que a graça do Senhor esteja convosco.

Postar um comentário