.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Lição de solidariedade-Helena Serpa

01/08/2016 – 2ª. feira - XVIII semana do tempo comum -  Jeremias 28, 1-17 – “Deus tem um propósito quando permite que passemos pelo exílio
Nesta leitura vemos como o profeta Ananias, querendo agradar ao povo e ao rei, profetizava a paz, predizendo o fim do jugo da Babilônia, o que não era da vontade de Deus. Vemos também que o povo de Jerusalém deportado para a Babilônia ficou sob o jugo de Nabucodonosor durante todo o tempo previsto por Deus, não obstante as profecias de Ananias que foi desmascarado pelo profeta Jeremias e morreu por causa da sua infidelidade ao Senhor.  A missão do profeta é falar em nome de Deus a fim de exortar, admoestar, corrigir, consolar, animar e levar o povo a uma mudança de vida, a uma conversão interior. O profeta de Deus fala o pensamento Dele para converter os corações e levá-los a uma vida nova, nunca para assustá-los ou fazê-los acomodar-se com uma vida errante. No entanto, por causa do nosso livre arbítrio todos somos responsáveis pelas nossas ações e o resultado delas será uma vida de paz ou de guerra.  Hoje também há falsos profetas que predizem paz e guerra: nós, porém, devemos estar atentos, para não nos prendermos no que mais nos agradar.  Muitas vezes nos sentimos incomodados quando nos falam de guerra, isto é, de dificuldades, de renúncia, de sacrifício, de dor e sofrimento. O nosso desejo é que a nossa vida seja sempre um mar de rosas e que nunca haja contrariedades nem desencontros, no entanto nem sempre estamos contribuindo para que assim seja. Deus tem um propósito quando permite que passemos pelo exílio, por isso, devemos admitir que nem sempre é tempo de paz, mas sempre é tempo de conversão e de mudança de vida.  – Você tem acreditado nas “profecias” dos agoureiros? – Você tem a Palavra de Deus como luz para o seu caminho? – Ela tem sido instrumento para sua conversão?

Salmo 118 – “Ensinai-me a fazer vossa vontade!”
Com este salmo nós aprendemos a rezar pedindo a Deus que se cumpram em nossa vida os Seus ensinamentos. O mundo prega mentiras, mas com o auxílio da Lei do Senhor nós conseguiremos seguir o caminho da verdade, assumindo a realidade dos nossos atos: “Espreitam-me os maus para perder-me, mas continuo sempre atento à vossa lei!”  É o que diz o Salmo.

Evangelho – Mateus 14, 13-21 – “lição de solidariedade”
“Eles não precisam ir embora. Dai-lhes vós mesmos de comer! ”
Quando rejeitou a ideia dos Seus discípulos para que “despedisse as multidões” Jesus nos dá uma grande lição de solidariedade humana. Quantas vezes nós também queremos nos ver livres dos problemas e “despedimos” as pessoas porque se tornaram empecilhos à nossa missão, na medida em que temos dificuldades em caminhar com elas! Quantas vezes pessoas vêm famintas, precisando da nossa ajuda e fazemos vista grossa às suas dificuldades, crendo que não somos capazes de ajudá-las, pois, temos muito pouco tempo ou mesmo porque achamo-nos pequenos e limitados! O Senhor nos manda sentar para que possamos parar e refletir sobre a nossa vida, partilhando e dividindo com as outras pessoas os nossos planos e sonhos. Tudo isso, dentro da perspectiva de Deus e à luz da Sua Palavra e dos Seus ensinamentos. Hoje também, como ontem, há espaço, ocasião, oportunidade para que, reunidos, possamos, como os discípulos, descobrir os nossos dons, talentos, aptidões, riquezas e bens espirituais, que são os nossos cinco pães e dois peixes.     Ao tomar os pães e os peixes nas mãos e dar graças ao Pai, Jesus nos deu o exemplo de como poderemos multiplicar os nossos talentos.  Recebemos de Deus a vida! Temos muito o que doar: saúde, paz, alegria, juventude e a nossa capacidade de olhar, de sorrir, de cantar, de amar, de sonhar e de desejar.  – Você também tem inclinação a querer eliminar da sua frente aquelas pessoas que lhe “dão trabalho”? - De que você dispõe para alimentar a multidão que procura pão? -  A quem Jesus lhe manda hoje, oferecer o pão da Palavra? – Você tem sentado com as pessoas para partilhar a sua vida?  - Você tem colocado nas mãos do Senhor os seus talentos e os seus dons?


5 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te ilumine e abençoe.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Anônimo disse...

SENHOR MUITO OBRIGADO POR TUA SANTA PALAVRA QUE NOS ANIMA E CONVIDA,NOS A FAZER O QUE E PRECISO PARA AMENIZAR A DOR E A FOME DE NOSSOS IRMAOS.FZEMOS O QUE O SENHOR NOS PEDI E SEREMOS FELIZES E FAREMOS OS DEMAIS TAMBEM FELISES.

Elza &Ricardo disse...

E quando a gente já fez de tudo para agradar, compartilhar, acolher, aJudar e, simplesmente foi ignorado, posto de lado, tratado com indiferença; de modo que de tanto levar desaforos, decidi me afastar... não sei como mais lidar com isso. É tudo o que eu não queria.
Estas reflexões muito me ajudam - Deus continue os abençoando!

Elza &Ricardo disse...

E quando a gente já fez de tudo para agradar, compartilhar, acolher, aJudar e, simplesmente foi ignorado, posto de lado, tratado com indiferença; de modo que de tanto levar desaforos, decidi me afastar... não sei como mais lidar com isso. É tudo o que eu não queria.
Estas reflexões muito me ajudam - Deus continue os abençoando!

Postar um comentário