.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

O joio no meio do trigo-Helena Serpa

23/07/2016 - Sábado – XVI semana do tempo comum – Jeremias 7, 1-11 – “qual tem sido o resultado das ações do nosso dia a dia?”
 A palavra do Senhor por meio do profeta Jeremias vem hoje nos fazer refletir sobre a nossa condição de cristãos que vamos ao templo para adorá-Lo, no entanto, não nos importamos em examinar a nossa consciência para perceber qual tem sido o resultado das ações do nosso dia a dia. Nós também, não poucas vezes, tranquilamente nos dirigimos para a casa do Senhor achando que nenhum mal nos foi infligido diante da nossa conduta e das nossas obras injustas e ficamos satisfeitos (as) em render louvores a Deus com a boca, enquanto no nosso coração há morte, roubo, adultério, palavras mentirosas e tudo isso de que fala o profeta. O próprio Deus nos revela que enquanto não melhorarmos nossa conduta e não fizermos valer a justiça uns com os outros, não conseguiremos habitar no lugar onde Ele está. Isto significa que o pecado nos afasta de Deus e, por isso, não conseguimos ter uma verdadeira intimidade com Ele, mesmo que todos os dias entremos no templo para adorá-Lo. A menos que façamos uma reflexão profunda de como está o nosso coração para perceber as “pequeninas más ações” que praticamos, as “astutas mentirinhas” que saem dos nossos lábios, os pensamentos malvados que exercitamos “sem nenhuma má intenção” e coloquemo-nos diante do Senhor, arrependidos, com certeza não conseguiremos habitar com Ele na Sua Santidade. No entanto, o Senhor não quer a nossa morte, por isso, Ele nos envia mensageiros e não descansa enquanto não atendermos às Suas sugestões. É no santuário do nosso coração que o Senhor nos espera para adorá-Lo. Antes de qualquer movimento, precisamos Lhe pedir que nos conceda mãos limpas e um coração puro, que Ele arranque a vaidade e nos ensine a amar a fim de que possamos desfrutar do fulgor da Sua presença dentro de nós e, assim, gozar da Sua intimidade. Sabemos que sempre seremos pecadores necessitados da misericórdia de Deus, no entanto com a Sua graça nós podemos nos vigiar para não cairmos nas “pequenas” TENTAÇÕES DO DIA A DIA. – Você examina o seu coração antes de ajoelhar-se para adorar o Senhor? – Em que essa palavra poderá ajudá-lo? – Quais são os frutos de santidade que o ato de adorar a Deus lhe fizeram produzir? – Você também precisa mudar de conduta?


Salmo 83 – “Quão amável, ó Senhor, é vossa casa!”
O salmista retrata a saudade que a nossa alma sente do tempo em que vivia pertinho de Deus. Todos nós somos obras do Senhor e viemos de dentro do Seu coração, era lá que a nossa alma habitava. O pecado tomou conta do nosso ser e, por isso a nossa alma desfalece de tristeza e anseia pelos átrios do Senhor. Enquanto vivermos aqui na terra esse sentimento nos acompanhará, pois aqui não encontramos abrigo, mas somente um vislumbre do que já vivemos. No entanto, a esperança permeia o nosso coração e, enquanto caminhamos aqui, podemos render louvores ao Senhor, pois o nosso futuro lar já nos foi garantido.

Evangelho – Mateus 13, 24-30  “ o joio no meio do trigo ”

Neste Evangelho Jesus nos conta a parábola do joio e do trigo e nos dá entendimento do que aconteceu com o homem e a mulher, criados por Deus. Eles receberam de Deus a boa semente do reino a fim de que, desde já, pudessem desfrutá-lo. No entanto, seduzidos pela astúcia da serpente, que é o demônio e príncipe das trevas, desobedeceram ao Criador, por isso, lhes foi inoculada a semente do mal, o germe do pecado, que os separou da graça da Santidade de Deus Pai. Por essa razão, hoje também, nós sofremos as consequências devastadoras da ação do diabo que deseja nos arrancar do nosso desígnio de filhos de Deus e, por isso, muitas vezes, nos sujeitamos e nos deixamos levar pelas suas astúcias. Como fez a serpente no paraíso, o inimigo de Deus também hoje age nos atraindo com mentiras que nos acenam, com propostas de sucesso, de enriquecimento, de felicidade sem sofrimento e nós caímos, achando que tudo isso é muito bom e que não há mal nenhum em que desejemos obter o que ele nos propõe. Porém, quando consentimos em aceder às sugestões do Mau, nós vamos nos afastando da fonte do Bem que está dentro do terreno do nosso coração e terminamos por cometer as abominações que não estão contidas no projeto do reino de Deus. Por isso, Jesus nos adverte, a   fim de que possamos mensurar o que no nosso coração, é de Deus ou do inimigo de Deus. Constatamos, mais uma vez, que Deus não deseja nos condenar, por isso, espera com paciência as nossas resoluções, abrindo os nossos olhos para enxergarmos as “luzes obscuras do inimigo” que tenta nos ofuscar a mente para que não percebamos o nosso erro, principalmente quando dizemos que não temos pecado, pois somos pessoas de bem. Com certeza, Deus sabe que nos criou para o bem, que fomos feitos por amor e que o nosso maior compromisso é com Amor. Todavia, porque fomos fragilizados pelo pecado, estamos sujeitos a cada momento, a escorregar nas “cascas de banana” do diabo e cair na lama do desamor. Dentro de nós há o trigo, mas também há o joio, que se confundem. Por isso, precisamos ter muito cuidado e deixar que o Espírito Santo avalie as propostas que nos fazem e nos dê sabedoria para administrar a nossa vida.  Assim, então, ao chegar o tempo da colheita haverá em nós somente trigo a recolher e  seremos benditos no Reino dos céus. – Como está o terreno do seu coração? – Há joio se confundindo com o trigo? – Você consegue distinguir as propostas que lhe são feitas pelo inimigo? – Nos lugares onde você tem frequentado existe mais trigo ou mais joio? – Você percebe a paciência de Deus para consigo? – O que você precisa fazer para quando chegar o tempo da colheita?   

3 comentários:

Anônimo disse...

SENHOR EU LHE AGRADEÇO PELA PACIENCIA PARA COM OS VOSSOS FILHOS,OBRIGADO POIS DE TUDO FAZES PARA,PARA QUE TEUS FILHOS ENTRE NESTA TERRA QUE DESTES AOS NOSSOS E QUE NOS TAMBEM SE FORMOS JUSTOS E ANDAR NOS TEUS CAMINHOS,TAMBEM ERDAREMOS, SENHOR EU AGRADEÇO AMEM.

Nascimento disse...

É MUITO BONITO VER A MISERICÓRDIA DE DEUS, ONDE ELE NOS ENSINA QUE SER PACIENTE E COMPREENSIVO É UM DOM DE DEUS, MUITAS VEZES QUEREMOS FAZER TUDO DA NOSSA MANEIRA, RÁPIDO, E DEUS NOS MOSTRA QUE TEMOS QUE SER PACIENTE, COMPREENSIVO COM NOSSOS IRMÃOS, DEUS DEIXA PARA A ULTIMA HORA PARA COLHER, E O NOSSO EGOISMO AS VEZES NOS LEVA A ARRANCAR O JOIO ANTES DA HORA, NÃO ESPERAMOS O MOMENTO CERTO DA COLHEITA ONDE FAREMOS AS DIVISÕES SEPARANDO O JOIO DO TRIGO.
QUE O ESPÍRITO SANTO NOS DE A GRAÇA DO DOM DO DISCERNIMENTO PARA QUE POSSAMOS FAZER A DIVISÃO NO MOMENTO CERTO.
AMÉM

Mariano Silveira disse...

DEUS te ilumine e abençoe.

Postar um comentário